[Resenha] Chronos - Viajantes do Tempo

7 de abr de 2019


Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Faz tempo que eu não posto uma resenha nova por aqui, então, resolvi voltar com uma dica especial: Chronos – Viajantes do Tempo, da autora Rysa Walker. Publicado no ano passado pela DarkSide Books na linha DarkLove, esse livro é o primeiro de uma série de ficção científica.
Confesso que ele está parado na minha estante há algum tempo, porém, estou procurando desencalhar livros que tenho há mais tempo e ainda não li. Então, esse foi o primeiro da lista e fiquei bastante animada tanto por conta da capa (uma das mais bonitas que eu já vi. DarkSide arrasou!), quanto por conta da sinopse bastante instigante.

Agora, chegou a hora de contar para vocês o que achei da leitura e se eu me arrependi de não ter lido antes.

Autora: Rysa Walker
Editora: DarkSide Books
Páginas: 320
Tradução: Fernanda Lizardo
Onde comprar: Amazon
Sinopse: Viajantes do Tempo por Rysa Walker Conspirações, a chave para a eternidade e um assassino em série. Somos todos reféns do tempo. Na vida, tudo tem uma ordem certa para acontecer: os sapatos devem ser colocados depois das meias, a geléia deve ser passada no pão depois da manteiga — netos nascem depois dos avós. Kate Pierce-Keller nunca havia dado atenção a este último item, até sua avó surgir com revelações e um objeto que podem colocar sua existência em risco. Os eventos da premiada Trilogia Chronos se iniciam quando Kate descobre que sua avó é uma historiadora viajante do tempo — nascida alguns séculos à frente, mas presa ao presente por conta de um acidente — e possui um artefato, um medalhão azul reluzente, que permite realizar saltos temporais para qualquer época e local. Tudo parece um absurdo no início, mas uma leve interferência na linha temporal faz com que os pais de Kate sumam do mapa e ela seja a próxima da lista. Arriscando sua vida, ela aceita a missão de tentar voltar no tempo para evitar um homicídio que é a chave de tudo e colocar as coisas no seu devido lugar. Mas se ela for bem sucedida, a interferência também terá um custo pessoal.

Nessa história, Kate é uma jovem comum, que divide a sua semana entre a casa do pai e a da mãe. No entanto, tudo muda quando sua avó materna reaparece doente e a convida para morar um tempo em sua casa. O objetivo dela era não apenas conviver mais com a neta, mas revelar à Kate seu maior segredo: ela vem do futuro. Isso mesmo! A avó de Kate é uma viajante no tempo, que acabou ficando presa na década de 1960 e teve que construir uma nova vida nessa linha do tempo, onde suas filhas acabaram nascendo, assim como Kate.
O problema é que tem pessoas tentando alterar o passado, o que gera alterações no mundo que Kate conhece e ameaçam sua própria existência. Escondidos sob uma nova religião, os ciristas, eles estão ganhando força e fazendo alterações cada vez maiores no passado. Agora, Kate precisará se preparar para impedir essas mudanças e salvar aqueles que ama e a sua própria vida. 



Desde que terminei esse livro, fico me perguntando o motivo de não ter lido antes. Apesar de não ter o hábito de ler ficção científica, adorei como o tema das viagens no tempo foi abordado nesse livro. O universo que a autora criou foi interessante e não foi complicado acompanhar a lógica das mudanças temporais.
Além disso, achei interessante o fato de que a autora incluiu fatos importantes da história dos Estados Unidos. Assim, à medida que Kate se prepara para viajar no tempo e impedir as mudanças temporais, vamos conhecendo mais sobre o período histórico para o qual ela iria viajar, com várias informações bem interessantes e que achei que enriqueceram a leitura.
Outro aspecto positivo do livro é o carisma dos personagens. Eu me apeguei rapidamente à Kate e consegui entender os conflitos dela. Por ser uma personagem jovem, ela demonstra uma certa falta de maturidade em alguns momentos, porém, não é nada exagerado ou que seja que incomode. De um modo geral, é uma personagem inteligente, com um bom senso de humor e que conquista, principalmente, pelo amor que demonstra por sua família.

Os personagens secundários também são bem explorados pela autora, com destaque especial para a avó da protagonista, Katherine (sim, as duas têm o mesmo nome, ou quase – só lendo para vocês entenderem kkkk), e por Trey. A avó dela me lembrou um pouco a da Mia no filme O Diário da Princesa e teve ótimos diálogos com sua neta. Já o Trey é um personagem que eu desconfiei um pouco no início, mas que foi me conquistando aos poucos.



Não posso deixar de mencionar também que a autora insere algumas reflexões interessantes ao longo da trama. Na história, uma nova religião havia sido criada por aqueles que estão mexendo nas linhas temporais e, quanto mais Kate vê o modo de atuação deles, mais questionamentos são feitos sobre os perigos da doutrinação ideológica e do fundamentalismo religioso. Este foi um dos aspectos que mais gostei no livro, pois, apesar de ser algo ficcional, não deixa de trazer reflexões sobre a nossa própria sociedade.
Com relação à escrita da autora, eu achei bastante fluida e envolvente. Ela conseguiu apresentar bem o universo sem deixar a trama arrastada ou monótona. Ao contrário, o livro tem muita ação e na maior parte do tempo é bastante dinâmico. Confesso que teve um determinado momento que a trama poderia ter sido mais resumida e eu senti uma quebra de ritmo. Porém, logo se recuperou e a parte final do livro é eletrizante.
No entanto, preciso fazer uma ressalva em relação à sinopse. Pelo que eu li, tive a impressão de que um determinado personagem teria um papel mais central na história e que a trama teria um toque de suspense. Porém, não foi isso que encontrei. Como gostei do universo criado pela autora, isso acabou não me incomodando. Porém, acabei sentindo que a sinopse foi um baita spoiler do livro, tanto que nem coloquei no post.
E, sobre a edição, não preciso nem dizer que está maravilhosa né? Só por essa capa, já dá para ver que a DarkSide caprichou bastante. Por dentro, o livro também está muito bonito e não encontrei nenhum erro de revisão. Além disso, gostei das notas do tradutor explicando algumas informações da história. Só gostaria que a fonte tivesse sido um pouco maior. Não me incomodou enquanto estava lendo, mas vi algumas pessoas que reclamaram que precisaram forçar muito para ler. Então, talvez seja algo a ser repensado em uma nova edição.
Por fim, só posso dizer que valeu muito a pena tirar Chronos – Viajantes do Tempo da estante e finalmente dar uma chance para essa leitura. O livro acabou sendo bem diferente do que eu esperava a princípio, mas acabou sendo uma leitura muito gostosa e que me deixou animada para ler a continuação. O segundo volume já foi publicado pela DarkSide e agora está no topo da minha lista de desejados.
E vocês, já leram esse ou algum outro livro da coleção DarkLove? Me contem aí nos comentários o que acharam ou se ficaram curiosos para ler Chronos.

15 comentários:

  1. Tudo bem? Li esse livro assim que lançou. Ganhei de presente. Eu gostei bastante da premissa. Quando eu iniciei a leitura, também esperava uma coisa e fui surpreendida, por bem mais do que eu imaginava.

    Eu faço coleção dos livros da Darkside. Não tenho todos. Mas faço coleção dentro dos gêneros que eu curto.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Essa edição é linda demais! Eu quero muito ler esse livro, pois além de trabalhar um tema pelo qual sou fascinada - viagem no tempo - parece ser uma estória bem bacana. Adorei tua resenha e fiquei ainda mais curiosa pra ler a obra!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. A capa desse livro é completamente espetacular! Não dou grande fã de ficção científica também, mas alguns acabam me chamando a atenção como esse. Parecer ser bem legal o relacionamento entre Kate e a avó. Fique curiosa!
    E essas sinopses que entregam spoiler?! O erro! Hahaha
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem? Não leio muito sobre ficção científica, mas já tinha visto esse livro por aí. Ele não me interessa agora, porque tô priorizando outras leituras, mas quem sabe mais pra frente. Tendo personagens carismáticos, como você colocou na resenha, é bem importante pra mim, porque acredito que são as personagens que sustentam uma boa história.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Esse livro está nos meus desejados desde que lançou! Eu adoro tramas com viagem no tempo, e que bom saber que os personagens são carismáticos. Sua resenha me deixou ainda mais empolgada para ler. Eu acho essa edição linda demais, lilás/roxo é minha cor favorita.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Confesso que preciso ler mais livros da coleção DarkLove, mas acabo sempre passando outros na frente hehe
    Conheço Chronos, e confesso que na época que ele foi lançado as opiniões foram bem divididas, o que me deixou receosa. Ainda não sei o que pensar, mas sua resenha me deixou mais curiosa no lado positivo. Adorei a mesma e espero que curta também o sucessor.
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Essa edição é linda, mas confesso que o enredo não me atraiu muito, viagens no tempo se mostram com narrativas lentas e cansativas.
    Mas gostei de saber que você se surpreendeu com a leitura e que foi positiva pra esse primeiro livro escolhido.
    Tenho tentado ler mais meu acervo pessoal, antes de investir em novas compras justamente por ficarem anos na estante.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente ainda não tive a oportunidade de ler este ou qualquer outro livro publicado pela editora. :( Sonho com estas edições tão lindas e um dia ainda conseguirei adquiri-las!rsrs

    Embora não seja a maior fã do gênero ficção científica, um tema que aprecio e que faz parte dele é justamente a viagem no tempo. Não é à toa que sou fã de Ouutlander.rsrsrs Fiquei muito curiosa em relação a esta avó da mocinha que veio do futuro. Bem como despertou o meu interesse o fato de neste livro ser possível alterar o passado (algo impossível em Outlander, pelo menos até o volume que li). O tema do fundamentalismo religioso e as pesquisas históricas também me motivam a ler esta série. Já quero!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro e o achei interessante, talvez este seja o primeiro livro que lerei da DarkSide, os livros deles sempre me dão medo e este parece que não. DarkLove, adorei isso também.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  10. Ola Malu, tudo bem?

    Me lembro que na época do lançamento desse livro euzinha fiquei completamente alucinada por ele, porem li tantas resenhas negativas que acabaram por me desanimar em ler a obra. Encontrar sua resenha depois de tanto tempo foi uma delicia e você me mostrou um outro lado da história que mesmo eu nao gostando muito de ficção cientifica me chamou a atenção.

    beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu adoro enredos com viagem no tempo, mas o que me chamou a atenção na sua resenha foi as reflexões que você citou que a trama traz e eu amo isso. Sem dúvida, é o que me fará compra ro livor.
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá

    É bem difícil a sociedade se manter sem qualquer resquício ou de religião ou ideologia porque se não existe uma que todos conheçam, tem a que fomentamos na mente porque todos necessitamos de parâmetros e até a educação se baseia nisso. Agora sim, a diferença é a pessoa ter a liberdade de escolher entre várias possibilidades e poder questionar qualquer fundamento.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bem?
    Esse livro tá na minha estante faz um tempão, e eu sempre fico adiando pra ler por achar que merece mais atenção por ser ficção científica. Sua resenha é a primeira que eu leio sobre ele, que bom saber que não é tão difícil assim acompanhar e que os personagens são carismáticos (coisa rara em ficçao científica, haha). Eu comprei pq achei a edição linda, mas gora quero conhecer a história por detrás dessa capa maravilhosa (uma das mais lindas da dark) <3

    ResponderExcluir
  14. Adorei a sua resenha! Eu ainda não li o livro e morro de curiosidade com ele, acho que pode ser uma ótima leitura para mim. A premissa me interessa demais e quero ler ainda esse ano.

    ResponderExcluir
  15. Olá Malu!!!
    Minha colaboradora é louca pelos livros da Dark e ela já adquiriu o segundo livro de Chronos dela.
    Eu admito que Chronos é interessante, mas que não faz muito meu estilo pois sou louca para ler outros livros lançados pela editora.
    A história só me deixa curiosa por algumas coisas, mas em relação a diagramação todo livro da Dark você tem vontade de ter na estante.
    Adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir