domingo, 5 de junho de 2016

[Dica da Malu] O Andarilho das Sombras

Autor: Eduardo Kasse
Editora: Draco
Páginas: 384

Sinopse: O Andarilho das Sombras, primeiro livro da Série Tempos de Sangue de Eduardo Kasse, conta uma história instigante de como as escolhas, os caminhos tortuosos e uma maliciosa promessa criaram um grande mal. Harold Stonecross, protagonista do livro, é carismático, sedutor e fatal. Sempre envolto em mistérios enquanto caminha pelas ruelas escuras e imundas das cidades e vilas medievais da Inglaterra, Irlanda e França dos séculos XI e XII. Toda a narrativa é permeada e entrelaçada com fatos históricos e pessoas reais, com uma visão ficcional sobre o que poderia ter acontecido – ou aconteceu… Uma saga de deuses esquecidos, dogmas e mitos em que Harold narra as passagens da sua longa existência, repletas de conexões com tempos passados, presentes, imemoriais, vida humana e renascimento. O mundo se tornou o seu palco. Homens, mulheres, nobres ou religiosos, não importa: sempre haverá um rastro de sangue após as cortinas baixarem. Porque as teias do destino há muito tempo foram trançadas… Essa é a vida do homem que, por desespero e na iminência da morte, recebeu um dom e ao mesmo tempo uma maldição… Para ele e para a humanidade.

Pude ler O Andarilho das Sombras, primeiro volume da série Tempos de Sangue, por meio de uma ação de e-books da Editora Draco em parceria com a Amazon. Esse foi o primeiro livro do autor brasileiro Eduardo Kasse que eu li, e confesso que me surpreendi.
Como foi contado na sinopse, a história se passa na Europa medieval nos séculos XI e XII e acompanha Harold Stonecross, narrando suas viagens e aventuras tanto em sua vida humana quanto após se tornar um vampiro. Assim, o livro, que é narrado pelo próprio protagonista, vai intercalando presente e passado, permitindo que o leitor se envolva com a história aos poucos, a medida que vai conhecendo mais sobre a vida de Harold.
O primeiro ponto que destaco nesse livro, e que é sem dúvida o que eu mais gostei, é o excelente retrato histórico feito por Eduardo Kasse. O autor não só mistura muito bem fatos reais com a ficção, como faz uma descrição muito detalhada (sem ser cansativa) de como era a vida na Europa medieval, retratando desde a falta de higiene e as precárias condições de vida até a grande influência da Igreja, que se aproveitava da fé das pessoas para se enriquecer.  Aliás, o livro é permeado por críticas a esse período, mas também ao comportamento do ser humano ao longo da história.
“- As pessoas se esqueceram das coisas mágicas do mundo! – respondeu – Só cantam sobre a dor, os pecados, as punições e o inferno quente!”

“- O povo sempre precisa de algo para se apegar, para esquecer um pouco a sua vida miserável e submissa.”
Tenho que admitir que, apesar de gostar de livros de fantasia, não sou muito fã de histórias de vampiro. Por esse motivo, no começo de O Andarilho das Sombras, tive uma certa prevenção. No entanto, o protagonista foi tão bem construído, que acabou me conquistando. O autor conseguiu conferir a Harold sentimentos tão complexos, que o tornaram bastante real. Ao mesmo tempo que sua condição de vampiro o tornou cruel, alguém que mata por necessidade e por prazer, ele ainda é capaz de amar e sofrer pelas pessoas que perde. Além disso, o fato de irmos conhecendo aos poucos tanto sua história como vampiro quanto sua vida como humano, também ajuda a torna-lo ainda mais instigante.
“Muitos me chamam de demônio, todos me temeram antes da última gota de sangue se esvair e alguns poucos admiraram a minha vida, mas ninguém sobre essa terra estranha acreditaria na minha tristeza e em todas as lágrimas derramadas. Ninguém!”
O livro conta ainda com diversos personagens, mas destaco alguns como realmente interessantes e fundamentais para a história. A primeira é Liádan, uma bela jovem por quem Harold se apaixona quando já era um vampiro. Uma personagem inteligente e forte, que tem uma grande importância para a trama e para o destino de Harold. Outro personagem que gostei muito é Espeto, um caçador solitário, que acolhe Harold e seu irmão, quando ele ainda era um menino, ensinando-os a caçar. Espeto é um homem simples, mas muito sábio, e é fundamental no amadurecimento de Harold como homem.
Mas meu personagem preferido da história foi Edred, irmão de criação de Harold, que proporcionou alguns dos momentos mais divertidos e alguns dos mais tristes do livro. Ele é um personagem extremamente sincero, que fala o que pensa sem se importar, com uma espontaneidade quase infantil. Por outro lado, ele surpreende com sua força e uma inesperada maturidade, além de ser um personagem amoroso e muito fiel. Se tem um personagem nesse livro ao qual eu realmente me afeiçoei, foi Edred.
Um problema que senti no livro é que o jogo entre os deuses mencionado na sinopse é pouco explorado na história. Na verdade, esse conflito só aparece, de fato, no final da história. Acredito que a história teria sido muito mais interessante se essa trama envolvendo os deuses fosse mais trabalhada ao longo do livro.
Outro aspecto que não gostei foi que achei o desfecho muito apressado. A história se arrasta muito em alguns pontos que não são tão importantes, mas no momento em que grandes revelações são feitas e os deuses finalmente aparecem, tudo é resolvido muito rapidamente.
Apesar desses problemas, gostei do livro e acho que já vale a leitura pelo excelente retrato histórico e pela competência do autor ao misturar ficção e realidade. Além disso, a história de Harold é realmente interessante, tanto em sua vida humana quanto como vampiro. É uma trama envolvente, que leva o leitor a querer saber mais sobre o passado do protagonista e a se importar com o seu destino. Para quem gosta de livros de fantasia e mistério, é uma boa dica de leitura.


*Os outros livros da série são Deuses Esquecidos e Guerras Eternas, também publicados pela Editora Draco. 

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Esse livro está me tentando mais e mais a cada resenha! Parece ser muito bom e eu adoro ler livros nacionais de qualidade. É uma pena que você tenha achado o final um pouco corrido porque isso é uma das coisas que mais me irritam quando acontece, mas com certeza ainda quero dar uma chance - fiquei curiosa com a historia do personagem!
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gislaine, fiquei um pouquinho decepcionada com o final, porque acho que poderia ter sido mais desenvolvido. E tiveram alguns aspectos da trama que eu acho que o autor poderia ter aproveitado melhor, mas não sei se ele faz isso nos outros dois livros da série. De qualquer forma, não é nada que comprometa o livro, acho que vale a leitura. É uma história envolvente, com personagens bem interessantes. Se você ler, depois comenta aqui o que achou.

      Excluir
  2. Muito obrigado pela sua resenha, Maria Luíza! Fico feliz que tenha gostado da companhia e da jornada junto ao Andarilho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da resenha! Gostei muito do livro e estou ansiosa para ler os outros da série!

      Excluir

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal