sábado, 22 de julho de 2017

Lançamentos aguardados para o 2º semestre

No começo do ano, fiz um post especial sobre os lançamentos que eu estava mais ansiosa para o primeiro semestre. Agora que já estamos em julho, chegou a hora de falar sobre os livros que vão ser lançados no segundo semestre e que eu não vejo a hora de pegar para ler.
Como sempre, as editoras estão anunciando muitos livros incríveis e foi difícil escolher essa lista para trazer para vocês. Então, peguei apenas aqueles que eu estou realmente desesperada para ler, ou por serem continuações de séries que eu amo ou porque a premissa me deixou intrigada.

Filha das Trevas (Autora: / Editora: Plataforma 21) Esse livro entrou nessa lista, porque eu já estou de olho nele há séculos. Tive um caso de amor à primeira vista com ele desde que vi a capa maravilhosa no site da Amazon e quando a Plataforma 21 anunciou a publicação mantendo a mesma capa, ele acabou entrando imediatamente na minha lista de desejados. Todas as opiniões que vi sobre ele até hoje foram muito boas e a minha expectativa está cada vez mais alta. Felizmente, ele chega às livrarias em agosto e eu vou poder descobrir se ele é tão bom quanto aparenta pela capa. Pré-venda: aqui.

As brigadas fantasma (Autor: John Scalzi / Editora: Aleph) Quem viu minha resenha sobre A guerra do velho aqui no blog, já sabe o quanto eu gostei daquele livro. Foi uma leitura que me surpreendeu muito, já que não tenho o hábito de ler ficção científica, e fiquei muito feliz quando soube que a Aleph iria publicar o segundo volume da série. O livro deve chegar às livrarias agora em agosto e eu não vejo a hora de ler.

Minha vida fora de série – 4ª Temporada (Autora: Paula Pimenta / Editora: Gutenberg) Se você leu o terceiro livro da série Minha vida fora de série vai entender porque este livro se encontra nessa lista. Sou apaixonada pelos livros da Paula Pimenta e estou sofrendo por esta continuação desde o ano passado, porque ela soube encerrar a terceira temporada das aventuras da Priscilla de um jeito que me deixou desesperada para saber o que iria acontecer. Mal posso esperar para acompanhar as aventuras da Pri e do Rodrigo nessa quarta temporada. Pré-venda: aqui.

Origem (Autor: Dan Brown / Editora: Arqueiro) Apesar de não ter lido muitos romances policiais ultimamente, Dan Brown é sempre um caso à parte. Sei que muitos criticam o autor, mas eu confesso que gostei de praticamente todos os livros dele que já li até hoje e estou muito ansiosa para conferir esse novo lançamento do autor. O enredo está incrível e acho que será mais uma daquelas leituras que prendem a atenção da primeira à última página. O lançamento será em outubro e eu já estou ansiosa para conferir. Pré-venda: aqui.

Harry Potter – A history of magic (Autora: J. K. Rowling) Um livro de Harry Potter com conteúdo especial em homenagem aos 20 anos do lançamento do primeiro livro, tem como não querer? Eu ainda não sei se ele será publicado mesmo no Brasil, pois trata-se de uma publicação especial da British Library em parceria com a Bloosburry (editora de Harry Potter no Reino Unido) como parte da exposição que ocorrerá na British Library de outubro deste ano a fevereiro do ano que vem. No entanto, considerando a quantidade de fãs que Harry Potter tem ao redor do mundo, acho pouco provável que o livro fique restrito aos leitores britânicos.

Senhor das Trevas (Editora: Cassandra Clare / Editora: Galera Record) O Senhor das Trevas é o segundo volume da série Os artifícios das Trevas, da Cassandra Clare. O livro anterior, Dama da meia-noite, é o meu preferido da autora e, considerando o quanto eu gosto da série Os Instrumentos Mortais, isso quer dizer muita coisa. Eu já li O Senhor das Trevas em inglês e, mais uma vez, a Cassandra Clare sambou no meu coração e fez com que ele ficasse em pedacinhos, sofrendo só de imaginar o que pode acontecer no próximo livro. Mesmo assim, eu não vejo a hora de conferir a edição da Galera Record e ler essa história de novo para ver se consigo aplacar a ansiedade para a continuação. Pré-venda (com brinde): aqui.


Gostaram dos lançamentos que eu separei? Me contem se vocês também querem ler algum desses e quais outros livros vocês estão aguardando ansiosamente para ler no segundo semestre. 

segunda-feira, 17 de julho de 2017

[Dica da Malu] Londres é nossa!

Sinopse: “Uma divertida e acelerada carta de amor a Londres, a garotos e a alucinantes noites em claro Sunny sempre foi um pouco ingênua, até meio molenga. Mas quando recebe a foto de seu namorado beijando outra garota em seu celular, ela sabe exatamente o que fazer: encontrá-lo e terminar tudo. Só que... será que Mark não tem uma explicação para isso tudo? Eles estavam indo tão bem... Agora, Sunny precisa achar o rapaz em pleno sábado à noite em uma das cidades mais movimentadas do mundo. O que antes parecia uma tarefa simples virou uma verdadeira corrida maluca por Londres. No caminho, Sunny conhece um condutor de riquixá, grupo de drag queens, sua banda girl power favorita e, principalmente, os Goddard – os gêmeos (primos) franceses mais misteriosos e descolados de Londres." Autora: Sarra Manning / Editora: Galera Record / Páginas: 266 / Comprar: Amazon  - Livro recebido em parceria com a editora.

“Doze horas, dois franceses, uma garota... e uma vassoura! Uma cidade é apenas a soma de suas partes, e realmente são pessoas nela que lhe emprestam vida e alma. E, como Sunny descobre, todos – desde amigos, inimigos, bandas famosas e até condutores de riquixás – estão dispostos a ajudar uma garota em sua vingança de amor traído.”

Quem acompanha o blog no instagram (aqui), viu que nos últimos dias recebi alguns livros lindos da Galera Record e escolhi começar a leitura por Londres é nossa!, da Sarra Manning. Minha escolha foi porque esse me pareceu um livro leve e divertido, daqueles romances que deixam nosso coração quentinho. Apesar de alguns probleminhas na leitura, foi exatamente isso que encontrei.
O livro conta a história de Sunny, uma menina de 17 anos, extremamente ingênua, bem-comportada e que sempre se deixa ser convencida, especialmente pelo namorado. No entanto, quando recebe uma foto de Mark beijando outra garota, ela sabe que precisa encontrá-lo, mas não se decidiu ainda se é para terminar tudo ou perdoá-lo. Afinal, ele pode ter uma ótima explicação, não é mesmo?
Inicia-se assim uma louca aventura em um sábado à noite em Londres. Em sua trajetória, Sunny conta com a ajuda inesperada de dois franceses, um condutor de riquixá, integrantes de uma banda e diversas outras pessoas que ela jamais imaginara conhecer. Durante esse tempo, Sunny aprende mais sobre a sua própria cidade, sobre as pessoas e, principalmente, sobre ela mesma.

Eu não sou tão burra assim. Mas talvez eu confie demais nas pessoas, talvez queira agradá-las demais, seja um pouco sensível demais, e é por isso que consigo sentir a raiva e a mágoa fazendo meus olhos arderem de novo...

O primeiro aspecto que quero destacar sobre esse livro é a escrita da autora. Confesso que, logo nas primeiras páginas, eu já estava rindo, completamente envolvida com a leitura. Isso se deve a forma leve e descontraída com que Sarra Manning escreve, que torna a leitura fluida, ágil e bastante agradável.
A única ressalva que faço sobre a escrita da autora, é que acredito que ela poderia ter resumido um pouco a perseguição de Sunny ao Mark e feito o final com mais detalhes. Não que o desfecho tenha sido ruim, pois eu terminei com um sorriso bobo no rosto e acho que foi condizente com o livro. No entanto, teria apreciado mais se o final tivesse sido construído um pouco mais devagar e de forma mais detalhada.


Com relação aos personagens, confesso que Sunny me irritou muito em alguns momentos. Por várias vezes, ela se recusa a enxergar o óbvio e age de uma maneira muito egoísta para correr atrás do namorado. No entanto, por se tratar de uma protagonista tão jovem, acaba sendo possível relevar algumas atitudes dela. Afinal, que adolescente nunca agiu de uma maneira insuportável em algum momento, não é mesmo? Felizmente, ela não é assim o tempo todo e tem alguns momentos divertidos ao longo do livro.

Esta garota está mandando bem. Ninguém se atreveria a aprontar com uma garota dessas. E eu sou essa garota e cansei de ver pessoas aprontando comigo.

Além disso, se Sunny me tirou do sério algumas vezes, o carisma dos personagens secundários ajudou muito. Ao longo da trama, aparecem vários personagens e, apesar de alguns terem aparições muito breves, todos eles contribuem de maneira significativa com a jornada de Sunny. Em especial, me encantei pelos dois franceses, que roubaram a cena com seus diálogos afiados e um jeito carismático, que fazem com que a gente se apaixone por eles sem nem perceber.
Um outro aspecto que gostei bastante foi a forma como a autora trabalha a questão do preconceito. Ao longo da leitura, vemos o preconceito em suas mais diversas formas. Aliás, o próprio leitor é levado a formar opiniões e pré-julgamentos sobre alguns personagens e, mais para frente, vemos esses estereótipos sendo desconstruídos.
No entanto, o que fez com que eu realmente gostasse da leitura foi um personagem discreto, mas que no fundo, foi a protagonista: Londres. Para quem não sabe, eu sou apaixonada pela Inglaterra e ver Londres sendo retratada de uma maneira tão carinhosa e diferente do que vemos em outros livros, derreteu meu coração. Ao contrário de alguns autores que descrevem Londres como uma cidade cinza, fria e sem graça, Sarra Manning mostra o lado vibrante, animado e multicultural de Londres.

Não importa de que lado observamos o horizonte; sempre me sinto em casa. É Londres.

É incrível conhecer Londres pela perspectiva da autora, que mostra uma cidade rica culturalmente, cheia de contrastes e peculiaridades. Foi, sem dúvida, o retrato mais solar e divertido que já vi de Londres. Além disso, em vários capítulos são apresentadas curiosidades e história sobre bairros e locais importantes, permitindo aos leitores conhecer um pouco mais sobre uma das cidades mais importantes do mundo.
Com relação à edição, achei que a Galera Record arrasou. A revisão está ótima, e eu adorei a capa e alguns detalhes que eles colocaram no verso e nas orelhas do livro, que remetem automaticamente à Inglaterra. Além disso, as folhas são amareladas e o tamanho da fonte está ideal para leitura.
Assim, esta foi uma leitura que, apesar de ter me incomodado em alguns momentos, teve mais aspectos positivos do que negativos. É um livro voltado para o público mais adolescente, mas que pode ser lido tranquilamente por um adulto, por se tratar de uma trama leve e muito divertida, daqueles que curam uma ressaca literária ou alegram o nosso final de semana. Além disso, se você também gosta da Inglaterra, não tem como não se apaixonar pela perspectiva que Sarra Manning traz de Londres.
Gostaram de saber o que eu achei desta leitura? Me contem aí nos comentários se ficaram interessados em ler ou se já leram e o que acharam.


sábado, 15 de julho de 2017

TBR: Maratona Literária de Inverno - 2017

Quem aí gosta de maratonas literárias? Eu adoro o conceito, porém, nunca consigo cumprir. Mas esse ano estou com uma pilha de livros gigantesca que preciso colocar em dia, então, nada melhor que uma maratona, não é mesmo? Pensando nisso, resolvi participar da Maratona Literária de Inverno de 2017, organizada pelo Vitor Martins, do canal Geek Freak, que começa amanhã (16/07) e vai até o dia 30 de julho.
Para quem não sabe, todo ano o Vitor organiza uma maratona literária no verão e outra no inverno. Para essa que vai acontecer agora, ele elaborou nove desafios divididos em três níveis: iniciante, intermediário e hardcore. Esses desafios não são obrigatórios, porque o objetivo central da maratona é ler mais do que está acostumado.
Nesse post, eu vou apresentar os livros que eu pretendo ler durante a MLI 2017, ou seja, a famosa TBR (To Be Read). Para quem quiser conhecer as regras da Maratona e saber como participar, vou deixar aqui o link para o vídeo do Vitor onde ele explica tudo.
Eu escolhi tentar o nível intermediário, tendo em consideração meu histórico de fracassos em maratonas. No entanto, não vou cumprir direitinho todos os desafios e já adianto que dei uma trapaceada em alguns itens. Mas, como já disse, o importante da maratona é ler e eu estou muito ansiosa para cumprir todos os livros da minha TBR.

Nível Iniciante
1 - Ler um livro com capa azul
2 - Ler um livro com menos de 200 páginas
3 - Ler um livro que você comprou pela capa
Nível Intermediário
Todos do nível iniciante
4 - Ler um livro escrito por uma mulher
5 - Ler um livro sem saber a sinopse, ou do que se trata
6 - Ler um livro nacional
Nível Hardcore
7 - Todos os desafios dos níveis iniciante e intermediário
8 - Ler um livro que se passe em um período histórico importante
9 - Ler um livro com pontuação no título


Então, sem mais enrolação, minha TBR ficou assim:
1 - Esqueça o amanhã, Pintip Dunn / Uma tocha na escuridão, Sabaa Tahir
2 - Sherlock Holmes: Um estudo em rosa, Steven Moffat
3 - Todos os nossos ontens, Christin Terril
4 - Simplesmente o paraíso, Julia Quinn / Um tom mais escuro de magia, Victoria Schwab
5 - Todos os nossos ontens, Christin Terril
6 - Confissões On-line, Iris Figueiredo
           Vocês devem ter reparado que eu repeti um livro em dois desafios, mas é o único que eu tenho que se enquadra nessas duas categorias. Mas, em compensação, nos desafios 1 e 4, eu coloquei dois livros em cada. Então, no total, tentarei ler sete livros. Será que eu consigo?

          Me contem aí nos comentários o que acharam da minha TBR e se vocês também pretendem participar da Maratona Literária de Inverno. Ah e não esqueçam de passar no canal do Vitor Martins para conferir direitinho como será a maratona. 
Se quiserem adquirir algum dos livros da minha TBR, vou deixar o link de compras na Amazon. Aproveitem que até amanhã alguns livros estão em com R$ 10,00 de desconto usando o cupom ROMANCE10: Amazon

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Divulgação - Amazon Day


Eu sei que nem todo mundo gosta de segunda-feira, mas hoje eu vim trazer uma notícia que vai fazer a semana de vocês começar mais feliz. Hoje e amanhã, dias 10 e 11 de julho, mais especificamente, vai acontecer o Amazon Day.
Vocês podem estar se perguntando o que é o Amazon Day, mas eu já vou explicar. São 30 horas de oferta no site da Amazon, que começam hoje às 18 h e vão até amanhã as 23:59 (horário de Brasília). Essas ofertas abrangem milhares de livros e ebooks, descontos em alguns modelos de dispositivos Kindle e frete grátis para todo o Brasil. Ou seja, não dá para perder né?
Claro que eu não poderia deixar de compartilhar essa notícia incrível e vou listar as principais promoções que ocorrerão para vocês não perderem nada.

Todos os livros com frete grátis para todo o Brasil:
Mais de 20 mil livros com até 80% off: http://amzn.to/2sIFCXk
R$ 100 de desconto em Kindle, Kindle Paperwhite e Kindle Voyage: http://amzn.to/2v5qaW7
Livros importados com desconto progressivo (compre 2 livros, ganhe 10% off; compre 3 livros, ganhe 20% off; e compre 4 ou mais e ganhe 30% off): http://amzn.to/2v4ZDID
Cupom de 10% off para ebook em inglês (ENGLISH10): http://amzn.to/2t7i3Hb
Novas ofertas relâmpago de livros com até 90% de desconto a cada 2 horas: http://amzn.to/2ubyRBS
Milhares de ebook com até 80% off: http://amzn.to/2sIGIlU
Novas ofertas de ebook a cada 2 horas: http://amzn.to/2sYvj5P
Box Harry Potter, edição exclusiva, de R$ 249,50 por R$ 149,90: http://amzn.to/2sJ9McW
A Guerra dos Tronos, edição ilustrada exclusiva, de R$ 129,90 por R$ 49,90: http://amzn.to/2t6J8Ko

            Já deu para vocês perceberem que tem muita coisa, né? E fiquem atentos que algumas promoções mudarão a cada 2 horas, então, pode ser que livros que vocês desejam entrem na oferta, mas esgotem rápido.

Lembrando que, caso queiram aproveitar a promoção, comprando por esses links que deixei aí em cima, vocês ajudam o Dicas de Malu. 

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Tag dos 50% - Minhas leituras de 2017



Faz um tempinho que não posto nenhuma tag aqui no blog, então, resolvi aproveitar que junho acabou para responder a famosa Tag dos 50%. Essa tag serve como um balanço das leituras que fiz até agora e minha expectativa para o segundo semestre.
Apesar de ter começado o ano com um ótimo ritmo de leitura, a correria da faculdade acabou prejudicando minhas leituras nos últimos dois meses, então, estou um pouco atrasada com a minha meta. Mas, de modo geral, fiquei satisfeita com as leituras que fiz, mesmo tendo sido poucos livros que realmente me encantaram.
Então, sem mais enrolação, vamos às perguntas:
1 – O melhor livro que li até agora.
Pergunta difícil porque tiveram alguns livros que realmente gostei bastante. No entanto, o que eu acho que mais mexeu comigo e foi uma leitura incrível do começo ao fim foi realmente O sol também é uma estrela da Nicola Yoon. Resenha aqui.
Menção honrosa para Sete minutos depois da meia-noite que foi um livro que superou todas as minhas expectativas e me emocionou bastante. Resenha aqui.

2 – A melhor continuação que li até agora.
Não li tantas continuações esse ano, se comparar com 2016, mas a minha favorita foi A Traidora do Trono. Por incrível que pareça, eu li o primeiro livro dessa trilogia, A Rebelde do Deserto, apenas esse ano, mas me encantei pela escrita da autora e esta continuação foi simplesmente impecável. Resenha aqui.
Menção honrosa: Espada de Vidro, da Victoria Aveyard, que eu considerei inclusive melhor do que A Rainha Vermelha. Resenha aqui.

3 – Lançamento do primeiro semestre que ainda não li, mas quero muito.
Pode ser uma lista? Sério, foram vários livros que eu fiquei realmente empolgada no primeiro semestre, mas que ainda não li. Como sou indecisa, separei três que estou bastante ansiosa: Quando a noite cai, da Carina Rissi, A guerra que salvou a minha vida e Uma tocha na escuridão, continuação de Uma chama entre as cinzas (meu livro favorito de 2016). Obs.: Uma tocha na escuridão eu já comecei a ler, então, em breve, terá resenha aqui no blog.

4 – O livro mais aguardado para o 2º semestre.
Outra lista gigantesca, mas que tem dois destaques: Minha vida fora de série – 4ª temporada e Harry Potter: A History of Magic. Um é escrito pela Paula Pimenta, uma das minhas autoras favoritas, e o outro um livro especial, escrito pela J. K. Rowling e publicado pela Blumsburry em parceria com a Bristish Library por causa da exposição que acontecerá em comemoração aos 20 anos de Harry Potter. Não preciso nem explicar o motivo da minha ansiedade né?

5 – O livro que mais me decepcionou esse ano.
Essa foi bem fácil, porque fiquei bastante decepcionada quando concluí a leitura de Três coroas negras. Era um livro que eu esperava muito, por causa de todos os comentários positivos feitos no exterior e pela própria sinopse do livro que parecia ser incrível. A leitura acabou passando bem longe do que eu esperava e, mesmo não sendo ruim, acabou me decepcionando. Resenha aqui.

6 – O livro que mais me surpreendeu este ano.
Para essa pergunta eu escolhi um que me surpreendeu não pela história em si, mas por ser uma leitura que eu não tinha uma expectativa alta e que acabou sendo uma das melhores do ano: Sete minutos depois da meia-noite. Foi uma história muito mais emocionante e reflexiva do que eu esperava, e eu realmente me surpreendi com a forma como fui sensibilizada pelo livro.

7 – Novo autor favorito: um autor que conheci esse ano ou que lançou seu primeiro livro recentemente.
Foram duas autoras cujo trabalho só conheci esse ano, mas que já se tornaram queridinhas: Sarah J. Maas e a Bárbara Morais. A Sarah eu conheci pela série Trono de Vidro que comecei a ler esse ano e estou amando (já tem a resenha dos dois primeiros livros aqui e aqui). A Bárbara é autora da Trilogia Anômalos e, apesar de eu só ter lido o primeiro volume, já virei fã. Ela criou uma das distopias mais interessantes e originais que já li, e ainda escreveu personagens extremamente cativantes e representativos (resenha aqui).

8 – A minha quedinha mais recente por um personagem.
Apesar de ser a rainha dos crushs literários, não tive muitas quedinhas esse ano. Das poucas que tive, as mais recentes foram o Chaol, da série Trono de Vidro, e o Kyle Swayer do livro The bad boy bargain, da Kendra C. Highley. São dois personagens apaixonantes, cada um à sua maneira, e mexeram com meu coração de leitora.  

9 – Meu personagem favorito mais recente.
Não tinha como escolher outro que não fosse a Celaena, protagonista da série Trono de Vidro. Quem leu minhas resenhas sobre os dois primeiros livros sabe o quanto eu passei a admirar essa personagem. Ela tem uma força incrível, mas ao mesmo tempo ela é uma personagem muito humana, cheia de virtudes, defeitos e inseguranças. Isso a torna uma das melhores protagonistas femininas que eu já li, por ser muito bem construída e representativa.

10 – Um livro que me fez chorar nesse 1º semestre.
Alguns livros me fizeram chorar esse ano, mas Sete minutos da meia-noite me levou quase à desidratação. Como que um livro de 160 páginas consegue ser tão emocionante eu não sei, mas chorei absurdamente e fiquei profundamente comovida com essa história.

11 – Um livro que me deixou feliz nesse 1º semestre.
Se você leu minha resenha sobre O sol também é uma estrela, não vai ter dúvida de que este livro me deixou realmente feliz. Algumas lágrimas rolaram durante a leitura, não vou mentir, mas foi um livro tão sensível e bem escrito, com um desfecho sensacional e tantas lições maravilhosas, que terminei a leitura muito feliz e com um quentinho no coração.
Menção honrosa: Três coisas sobre você, que foi uma leitura encantadora e que me deixou com um sorriso bobo no rosto. Resenha aqui.

12 – Melhor adaptação cinematográfica do primeiro semestre.
Para minha vergonha, não tenho assistido nada nos últimos tempos. Mas, para não deixar em branco, vou responder “A Bela e a Fera”. Apesar de mais próximo do desenho do que dos contos originais, não dá para negar que se trata de uma adaptação de uma obra literária. Além disso, é um filme lindo e que me fez sair do cinema absolutamente encantada.

13 – Minha resenha favorita do primeiro semestre.
É muito difícil escolher uma resenha aqui, porque foram tantos livros que eu gostei de falar aqui. Mas duas resenhas que eu realmente gostei de escrever foram as de O sol também é uma estrela e a de O casal que mora ao lado, disponíveis aqui e aqui. Mas ficaria muito feliz em saber qual resenha vocês, meus leitores, gostaram de ler aqui no blog nesse primeiro semestre.

14 – Livro mais bonito que eu comprei ou ganhei este ano.
Dá para falar de livro mais bonito e não mencionar algum da DarkSide? Não tem como. Então, acho que o mais bonito que comprei esse ano foi A guerra que salvou a minha vida, cuja edição é simplesmente maravilhosa. Mas outro livro muito lindo que não posso deixar de citar é A Traidora do Trono, que quando chegou aqui em casa eu ficava toda hora admirando.

15 – Livros que preciso ou quero muito ler até o final do ano.
Querem outra lista gigantesca? Se for falar todos que eu quero ler, 2017 vai acabar e eu ainda não terei concluído o post. Mas vou colocar como prioridades: O Ceifador, Golem e o Gênio e Todos os nossos ontens.


            Bom, esse foi o meu balanço de 2017 até aqui, com as leituras que eu já concluí e parte da minha meta para o segundo semestre. Agora, quero saber como foram as leituras de vocês e quais livros vocês querem ler no restante do ano, então, me contem tudo lá nos comentários. Ah e aproveito para lembrar que caso vocês tenham se interessado por algum desses livros, eu vou deixar o link de compra da Amazon, porque comprando através dele, vocês ajudam muito o blog. Link: Amazon.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Cinco livros que me lembram o inverno

Com o tempinho frio dos últimos dias, especialmente após o início do inverno semana passada, eu acabei me inspirando a indicar alguns livros que me lembram essa época do ano. Escolhi livros que não necessariamente são ambientados no inverno, mas que considero leituras ideais para dias com temperatura mais baixa, em que a gente fica lendo de baixo das cobertas por horas seguidas.

Fazendo meu filme 2: Fani na terra da rainha - Paula Pimenta
Como o próprio título do livro já diz, a história é ambientada na Inglaterra. Então, o motivo para esse livro entrar na lista é óbvio. A maior parte da trama se passa no inverno e primavera europeus, e, entre as muitas aventuras que vive na terra da rainha, Fani ainda precisa se adaptar a temperaturas muito mais baixas que aqui no Brasil. Mas, além da razão óbvia, ainda escolhi esse livro por ser uma daquelas leituras bem leve e que dão um quentinho no coração, ideal para ler enrolado nas cobertas em um final de semana mais frio. Comprar: Aqui

A Rainha Vermelha - Victoria Aveyard
Esse livro já me remete ao inverno pela capa prateada. Além disso, acho que livros de fantasia e distopia, de modo geral, combinam muito com essa época do ano, mas no caso de A Rainha Vermelha isso ainda é reforçado pela própria ambientação da trama. Outro aspecto que torna este livro ideal para ler no inverno é a história dinâmica, cheia de reviravoltas, que prendem a atenção do leitor do começo ao fim. Então, é daqueles livros que a gente se enrola nas cobertas e perde a noção do tempo enquanto lê. Comprar: Aqui

The heart of betrayal - Mary E Pearson
Incluí esse livro por vários motivos, começando também pela capa. A ilustração em tons de azul mais escuro e com clima de suspense, já me fazem pensar em um ambiente frio. Além disso, a trama em si e os lugares em que ela se passa também remetem a temperaturas mais baixas. Grande parte da história se desenvolve em construções antigas e frias ou em campos cobertos pela neve, então, é impossível ler e não pensar em inverno. Comprar: Aqui


Trono de Vidro - Sarah J Maas
Esse livro já começa com a protagonista em uma prisão gelada e depois partindo em uma viagem em uma região coberta pela neve indo em direção a um castelo de vidro. Se essa descrição não é a cara do inverno, não sei mais o que é. Além disso, é uma trama sombria, cheia de mistérios, perigos, reviravoltas e muita tensão. É um livro que eu leria em qualquer época do ano devido à qualidade da escrita de Sarah J Maas, mas acho que a leitura pode se tornar ainda mais interessante com esse clima mais frio. Comprar: Aqui

O casal que mora ao lado - Shari Lapena
Para não dizer que essa lista vive só de livros de fantasia, não podia faltar um de suspense né? Acho que o próprio clima mais tenso da história já combina perfeitamente com dias de inverno. Além disso, é uma leitura fluida e rápida, que faz o leitor sentir vontade de ficar lendo por horas seguidas debaixo das cobertas e depois tomar um chá bem quentinho enquanto processa tudo o que leu. Comprar: Aqui


Bom, essas são as minhas indicações para quem procura livros que combinem com o inverno. Apesar de acreditar que um bom livro pode ser lido em qualquer estação do ano, não vejo motivos para não aproveitar os dias frios como inspiração na hora de escolher a próxima leitura. E, vocês, concordam com a minha lista? Me contem nos comentários se já leram algum desses que eu escolhi e quais livros fazem vocês se lembrarem do inverno.

domingo, 25 de junho de 2017

[Dica da Malu] O casal que mora ao lado

Sinopse: “Tudo começou em um jantar... Um thriller psicológico surpreendente da autora best-seller internacional, Shari Lapena .É o aniversário de Graham, e sua esposa, Cynthia, convida os vizinhos, Anne e Marco Conti, para um jantar. Marco acha que isso será bom para a esposa; afinal, ela quase nunca sai de casa desde o nascimento de Cora e da depressão pós-parto. Porém, Cynthia pediu que não levassem a filha. Ela simplesmente não suporta crianças chorando.
Marco garante que a bebê vai ficar bem dormindo em seu berço. Afinal, eles moram na casa ao lado. Podem levar a babá eletrônica e se revezar para dar uma olhada na filha. Tudo vai dar certo. Porém, ao voltarem para a casa, a porta da frente está aberta; Cora desapareceu. Logo o rapto da filha faz Anne e Marco se envolverem em uma teia de mentiras, que traz à tona segredos aterradores.”Autora: Shari Lapena / Editora: Record / Páginas: 294 / Comprar: Amazon

Hoje resolvi trazer a resenha de uma leitura que fiz recentemente e que me fez redescobrir a vontade de ler livros de suspense: O casal que mora ao lado, da autora Shari Lapena. Apesar de sempre ter gostado de ler tramas cheias de mistério e que deixam o leitor curioso até as últimas páginas, eu tenho uma tolerância muito baixa quando essas histórias caminham para um lado mais assustador. Sou medrosa assumida e não é difícil eu ficar com medo, mesmo não sendo um livro de terror. Por esse motivo, tenho uma certa dificuldade em achar livros de suspense que me agradem e acabei me afastando do gênero.
No entanto, quando li a sinopse de “O casal que mora ao lado”, a minha curiosidade foi imediatamente despertada e eu precisava saber o que tinha acontecido com a bebezinha. De um modo geral, acho que foi uma boa escolha para voltar a ter contato com o gênero e fiquei muito satisfeita com a leitura.
Neste livro, conhecemos o casal Ana e Marcos Conti. Desde que sua filhinha nasceu, há seis meses, ela tem ocupado todo o tempo do casal, especialmente de Ana. No entanto, quando são convidados pelo casal que mora na casa ao lado para um jantar, Marco acaba convencendo Ana a acompanhá-lo, pois fazia muito tempo que não saiam de casa. O problema é que, justo nesse dia, a babá não pôde ir e os dois acabaram deixando Cora em casa, pois a vizinha, Cinthia, haviam pedido para que eles não a levassem.
Com receio de deixar a filha completamente sozinha, os dois resolvem se revezar para voltar em casa de meia em meia hora para ver como a filha estava e levam com eles a babá eletrônica para sempre darem uma olhada nela. O problema é que, quando voltam para casa, encontram a porta da frente aberta e o quarto de Cora vazia. Por se tratar de um bebê, é claro que alguém havia levado a menina, mas quem? Começa, então, uma grande investigação para descobrir o paradeiro da bebezinha e quem foi o culpado por seu sumiço.


Quando a investigação começa, várias possibilidades são levantadas. Segredos sobre os personagens são revelados e, à medida que os conhecemos melhor, novas hipóteses vão surgindo. Durante boa parte da leitura, pensei em inúmeras possibilidades e não tinha a menor ideia de qual era a mais provável.
O mistério não dura até o final do livro, mas se engana quem pensa que isso é um problema. Para mim, mesmo que a revelação sobre quem estava por trás do sumiço da criança não tenha sido totalmente inesperada, a maneira como ela foi construída me surpreendeu. Ver até que ponto o ser humano pode ir e entender as motivações de cada personagem foram um aspecto muito interessante deste livro.
E por falar em personagens, acho que o grande mérito da autora foi no modo como ela os construiu. Todos os envolvidos na história são extremamente humanos e complexos, o que torna ainda mais perturbador imaginar que qualquer um deles possa ser o responsável pelo sumiço da bebezinha. Assim, ao mesmo tempo que me solidarizava com a dor deles, também percebia falhas graves e aumentava minhas suspeitas sobre todos.
Anne é uma mulher emocionalmente fragilizada, que sofre com depressão pós-parto, mas ama a filha mais que tudo e se culpa terrivelmente pelo que aconteceu à menina. Por outro lado, ela é também uma pessoa passional e um tanto mimada pelos pais. Já Marco, claramente ama a esposa e a filha, mas é um homem ambicioso e que tem problemas com os sogros, que nunca o aceitaram. No decorrer da história, também conhecemos mais sobre a mãe e o padrasto de Ana e a relação dos dois com o genro e a filha. Há ainda o casal vizinho, Cinthya e Graham, que, ao longo do livro, se tornam ainda mais excêntricos.
Com relação à escrita da autora, fui surpreendida positivamente. Não só gostei muito do modo como ela construiu os personagens, como achei que a condução da trama foi fluida e extremamente eficiente. A autora trouxe suspense e drama na medida certa, fez com que o leitor se envolvesse com os personagens e mergulhasse cada vez mais no mistério, e ainda trouxe revelações e reviravoltas no momento certo. Assim a leitura é bastante ágil e envolvente.
A minha única ressalva em relação ao livro é o final, mais especificamente o último capítulo. Apesar de ser totalmente condizente com a trama, eu preferia que a história tivesse se encerrado de uma outra maneira. Não vou explicar, pois é óbvio que isso traria spoilers. Mas, de qualquer forma, essa observação foi muito mais uma questão de gosto pessoal do que um problema do livro. Como disse antes, é um final que está de acordo com tudo que havia acontecido antes e amarra muito bem a história.
A edição da Editora Record está impecável. Não encontrei nenhum erro de revisão, e achei o tamanho, o espaçamento e as páginas amareladas ideais para leitura. Além disso, a capa é bastante simples, mas totalmente adequada ao livro.
Então, recomendo muito este livro para quem está procurando um bom livro de suspense. É um thriller psicológico envolvente e bem construído, que certamente dará ao leitor motivos para pensar depois do fim da leitura. Além disso, por se tratar de uma leitura envolvente e dinâmica, pode ser interessante para quem deseja começar a se aventurar nesse gênero.
Se interessaram pelo livro? Me contem aí nos comentários se querem ler ou já leram “O casal que mora ao lado” e quais são suas expectativas ou impressões sobre o livro. Só peço que evitem spoilers, para não estragar a surpresa de quem não leu. 
Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal