sexta-feira, 17 de junho de 2016

[Dica da Malu] Como eu era antes de você

Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 320

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

Com a estreia nos cinemas brasileiros da aguardada adaptação de Como eu era antes de você, resolvi que finalmente era hora de ler esse livro tão comentado pelas pessoas. Confesso que não tinha grandes expectativas para essa história por achar que seria mais um dos vários livros de romance com desfechos dramáticos. Não que imaginasse que a história fosse ruim, apenas que não seria muito impactante. No entanto, foi uma das histórias mais lindas e comoventes que já li.
A trama acompanha Louisa, ou Lou, uma jovem de 26 anos que não tem muitas aspirações na vida. Está satisfeita com seu emprego em um café, mora com os pais, o avô, a irmã e o pequeno sobrinho, e tem um relacionamento de 7 anos com seu namorado, Patrick. Tudo ia bem para ela até que perde o emprego que tanto gostava. Sem qualificações e com pouca experiência, se quiser continuar ajudando a família, ela precisa aceitar a oportunidade que aparece: trabalhar como cuidadora de um homem que havia ficado tetraplégico.
Will Traynor era um homem realizado profissionalmente, ativo e muito aventureiro. Era CEO em uma grande empresa, viajava pelo mundo e praticava esportes radicais. Tudo mudou quando foi atropelado por uma moto e ficou tetraplégico. A partir de então, ele se mudou para a casa dos pais no interior da Inglaterra de onde ele só saía quando precisava ir ao médico.
Quando a mãe de Will contrata Lou para tomar conta dele, as diferenças de ambos ficam claras rapidamente. Lou é alegre, otimista e muito comunicativa. Já Will havia se tornado um homem amargo, sem esperanças e, muitas vezes, rude. Inicialmente, ele trata Lou com rispidez e frieza, quase fazendo a jovem desistir do emprego.
No entanto, a situação financeira em sua casa faz com que Lou permaneça como cuidadora de Will. Ela começa a trata-lo da mesma maneira que ele a tratava, surpreendendo Will e despertando a admiração dele. A partir daí, os dois se tornam amigos e começam a se conhecer melhor. Com a convivência, um muda a vida do outro de maneiras que eles não poderiam imaginar.
Meu encantamento com essa história se deu, em grande parte, pelos dois protagonistas. Lou é uma personagem adorável, otimista, generosa, sempre positiva e alegre. No entanto, um trauma do passado, somado a falta de incentivo da família, fez com que ela se tornasse uma pessoa sem ambições e sem consciência da própria capacidade. Já o Will, por trás da amargura e sarcasmo, demonstra ser um homem inteligente, culto, generoso e gentil. Os dois aprendem muito um com o outro e evoluem ao longo da trama.
A relação de Louisa e Will é completamente natural. Eles vão se conhecendo aos poucos e, com a convivência, aprendem a superar as diferenças. Com o tempo, surge a admiração mútua, o carinho e a cumplicidade. É tão bonito o modo como a relação deles se desenvolve, que é impossível não se envolver.
“Como você sabe? Você não fez nada, não foi a lugar algum. Como sabe que tipo de pessoa você é?”
Os personagens secundários também são muito bem construídos. Tive uma certa dificuldade para gostar família de Lou. Os pais dela, apesar de amorosos, parecem subestimá-la constantemente. Além disso, a irmã dela, Treena, na maior parte do tempo é mimada e egoísta. No entanto, mesmo com todos os problemas, o amor existente na família é evidente. Treena, em especial, surpreende e ajuda Lou em vários momentos difíceis.
A família de Will também não é das mais fáceis de se gostar. O pai parece ser um homem ausente e a mãe é uma pessoa severa, orgulhosa e arrogante. No entanto, o amor deles pelo filho é tão forte que acabou conquistando minha simpatia. A força que a senhora Traynor demonstra ao tentar lutar pelo filho é tão grande que é impossível não admirá-la.
Destaque também para a escrita de Jojo Moyes. A autora trata de temas difíceis com muita sensibilidade e delicadeza. Além disso, ela consegue conferir leveza e bom humor em vários momentos da história, o que facilita muito a leitura e o envolvimento do leitor.
Me comovi com esta história e tirei muitas lições. Para mim, Como eu era antes de você vai além de um simples romance. É uma história sobre amadurecimento, generosidade, respeito pelo próximo, superação e esperança. Assim, recomendo muito a leitura para todos que procurem uma história sensível, com personagens marcantes e uma bela mensagem.
“Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível.”

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal