[Resenha] Antes de virarmos estranhos

 


Feliz 2024, pessoal! É hora de começar um novo ano e desejo que ele seja maravilhoso e cheio de leituras muito especiais.

E, para iniciar bem, resolvi trazer a resenha da minha última leitura concluída no ano que passou: Antes de virarmos estranhos, da Renée Carlino. O livro chamou minha atenção desde que foi anunciado pela editora Paralela e os comentários que vi me deixaram ainda mais curiosa. Então, eu não podia terminar 2023 sem ler.

Agora, para começar 2024, resolvi contar um pouquinho sobre a história e o que achei da leitura. Será que entregou tudo que promete?


Autora: Renée Carlino

Tradução: Alexandre Boide

Editora: Paralela

Páginas: 264

Onde comprar: Amazon

Sinopse: Era um sábado quando Matt e Grace se conheceram no alojamento estudantil da NYU. Matt estudava fotografia, e Grace, música. Logo eles se deram bem e, ao longo do último ano na faculdade, se tornaram inseparáveis, primeiro como amigos, depois como namorados. Seu amor era tão intenso, tão profundo, que eles achavam que duraria para sempre. Após a formatura, entretanto, algo aconteceu. Matt partiu para um estágio da National Geographic na América do Sul e, quando voltou, Grace estava em turnê na Europa como violoncelista. Depois disso, eles não se viram ou se falaram mais. Quinze anos depois, Matt é um renomado fotógrafo, ganhador de um Pulitzer, mas sente que sua vida não tem sentido. Em uma quarta-feira qualquer, ele está esperando o metrô quando seu olhar cruza com o de uma mulher dentro do trem e ele a reconhece imediatamente: Grace. Mas é tarde demais, o trem já está se movendo — eles se perdem mais uma vez. É então que Matt decide publicar um anúncio numa página de Conexões Perdidas, na esperança de que Grace o leia e entre em contato com ele. A partir daí, memórias, sentimentos e segredos devastadores preenchem as páginas de Antes de virarmos estranhos.

 

Em Antes de virarmos estranhos, vamos acompanhar o Matt e a Grace. Quinze anos antes, os dois se conheceram na faculdade e rapidamente se tornaram inseparáveis. Com o tempo, a amizade deu lugar a um romance intenso. Porém, após a formatura, algo aconteceu e eles nunca mais se viram.

Agora Matt é um renomado fotógrafo, mas sente que não tem mais um propósito. Divorciado e sem rumo no trabalho, ele está em busca de algo que volte a trazer sentido para sua vida. É quando, inesperadamente, ele vê Grace em uma plataforma na estação de metrô. Tudo acontece muito rápido, mas Matt percebe que ela o viu.

Então, ele decide fazer de tudo para reencontrá-la. Mas o tempo e os segredos do passado podem ser um peso muito grande entre eles. Afinal, o que realmente aconteceu 15 anos antes? E será que ainda daria tempo para uma segunda chance?



Antes de virarmos estranhos me levou em uma montanha-russa de emoções. Logo de cara fiquei envolvida com a leitura, curiosa para saber o que fez Matt se tornar tão arredio e perdido na vida, além de ansiosa para descobrir o passado dele com a Grace. Porém, quando a história entra no flashback, a leitura me despertou sentimentos mais conflitantes.

Algumas atitudes de Matt e Grace me incomodaram e demorei um pouco para ser conquistada pela versão jovem deles. Não que sejam comportamentos graves ou muito problemáticos, mas só não me cativaram imediatamente. Porém, aos poucos, a amizade entre eles e a forma como seus sentimentos foram se transformando me deixaram mais envolvida com a história e ansiosa para saber o que aconteceu com eles.

Outro ponto que gostei bastante foi a escrita da autora. Ela é bem direta e sabe conduzir a trama com um bom ritmo, deixando a leitura interessante e fluida. Mesmo quando ainda não tinha me conectado com os protagonistas, não senti a leitura arrastada em momento algum.

E, quando a trama retorna ao presente, fiquei ainda mais conectada com a leitura. Gostei muito de acompanhar os desdobramentos do reencontro entre o Matt e Grace e como eles vão se redescobrindo, agora como adultos. Achei que a autora soube passar bem o peso do passado entre eles e como os dois mudaram ao longo desses quinze anos sem se ver.

Minha única ressalva é que achei o final um pouco corrido e que algumas questões precisavam ter sido trabalhadas com mais calma. Em especial, a relação do Matt com a família ficou um pouco jogada, com alguns personagens tendo mudanças de comportamento que não fizeram muito sentido. Acredito que algumas páginas a mais teriam deixado o desfecho mais completo e coerente. Apesar disso, confesso que alguns aspectos me deixaram com o coração quentinho e feliz com a leitura.

De um modo geral, Antes de virarmos estranhos foi uma leitura envolvente e cheia de emoções. Apesar de sentir que poderia ser um pouco mais aprofundada, fui cativada pela história como um todo e gostei muito da escrita da autora. Terminei a leitura feliz e ansiosa para mais obras dela.

 

E vocês, já conheciam Antes de virarmos estranhos? Gostam de histórias com reencontros? Me contem aí nos comentários. 



Um comentário:

  1. Oi! Acho que vou gostar desse casal, e confesso que já fiquei curiosa por esse passado. Fico louca com histórias assim. Gosto de quando o autor consegue construir um caminho bacana para os personagens, amadurecimento é um tema bem bacana, mesmo que seja tratado de forma sutil.

    Grata pela partilha!

    ResponderExcluir

Apaixonada por literatura desde pequena, nunca consegui ficar muito tempo sem um livro na mão. Assim, o Dicas de Malu é o espaço onde compartilho um pouco desse meu amor pelo mundo literário.




Facebook

Ofertas na Amazon

Instagram

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Mais lidos

Twitter

Newsletter

Arquivos

Editoras parceiras