[Resenha] The Chase: A busca de Summer e Fitz

27 de mai de 2019


Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Não tenho conseguido postar com muita frequência, porém, estou finalmente colocando as leituras em dia e vou poder trazer as resenhas para vocês. Então, hoje vim falar de um dos livros que li recentemente: The Chase: A busca de Summer e Fitz, da autora Elle Kennedy.
Para quem não conhece, a autora também escreveu outra série que ficou muito famosa no Brasil, Amores Improváveis. Confesso que, apesar de ter amado o primeiro livro daquela série, o segundo me decepcionou bastante e eu acabei desistindo. Porém, quando recebi The Chase muitas pessoas me incentivaram a ler e eu decidi dar uma chance.

Eu terminei a leitura recentemente e agora vou poder contar para vocês o que achei. Será que a autora me decepcionou novamente ou conseguiu me surpreender? Confiram a resenha para saber.

Autora: Elle Kennedy
Editora: Paralela
Páginas: 400
Classificação: +18 anos
Exemplar recebido de cortesia da editora
Onde comprar: Amazon
Sinopse: “Todo mundo diz que os opostos se atraem. E deve ser verdade, porque não tem nada que explique minha atração por Colin Fitzgerald. Ele não faz meu tipo e, o pior de tudo, me acha superficial. Essa visão distorcida que ele tem de mim é o primeiro ponto contra. Também não ajuda que ele seja amigo do meu irmão. E que o cara que mora com ele tenha uma queda por mim. E que eu tenha acabado de me mudar para a casa deles. Mas isso não importa. Estou ocupada o bastante com uma faculdade nova, um professor que não larga do meu pé e um futuro incerto. Além do mais, Fitzy deixou bem claro que não quer nada comigo, embora tenhamos uma química de dar inveja a qualquer casal. Nunca fui de correr atrás de homem, e não vou começar agora. Então, se o meu roommate gato finalmente acordar e perceber o que está perdendo… Ele sabe onde me encontrar.”

Após ter sido expulsa da Universidade de Brown, Summer conseguiu ser aceita em Briar. A ideia dela era se mudar para a fraternidade e recomeçar na nova universidade. Porém, os seus planos já começam sendo frustrados quando ela não é aceita na fraternidade e fica sem lugar para morar. Sua única opção acaba sendo dividir apartamento com três amigos do seu irmão, incluindo Fitz, o cara por quem ela tinha uma quedinha desde sempre.
O problema é que um mal-entendido fez Summer acreditar que Fitz não tinha nenhum interesse nela e ainda a considerava fútil e mimada. Porém, apesar de achar mesmo que Summer era um pouco mimada, aquilo não passava de uma forma de proteção que Fitz encontrou para negar o que realmente sentia por ela.
No entanto, morando sob o mesmo teto, é claro que não iria demorar para a atração que existia entre eles ficar mais evidente. E, com a convivência, Summer e Fitz começam a perceber que não se conheciam tão bem quanto imaginava. Talvez, pessoas que pareciam ser tão diferentes, tivessem muito mais em comum do que esperavam.




A primeira coisa que eu preciso dizer sobre esse The Chase é o quanto a escrita da autora Elle Kennedy é envolvente. Sabe aquele livro que você pisca e já leu 50 páginas? É esse! Eu não percebia o tempo passar enquanto lia e fiquei totalmente envolvida com a leitura.
Outro ponto que gostei bastante é que a autora conseguiu fazer com que eu me apegasse aos personagens rapidamente. Tanto Summer quanto Fitz são muito carismáticos e, principalmente, muito humanos. Não vou negar que eles têm seus defeitos: os dois são muito teimosos e inseguros, Summer é impulsiva demais e Fitz um tanto covarde. Porém, tudo isso foi desenvolvido de uma maneira que permitia compreender as ações deles (na maior parte do tempo) e os aproximava do leitor.
Com relação à trama, achei que ela se desenvolve de uma maneira muito dinâmica, mas sem apressar o romance. Summer e Fitz já se conheciam há algum tempo e o sentimento deles vai se intensificando com o tempo e a convivência. Ou seja, não temos aqui aquele romance instantâneo e apressado que sempre me irritam.

Também gostei muito do fato de que, além do romance, a autora trabalhou os conflitos internos dos protagonistas. A Summer, principalmente, tinha várias questões que justificavam seus medos e inseguranças e explicavam a necessidade que ela tinha de ser aceita. Confesso que os motivos do Fitz, para mim, foram um pouco mais superficiais e tive mais dificuldade de aceitar algumas atitudes dele. Porém, é um personagem tão íntegro que acabei relevando e torcendo por ele também.




Minha única ressalva foi o excesso de insegurança que os dois demonstraram. Tinha momentos que eu queria entrar no livro e gritar com eles para pararem de se subestimar. Um não se considerava bom o suficiente para o outro, o que, somado com a falta de comunicação entre eles, fazia com que acontecesse uma série de mal-entendidos. Isso não seria um problema se não fosse algo recorrente no livro, o que acabou ficando um pouco repetitivo e irritante.
Por outro lado, eu amei os personagens secundários. Adorei os outros amigos que dividem apartamento com o Fitz e a Summer. O Hunter, em especial, teve muito destaque e fiquei curiosa para saber o que irá acontecer com ele nos próximos livros. Porém, o grande destaque é Brenna, a amiga de Summer. Ela é uma personagem que fala o que pensa, tem personalidade e um ótimo senso de humor. Não vejo a hora de ler o livro dela, pois acho que é uma personagem que merece mais destaque.
Não posso deixar de mencionar também que a autora aborda questões muito importantes. Uma delas foi o fato de Summer ter Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), o que ocasionava uma maior dificuldade de aprendizado. Apesar de não ser um assunto abordado com profundidade, foi interessante a forma como a autora retratou as dificuldades da personagem. Há ainda um outro assunto muito grave abordado, mas que não direi qual é para não dar spoiler. Ele também não foi aprofundado, mas já achei válido como um alerta.
De um modo geral, The Chase: A busca de Summer e Fitz não chega a ser um romance arrebatador, mas se mostrou uma leitura muito gostosa. É uma história simples, mas com personagens cativantes e que conquistam a torcida do leitor. Apesar de ter alguns tropeços, o livro me surpreendeu e recuperou minha vontade de ler os livros da autora. Já estou ansiosa para os próximos volumes da série Briar U serem lançados no Brasil.

11 comentários:

  1. Olá, não costumo muito ler romances, mas os desta autora me interessam, gosto de histórias simples e personagens cativantes, minha filha leu 2 e gostou bastante. Ótima resenha.
    Bjos
    Vivi
    Blog Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Que bom que é uma leitura gostosa e que mesmo tendo se decepcionado com outra leitura, você deu chance a essa e acabou se surpreendendo positivamente. Sobre o TDAH, é uma excelente invenção para a Indústria farmacêutica.

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?

    Acho incrível quando um livro consegue nos fazer recuperar nossa vontade com uma autora. Nunca li nada da autora por não me despertar interesse mesmo, mas adoro essas capas!

    Beijos,
    Blog Diversamente

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu gostei bastante dessa leitura. Estava curiosa com a personagem principalmente por ser irmã de Dean (um dos meus preferidos da série Amores Improváveis). A autora traz um enredo que cativa e abordar TDAH mesmo que de forma branda deixou ainda mais interessante, além do casal que combinou bastante.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  5. Oiii Malu

    Às vezes a gente precisa só idsso: uma leitura envolvente com personagens que despertem um apego em nós, realmente concordo contigo,a escrita da autora é gostosa e rapida,eu li O Acordo dela apenas (ainda não li o restante da serie anterior) e me surpreendi bastante com rápido que fui lendo, justamente por conta dessa escrita leve e fluida da Elle Kennedy. Não sei se vou ler esse livro, no momento não ando no clima pra romances, mas quem sabe futuramente.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  6. Não conheço a escrita da autora e tão bom quando ela nos envolve a ponto de não sentir as páginas passando. Admito que não me atrai na premissa, não sou muito fã de romances, mas foi bom ler sua resenha e ver que essa leitura te fez bem e foi leve <3

    Beijos
    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  7. Oi, Malu.
    Eu adorei esse livro.
    Gosto muito da escrita da autora Elle Kennedy! Como você disse, mesmo não sendo um romance arrebatador, é uma leitura bem gostosa e agora estou curiosa para ler as próximas histórias!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  8. Eu estou bem curiosa para ler esse livro e gostei bastante de poder ver um pouco sobre a trama através da sua resenha, eu acho que é uma leitura que vai me agradar muito e espero poder realizar em breve.

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia a obra, mas ela parece nos apresentar um enredo intenso, fluído e surpreendente. Confesso que sua resenha aguçou demais minha curiosidade. Anotada a dica.

    ResponderExcluir
  10. Eu li o livor e achei bem mais do mesmo. A autora descobriu um formula que está dando certo porque esta história é praticamente é idêntica as outras que ela escreveu. Como leitura de entretenimento é OK, mas longe de ser um livro inesquecível.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Ahhh estou animada para ler esse livro, adoro a série " Amores Improváveis" e já quero esse livro! Gosto desses romances que envolve sem esperar muita coisas sabe, eu me divirto demais com esses clima universitário. Não vejo a hora de ter em mãos!

    beijos!

    ResponderExcluir