[Resenha] Namorado Modelo

22 de jun. de 2020


Oi, pessoal! Como vocês estão? Hoje estou de volta com a resenha de uma das minhas leituras mais recentes, Namorado modelo, da Jane Harvey Berrick e Stuart Reardon. Publicado esse semestre pela Record, esse romance acompanha a trajetória de um jogador de rugby recém aposentado e em busca de um novo caminho como modelo, mas que terá a relação com sua noiva afetada pelas decisões que tomar.
Se o nome dos autores ou o fato de se tratar de um romance sobre um jogador de rugby soar familiar, é porque este livro é continuação de Imbatível, também publicado pela Record aqui no Brasil. Mas quem não leu o primeiro pode ficar tranquilo, pois dá para acompanhar a história tranquilamente. Eu mesma não li o volume anterior ainda e não tive nenhum problema durante a leitura. Mas, para os mais sensíveis com spoilers, o ideal é ler na sequência correta.

Então, agora chegou o momento de falar sobre Namorado Modelo e o que achei da leitura. 

Autores: Jane Harvey-Berrick e Stuart Reardon
Editora: Record
Tradução: Natalie Gerhardt
Páginas: 378
Exemplar recebido de parceria com a editora
Onde comprar: Amazon
Sinopse: “Será que um casal apaixonado consegue sobreviver às tentações de um mundo de luxo e glamour?Imagine como seria namorar um dos homens mais bonitos do mundo. Um homem cujo rosto está estampado em todas as capas de revistas. Não tão divertido quanto parece ― é o que Anna Scott logo descobrirá.Aposentado do rugby aos 33 anos, não demora para Nick receber um convite para trabalhar como modelo fotográfico. Mas, por trás da fachada glamorosa, se esconde uma horrível realidade: drogas, álcool, todos os pecados capitais e muitas pessoas dispostas a dormir com outras para conquistar seu lugar ao sol.É uma vida muito difícil, principalmente para quem está em um relacionamento sério. E Nick precisa aprender rápido a desviar das armadilhas desse caminho ou correrá o risco de perder tudo ― inclusive a mulher da sua vida.”

Nick Reenshaw é um consagrado jogador de rugby, ídolo do seu time e da seleção inglesa. Porém, aos 33 anos, chegou a hora de se aposentar e Nick não sabe o que fazer a seguir. Sua noiva, Anna Scott, está ao seu lado para dar o apoio que ele precisa nessa nova fase da sua vida, mas começar uma nova vida do zero não é fácil.
Quando surge a oportunidade de um trabalho como modelo, Anna tem esperança que Nick volte a ter um objetivo na vida e que descubra que o caminho fora do rugby pode ser tão satisfatório quanto sua vida como atleta. Porém, ela vai descobrir que namorar um modelo lindo e que está em todas as revistas pode não ser tão fácil assim.
Já Nick vai conhecer o outro lado da vida de modelo. Há glamour e muitas tentações, mas também pode ser um mundo cruel e que vai testar os valores de Nick constantemente. Assim, o ex jogador de rubby vai ter que descobrir se aquele é o caminho que deseja trilhar e o que realmente será prioridade em sua vida, enquanto ele e Anna tentam entender como essas mudanças estão afetando sua relação.



Antes de falar sobre esse livro, eu preciso fazer uma pequena confissão para vocês. A primeira coisa que já chamou minha atenção em Namorado modelo foi o fato de um dos autores ser o Stuart Reardon. Para quem não sabe, ele é o modelo da capa desse livro e já foi capa de vários outros. Além disso, ele mesmo já foi jogador de rugby antes de se tornar modelo e muito do Nick foi inspirado no próprio Stuart. E eu como já acompanho o trabalho dele há algum tempo, fiquei imediatamente curiosa para ler esse livro.
Quando li a sinopse de Namorado modelo, estava pronta para um romance e acompanhar as dificuldades enfrentadas por esse casal com a nova carreira de Nick e o mundo cheio de tentações em que estava entrando. Mas me surpreendi muito ao encontrar uma história que vai além do romance e foca muito mais na jornada pessoal de seu protagonista.
Acompanhamos desde o início o sofrimento de Nick após o seu jogo de despedida e todo o período de adaptação à nova vida. Se aposentar aos 33 anos, ainda sendo uma pessoa ativa e sem ter nem ideia do que fazer além de jogar rugby, deixou Nick perdido e sem saber o que fazer para voltar a ter um objetivo na vida. Esse não é um processo fácil e acaba levando muitos atletas à depressão, o que foi muito bem retratado no livro.
Confesso que mais do que o romance em si, o que me conquistou nesse livro foi a empatia que senti por Nick. Consegui entender sua necessidade de se provar e a insegurança que sentia, especialmente pelo fato de ter jogado por toda sua vida. Recomeçar não é fácil e foi muito interessante ver Nick descobrindo novas habilidades, entendo quem realmente era e tentando encontrar o sentido de sua nova vida.
Além disso, foi interessante ver o outro lado da fama. Muitas vezes vemos o glamour do mundo da moda, com festas, fotos lindas nas revistas, fama e muito dinheiro. Mas há também um outro lado. A dificuldade para conseguir trabalho, os casos de assédio, a exposição e até mesmo o consumo de famas. Se há um lado glamouroso e fascinante nesse mercado, há também o lado cruel e implacável, que muitas vezes é revoltante. 



Porém, é claro que tem romance no livro e achei os autores conseguiram deixar a relação de Anna e Nick muito natural. Confesso que ela é uma personagem menos interessante e com uma insegurança que muitas vezes me irritou, por parecer mais um adolescente do que uma mulher na casa dos 30 anos. Mas, em parte, o comportamento dela é compreensível. Afinal, as mudanças na vida de Nick acabam afastando os dois e lidar com o namorado cercado de modelos e com a cara estampada em revistas e comerciais não deve ser a situação mais fácil do mundo.
Então, tirando os momentos em que a Anna se mostrou um pouco irritante, eu gostei muito de acompanhar a relação dos dois. É evidente o quanto os dois se amam, mas não é um relacionamento perfeito. Há momentos em que eles se mostram inseguros, que precisam de um pouco de espaço ou que acabam se magoando sem querer. Além disso, os dois têm preocupações com o futuro, com a situação financeira e outros problemas que vão surgindo. São questões naturais para qualquer casal e que deixou o relacionamento de Anna e Nick mais real para mim, fazendo com que eu torcesse por eles.
Há também personagens secundários maravilhosos e que me cativaram rapidamente. Em especial, amei o Brendan, melhor amigo e assistente da Anna, que para mim foi o melhor personagem do livro. Divertido, leal e super sincero, ele não tem filtro na hora de falar e proporciona diálogos hilários. É aquele tipo de personagem que deixa o leitor querendo ser amigo dele e ficar conversando por horas.
Com relação à trama, senti que ela fluiu bem, mas poderia ser um pouco menor. Em alguns momentos, fiquei com a impressão de que as situações estavam se tornando repetitivas. Mas a escrita dos autores é envolvente e a leitura não se tornou cansativa. O carisma dos personagens e os temas que foram abordados contribuíram muito para me manter envolvida e gostando da leitura.
De um modo geral, Namorado modelo foi um livro bem diferente do que eu esperava, mas bem mais interessante. Mais do que um simples romance, ele trouxe temas importantes como depressão, drogas e assédio, e ainda passou uma mensagem importante sobre superação, amor, redescoberta e entender o que realmente nos faz feliz. É um livro sobre um homem tentando encontrar um novo caminho, com todas as dificuldades que fazem parte desse processo, e um amor cheio de cumplicidade e respeito, que precisa ser mais forte do que todos os obstáculos que surgem. Assim, Namorado modelo me conquistou por ser uma leitura leve, mas que deixa o leitor com lindas mensagens e reflexões importantes.

Agora quero saber de vocês quem já leu Namorado modelo? Me contem aí nos comentários o que acharam da leitura ou se ficaram curiosos para ler.

Lembrete: Quem quiser adquirir Namorado modelo ou qualquer outro livro na Amazon, comprando por este link, vocês ajudam o Dicas de Malu sem alterar o valor da compra.

10 comentários:

  1. Caramba Malu, eu adorei a ideia desse livro!!
    Confesso que, se eu fosse olhar só pela capa, jamais imaginaria que ele iria abordar assuntos como drogas e assédio e iria ter essa mensagem que é tão importante nos dias de hoje.
    Também gostei muito da capa que lembra muito a capa de uma revista.
    Adorei essa dica, ando procurando umas leituras assim e já anotei a dica!!

    ResponderExcluir
  2. Oii!

    Malu, eu confesso que não compraria esse livro se dependesse da capa. A proposta é bacana, mas eu achei muito feia hahahaha. O enredo tem tudo o que eu mais gosto em um livro, então eu com certeza perderia uma boa história. que bacana que não tem problema ler em ordem diferente!

    Dica anotada ;)

    Beijinhos,
    Ani
    www.entrechocolatesemusicas.com.br

    ResponderExcluir
  3. Preciso ser sincera e dizer que pela capa e título eu não escolheria a obra para leitura, um preconceito que confesso preciso aos poucos vencer, adorei saber que o livro não é mais do mesmo e possui lições e ensinamentos valiosos!

    ResponderExcluir
  4. Oiii Malu

    Embora não seja o meu tipo de livro, achei um dos romances mais interessantes que já ouvi falar ultimamente, primeiro por apresentar um relacionamento bem natural, e principalmente por focar mais no Nick, seu crescimento e o lado da fama que ele precisa enfrentar, deve ser bem bacana mesmo acompanhar essa jornada do protagonista, certamente cria uma empatia enorme.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Malu, como vai? Olha não sabia que esses autores haviam lançado mais um livro no Brasil, eu me lembro da divulgação intensa do livro Imbatível, o meu problema com esses livros são as capas com homens ou mulheres, não gosto delas e acabo não me atraindo pela história e acabo deixando de conhecer a escrita de escrito incríveis por causa disso.

    Viviane Almeida
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  6. Oi Malu.

    Eu ainda não tive a chance de ler esse livro e a sua opinião é a primeira que leio dele também. Pela capa o livro já me conquistou. Vou adicionar na lista de desejados juntamente com o primeiro livro. Fiquei bem empolgada e curiosa. Obrigada pela dica.

    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Oi Malu!

    Menina, eu não conhecia a obra e não conhecia os autores e eu to passado com a info de que o modelo da capa é o autor, nunca nem ouvi falar dele kkkkkkk Eu olhei para a capa desse livro e senti um misto de interesse e "meu deus que capa é essa?" Achei a premissa da história interessante, não é algo que me pego lendo sempre, mas, eu sem dúvidas daria uma chance!!

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
  8. Oi Maluzinha, tudo bem? Eu to com esse livro aqui e nao fazia ideia de que era uma pseudo continuação! Hahahhaha. Amei o primeiro livro e espero gostar desse segundo também, acho bacana a maneira como eles abordam o esporte, sem qualquer premissa para a futilidade.

    ResponderExcluir
  9. Mesmo sem ter lido o livro anterior, senti familiaridade na história pq já li resenhas hahahahaha. Gostei da resenha não me atraí tanto pela premissa, mas mesmo assim curti a ideia e fiquei curiosa para saber como o esporte foi abordado na trama

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  10. Oi Malu, tudo bem?
    Achei a proposta desse livro MUITO da hora! Até porque é ainda bem incomum autores abordarem essa questão de um atleta se aposentar e ter de seguir a vida por outro caminho, ainda mais o de modelagem, que é uma área MUITO tensa e dificilmente vazia de problemas. Confesso que a premissa me deixou bem curiosa.
    Um beijo de fogo e gelo da Lady Trotsky...
    http://www.osvampirosportenhos.com.br

    ResponderExcluir