sábado, 28 de maio de 2016

[Das páginas para o cinema] Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

Título Original: Harry Potter and the Priozioner of Azkaban
Elenco: Daniel Radcliffe, Emma Watson, Rupert Grint, Michael Gambom, Maggie Smith, Alan Rickman, Gary Oldman, David Thewlis, Emma Thompson,
Direção: Alfonso Cuarón
Ano: 2004 / Nacionalidade: Reino Unido, EUA

Como sempre acontece, na semana em que tem Especial Harry Potter a coluna Das páginas para o cinema é sobre um dos filmes da série. Assim, como não poderia deixar de ser, o filme desse final de semana é Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Como havia dito na resenha do livro (aqui), o Prisioneiro de Azkaban é o meu livro preferido da série e, por causa disso, tenho um carinho muito grande por sua adaptação para o cinema.
Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban foi o primeiro filme da série que não foi dirigido por Chris Columbus (diretor de A Pedra Filosofal e a Câmara Secreta). Apesar de achar que os dois primeiros filmes foram bastante fiéis aos livros, acredito que a mudança de direção foi muito benéfica. Alfonso Cuarón trouxe um ar mais sombrio, mas soube preservar o fascínio e a magia da história criada por J. K. Rowling. Além disso, o diretor conseguiu, através de algumas sutilezas ao longo do filme, conferir maior naturalidade ao universo apresentado, deixando-o mais crível, sem perder o encantamento.
Com relação ao elenco, esse filme também apresenta uma evolução em relação aos seus antecessores. Pela primeira vez, vemos Daniel, Rupert e Emma completamente confortáveis e naturais em seus papéis. De fato, se houve um momento em que se tornou impossível imaginar outros atores para viver o trio principal da franquia, foi a partir de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban.
Esse filme foi importante, também, por uma significativa mudança no elenco. Com o falecimento do inesquecível Richard Harris, Michael Gambom assumiu o papel do diretor de Hogwarts, Alvo Dumbledore. Apesar de achar que Richard Harris havia sido ideal para o papel, correspondendo exatamente ao que era descrito nos livros, Michael Gambom cumpriu a difícil missão de substituí-lo impecavelmente. Além disso, o ator trouxe novas características para Dumbledore, tornando-o um pouco mais sério, mas também mais ágil e enérgico.
"A felicidade pode ser encontrada nos momentos mais sombrios, se alguém  simplesmente lembrar de acender a luz".
Também entraram para a franquia Emma Thompson, David Thewlis, Gary Oldman e Timothy Spall. Emma Thompson está absolutamente impecável como a excêntrica professora Trelawney, e o mesmo vale para Gary Oldman como Sírius Black. Timothy Spall não tem muito tempo em cena, mas consegue apresentar bem seu personagem nas cenas em que aparece. Já David Thewlis foi a escolha perfeita para viver o professor Lupin, trazendo o carisma, a sabedoria, a calma e a gentileza do personagem. Acho uma pena que ele tenha sido pouco explorado, não só nesse filme, mas em toda a franquia, pois é um dos personagens mais interessantes da série.
Outro aspecto que gosto muito nesse filme é o modo como o diretor conseguiu equilibrar os momentos leves e de diversão, com o ar mais sombrio da trama e com as cenas de maior emoção. Assim, o Prisioneiro de Azkaban é um avanço em relação aos dois filmes anteriores no sentido de que, apesar daqueles serem eficientes em trazer a magia do universo de Rowling, não conseguiram conferir a emoção e a profundidade adequada nos momentos que a história exigia.

Assim, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban é um dos melhores filmes da série: mantém a essência do livro que o originou, conta com boas atuações, e é beneficiado por um roteiro muito interessante, que dosa muito bem diversão, mistério e emoção, e que proporcionou algumas das frases e momentos mais marcantes de toda a franquia. Para completar, uma linda trilha sonora e efeitos visuais competentes contribuem para construção da magia do universo apresentado. Vale a pena conferir até mesmo os créditos finais do filme, que estão entre os mais bonitos e criativos que já assisti. Para quem procura uma opção de filme para assistir no final de semana, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban é uma ótima opção, assim como todos os demais filmes da série.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal