Sandy & Júnior Tag Literária



Quem foi criança ou adolescente na década de 1990, com certeza deve ter crescido ouvindo as músicas da dupla Sandy e Júnior ou, pelo menos, conhecido as músicas mais famosas deles. Então, já imagino que, assim como eu, muitos de vocês ficaram animados com o anúncio de uma nova turnês dos irmãos juntos (e frustrados por não ter conseguido ingresso rsrsrs). Por isso, resolvi responder uma tag inspirada nos álbuns da dupla.
Eu me deparei com essa tag no canal Minha Vida Literária, mas ela foi criada pela Thaís, do Pronome Interrogativo. As perguntas relacionam livros com os CDs de Sandy & Júnior, e confesso que foi impossível não ficar um pouco nostálgica.
Mas, agora, sem mais enrolação, vamos às perguntas:

Identidade – Personagem que é a sua cara (descreve quem você é):
Sem dúvida, a Fani de Fazendo meu filme. Provavelmente, hoje eu não sentiria a mesma afinidade. Porém, quando li pela primeira vez, foi a primeira vez que eu realmente me vi em uma personagem. Enxerguei muito da minha personalidade nessa protagonista e, por isso, esses livros acabaram me marcando muito.

As quatro estações – Livro que fez você se apaixonar por um gênero:
Eu pensei em muitas opções para essa pergunta, mas o que foi mais determinante para eu me encantar por um gênero foi O Duque e Eu, da Julia Quinn. Eu tinha um pé atrás com os romances de época (não confundam com clássicos, como os da Jane Austen, que eu sempre amei haha) e foi esse livro que fez em me encantar pelo gênero e conhecer vários outros incríveis.

Era uma vez – Uma história de amor, de aventura e de magia:
São tantas histórias maravilhosas que poderiam estar aqui, mas escolhi uma das minhas séries favoritas que tem muito amor, muita aventura e MUITA magia: Trono de Vidro, da Sarah J. Maas.

Dig-dig-joy – Um livro que todo mundo deveria ler:
O ódio que você semeia, da Angie Thomas. Estamos vivendo um período de tanto preconceito e intolerância que acho fundamental um livro que coloca o dedo na ferida e mostra como o racismo, infelizmente, ainda faz parte da sociedade. Além disso, foi uma leitura que me tirou da minha zona e me fez enxergar de uma maneira mais ampla uma realidade triste, mas que precisamos lutar para mudar.

Sonho azul – Um livro que brincou com as suas emoções:
Tive que escolher outro da Sarah J. Maas: Corte de Névoa e Fúria. Esse livro teve emoção do começo ao fim e o final foi daqueles de dar um nó na cabeça do leitor e provocar a sensação de estar em uma montanha-russa. Sabe aquela expressão “morri, mas passo bem”? Descreve com perfeição o que senti no final desse livro.

Para dançar com você – Um livro que te conquistou, te enfeitiçou:
Cidade dos Ossos, da Cassandra Clare. Eu não esperava nada desse livro, mas fui completamente conquistada e li um atrás do outro. Acabou se tornando a minha segunda série favorita, só perdendo para Harry Potter, e eu me tornei fã incondicional da autora.

Tô ligado em você – Foi muito bom encontrar esse livro:
Uma das maiores surpresas que tive no ano passado foi o livro Seduzida por um guerreiro escocês, da Maya Banks. Eu confesso que julgava pelo título (continuo achando brega), porém, me surpreendi ao encontrar um romance muito bem construído, com personagens complexos e muito carismáticos. Foi uma das melhores leituras que fiz no ano passado e fiquei muito feliz por ter dado uma chance para esse livro.

Sábado à noite – Um livro contagiante, que não dá para parar:
Sem a menor dúvida, Os 12 signos de Valentina, da Ray Tavares. Eu simplesmente devorei esse livro, li em menos de 24 h e, depois que terminei, saí recomendando para todo mundo. Ainda preciso fazer a resenha dele aqui, mas já adianto: LEIAM ESSE HINO DE LIVRO.

Aniversário do Tatu – Um autor que é muito bom, mas esse livro não presta:
Não é que não presta, mas que foi muito abaixo das minhas expectativas: Mais lindo que a lua, da Julia Quinn. Tinha tudo para ser um ótimo livro, mas foi uma leitura bem razoável e, pensando nele depois, minha opinião foi só piorando. Sem dúvida, está muito longe dos meus favoritos da autora.

Você é demais – Livro que é tudo para você:
Tem como não falar Harry Potter? Foi a série que marcou a minha infância e adolescência, o primeiro livro que li em inglês, meu primeiro contato com um livro de fantasia e que me trouxe lições que carrego até hoje. Enfim, não consigo imaginar como teria sido minha vida sem esses livros.

Sandy & Júnior – Uma história que você se lembra com muito carinho:
Pode ser Harry Potter de novo? Tem várias histórias que me lembro com muito carinho, mas, para não repetir nenhuma que já foi citada no post, escolhi Pollyanna, da Eleano H. Portter. Eu li esse livro várias vezes quando criança e não me cansei. Sempre me lembro com carinho dos personagens e das lições que o livro traz.

Agora, quero saber quais seriam as escolhas de vocês para essas perguntas. Mais alguém ficou nostálgico lembrando das músicas da dupla Sandy & Júnior e dos livros que marcaram a vida de vocês? Me contem aí nos comentários o que acharam da tag.

Apaixonada por literatura desde pequena, nunca consegui ficar muito tempo sem um livro na mão. Assim, o Dicas de Malu é o espaço onde compartilho um pouco desse meu amor pelo mundo literário.




Facebook

Busca

Instagram

Twitter

Editoras Parceiras

Seguidores

Arquivos

Newsletter

Populares

Tecnologia do Blogger.