quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Dica da Malu: Para todos os garotos que já amei

Autora: Jenny Han
Editora: Intrínseca
Páginas: 160
Escolhi para a resenha de hoje um livro que li recentemente e adorei: Para todos os garotos que já amei, da escritora Jenny Han. Confesso que quando peguei esse livro não tinha uma expectativa muito alta, achei que seria mais um romance comum voltado para o público adolescente. No entanto, acabei sendo surpreendida em vários aspectos e me encantei com a história e os personagens.
O livro conta a história de Lara Jean, uma adolescente de 16 anos muito ligada às suas duas irmãs, Margot, a mais velha, e Kitty, a caçula. Apesar de ter perdido a mãe muito jovem, Lara Jean tem uma vida normal e tranquila até que dois acontecimentos mudam tudo. Margot, que sempre tinha sido como um porto seguro para ela, se muda para a Escócia onde irá fazer faculdade e, agora, caberá a Lara Jean desempenhar o papel de irmã mais velha e cuidar do pai e de Kitty. Enquanto isso, cartas que ela tinha escrito para todos os garotos que já havia amado são misteriosamente enviadas para eles, bagunçando ainda mais a vida dela.
Uma das coisas que mais gostei neste livro é que Jenny Han não cai nos estereótipos das personagens adolescentes. Em muitos livros voltados para esse público, alguns traços da adolescência como a insegurança, a dúvida e a impulsividade são reforçados de uma maneira exagerada, tornando-os quase caricatos. Não é o caso deste livro. Os personagens aqui são naturais, assim como a maneira que se relacionam, e os dilemas enfrentados não soam forçados.
Livros narrados em primeira pessoa, geralmente, me deixam com o pé atrás, porque as protagonistas costumam ser um pouco irritantes, com seus dramas muito exagerados que soam caricatos. Felizmente, com Lara Jean não foi assim. Como toda adolescente, ela tem seus momentos de crise e insegurança, mas eles foram inseridos na história de maneira natural, sem clichês ou estereótipos.
Aliás, um dos pontos positivos do livro são os personagens. Além de Lara Jean, os demais também são cativantes e muito reais, fazendo com que ao final do livro o leitor sinta quase como se os conhecesse. Meu destaque é para Kitty: a fofa irmã caçula de Lara Jean é um pouco mimada e travessa, mas também engraçada e muito esperta.
Adorei que nesse livro o foco não é apenas na vida amorosa de Lara Jean. Apesar de esta ser uma parte importante da vida dela e dos problemas que ela tem que lidar, a história não se restringe a isso. Em especial, gostei muito do espaço importante ocupado pela relação de Lara Jean com as irmãs, me lembrando em vários momentos o livro Little Women, de Louisa May Alcott, cuja história também tem como um dos aspectos centrais o amor entre as irmãs.
Este foi o primeiro livro de Jenny Han que eu tive a oportunidade de ler, mas gostei muito da escrita dela. Achei a história leve e dinâmica, prendendo a atenção o tempo todo. Talvez o único ponto negativo é que o “mistério” de quem havia enviado as cartas, para mim, não foi nada surpreendente. Mas, como o foco da história foi para as consequências deste ato e não para quem o praticou, isso acabou não prejudicando a história.
Me diverti muito lendo esse livro e fiquei realmente envolvida com história. Ao final, ficou um misto de saudade dos personagens e expectativa para ler sua continuação. Mal posso esperar para descobrir o que vai acontecer com Lara Jean em P.S. - Ainda amo você, mas pretendo ler muito em breve e contar aqui o que eu achei. 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal