terça-feira, 23 de maio de 2017

[Dica da Malu] Três Coroas Negras

Sinopse: “A cada geração na ilha de Fennbirn nascem rainhas trigêmeas: três herdeiras da coroa, cada uma com um poder mágico especial. Mirabella é uma elemental, capaz de produzir chamas e tempestades com um estalar de dedos.  Katharine é uma envenenadora, com o poder de manipular os venenos mais mortais. E Arsinoe é uma naturalista, que tem a capacidade de fazer florescer a rosa mais vermelha e também controlar o mais feroz dos leões. Mas para coroar-se rainha, não basta ter nascido na família real. Cada irmã deve lutar por esse posto, no que não é apenas um jogo de ganhar ou perder: é uma batalha de vida ou morte. Na noite em que completam dezesseis anos, a batalha começa.”                    Autora: Kendare Blake / Editora: GloboAlt / Páginas: 304                                           Comprar: Aqui.

Eu conheci o livro “Três coroas negras” quando ele foi lançado no exterior e fiquei imediatamente apaixonada pela capa (antes de ler a sinopse, confesso). Então, quando a GloboAlt anunciou que iria publicá-lo no Brasil eu fiquei extremamente ansiosa para ler. Primeiro, por ter visto comentários positivos sobre ele. Segundo que, depois de ler a sinopse, imaginei se tratar um livro cheio de ação, com uma sociedade cruel e bárbara, e protagonistas muito fortes, que iriam se rebelar contra essas regras absurdas, quase uma mistura de Jogos Vorazes com A Rainha Vermelha. O que eu encontrei foi bem diferente do que eu esperava, porém, isso não é exatamente ruim.
Neste livro, temos três rainhas, Katherine, Arsinoe e Mirabella, irmãs trigêmeas que, a partir da comemoração do seu aniversário de 16 anos, terão um ano para lutar pelo trono até que apenas uma delas sobreviva e se torne a rainha da Ilha de Fennbirn. Cada uma dessas rainhas pertence a uma espécie de clã daquela sociedade: os envenenadores, os naturalistas e os elementais. Assim, os poderes delas estão associados ao núcleo a que pertencem.
Os envenenadores vêm controlando o trono há várias gerações, o que significa que a pressão em cima da rainha que os representará na competição é enorme. Katherine tem a responsabilidade de manter os envenenadores no poder. No entanto, ela é considerada a mais fraca envenenadora em muitas gerações e nem ela mesma acredita em sua capacidade de vencer as outras irmãs. Por outro lado, o templo elegeu a rainha Mirabella, a elemental, como sua favorita na disputa. Ela é extremamente forte e considerada a grande esperança de afastar os envenenadores do trono. Há ainda a rainha naturalista, Arsinoe, que, apesar de ser considerada tão fraca quanto Katherine, conta com o apoio de amigos leais. Assim a trama é permeada por intrigas e manipulações. Os envenenadores fazem de tudo para se manter no poder.
Mas vocês devem estar pensando que se a trama conta com intrigas, disputas pelo poder e três irmãs com poderes sobrenaturais competindo pelo trono, em que sentido o livro não foi o que eu esperava? A resposta é que nada disso foi desenvolvido com a intensidade e profundidade que eu desejava, nem mesmo as três protagonistas.
O universo da história é complexo, cheio de regras e tradições, que além da divisão entre elementais, envenenadores e naturalistas, ainda tem uma grande disputa por influência entre o conselho, dominado pelos envenenadores, e o templo, liderado pela sacerdotisa Luca. No entanto, demorou mais do que o desejável para que eu conseguisse me situar naquele mundo que a autora estava apresentando e isso me incomodou um pouco. Claro que, ao longo do livro, muitas coisas foram sendo explicadas e eu comecei a entender melhor como aquele universo funcionava. Porém, foi tudo abordado de uma maneira um tanto superficial e que me deixou ainda com muitas dúvidas.
Com relação aos personagens, às três protagonistas são bem diferentes do que eu imaginava. Antes de ler, eu tinha certeza que uma delas seria muito mais digna do trono do que as outras, facilitando a minha torcida. No entanto, a autora me surpreendeu apresentando três personagens que possuem virtudes e defeitos, tornando difícil dizer qual delas mereceria mais vencer. 
Em especial, gostei muito do arco da Katherine e da Mirabella durante a história. Katherine provavelmente teve a infância e adolescência mais difícil das três, e é fácil identifica-la como a mais frágil. No entanto, ela evolui ao longo do livro e acabou me surpreendendo. Já a Mirabella tinha tudo para ser uma personagem insuportável, cheia de si por ser a única das três que tem realmente um dom, mas ela não é. Na verdade, ela tem sentimentos conflituosos, é pressionada pelas expectativas que as outras pessoas depositaram nela e se vê constantemente dividida entre o dever e o que deseja para si, o que acaba atraindo a simpatia do leitor.
A Arsinoe também é uma personagem interessante e que tem qualidades que a tornam tão digna do trono quanto suas irmãs. Ela tem uma personalidade forte e não fica se lamentando o tempo todo por seu dom não ter se manifestado ainda e vai procurar maneiras de sobreviver. No entanto, ela acaba sendo um pouco ofuscada por outra personagem, sua amiga Jules, o que prejudicou um pouco seu desenvolvimento na história.
Com relação aos personagens secundários, são muitos e confesso que tive dificuldade para guardar o nome de todos, porém, alguns merecem destaque: Jules, a amiga de Arsinoe; Luca, a sacerdotisa; e Nathália, a líder dos envenenadores e responsável pelo treinamento de Katherine. Jules, se destaca pela coragem e lealdade à Arsinoe (embora tenha me irritado com um comportamento infantil em muitos momentos); já Luca e Nathália são mulheres muito fortes e inteligentes, que sabem jogar muito bem quando o assunto é poder.
No entanto, apesar de ter gostado dos personagens que citei, não posso deixar de mencionar alguns problemas. O primeiro deles é, justamente, a grande quantidade de personagens em um livro tão curto. Muitos deles foram pouco explorados e, como consequência, eu não conseguia me conectar com eles. Além disso, senti falta de uma construção mais elaborada da personalidade e dos conflitos de quase todos os personagens, mesmo aqueles com um destaque maior na história.
Por outro lado, não posso deixar de destacar o papel das mulheres em Três Coroas Negras. Vocês devem ter reparado que eu não citei nenhum personagem masculino até agora. Isso é porque as mulheres realmente dominam esse universo. São três rainhas disputando o trono, quem as treina e defende são outras mulheres, e quem controla o templo é a sacerdotisa Luca. Não que não tenham personagens masculinos, porém, eles têm um papel bem menor na história. E, considerando que a maioria dos livros de fantasia é dominado por homens, essa é uma mudança muito bem-vinda.
No que se refere à trama, a autora dedicou a maior parte do livro a apresentar as três protagonistas e o universo em que a história se situa. Isso foi bom no sentido de que me permitiu conhecer melhor e entender como funcionava aquela sociedade e o que estava em jogo. Por outro lado, prejudicou um pouco o ritmo da leitura, pois a maior parte da ação se concentrou no final.
Quanto à edição da GloboAlt, eu achei visualmente linda. Para começar, a editora optou por manter a capa original, o que achei uma ótima escolha. As páginas são amareladas e a diagramação e tamanho da fonte estão muito bons. Além disso, no começo de cada capítulo há o símbolo de cada rainha, ajudando a identificar qual será a perspectiva mostrada naquele momento. Sei que isso é só um detalhe, mas eu achei que valorizou a edição. Os únicos pontos negativos é que passaram alguns erros de revisão e, no meu exemplar, algumas páginas vieram com as letras um pouco desbotadas, dificultando um pouco a leitura.
De um modo geral, eu esperava mais de Três Coroas Negras, porém, não é uma leitura que eu tenha me arrependido ou que não recomende. Há alguns problemas, porém, a premissa ainda é muito boa e há elementos que tornam o livro interessante. Além disso, cabe lembrar que este é apenas o primeiro volume de uma série, então, ainda há muito a ser explorado. Destaco também que o desfecho é muito bom e levou a trama para um rumo que eu realmente não esperava, abrindo um ótimo gancho para o próximo livro, que, com certeza, deverá ter muito mais ação. Assim, é uma leitura que eu indico para quem gosta de fantasia e que queira se aventurar em um universo realmente diferente.
Agora, quero saber de quem já leu o que achou do livro e se também achou diferente do que tinham imaginado a princípio. E, quem não leu, me conta aí nos comentários se tem vontade de ler.

35 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Eu finalizei essa leitura esses dias e gostei muito. Achei a premissa muito boa, e por nao saber o que esperar, nao me decepcionei.. mas é uma pena que você esperasse mais do enredo, muito chato quando isso acontece né?! Eu gostei muito das características das 3 irmãs e essa capa fixou ótima!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?
      Pois é,ler com expectativas altas é sempre complicado. Eu me decepcionei bastante, mas ainda bem que o final salvou e quero continuar lendo a série. A capa está mesmo linda, aliás, a edição toda.
      Beijos!

      Excluir
  3. Eu vi uma divulgação deste livro ontem e lendo sua resenha agora, fiquei interessadíssima em função desta trama com mulheres tão bem desenvolvidas. Quero ler o mais rápido possível.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ivi, tudo bem?
      Que bom que se interessou pelo livro. Espero que leia mesmo e aprecie a leitura.
      Beijos!

      Excluir
  4. Oi
    Eu estou no comecinho da leitura, ainda não peguei o ritmo e nem me apeguei a nenhuma das rainha, na verdade estou lendo o segundo capitulo, sei que ainda falta muita coisa para acontecer apesar do livro nem ser tão longo, e espero ter uma experiência positiva. A capa realmente é lindíssima, uma das mais lindas do gênero que tenho em minha estante.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Delmara, tudo bem?
      Eu demorei muito para pegar o ritmo da leitura e tive dificuldade para me apegar aos personagens, mas gostei bastante do final. Espero que você tenha gostado da leitura.
      Beijos!

      Excluir
  5. Olá Malu!
    Vi a GloboAlt divulgando esse livro e, sinceramente, tinha a impressão que o livro seria diferente. Acho que esperava o mesmo que você. Ver que a autora não desenvolveu da forma como eu esperava, fez meu coração murchar um pouquinho.
    Achei sua resenha extraordinária, mas vou deixar a dica passar por enquanto, pois sei que vou me decepcionar.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna, tudo bem?
      Fico muito feliz que tenha gostado da resenha.
      Eu ainda acho que vale a pena ler, até para tirar suas próprias conclusões, mas é bom controlar um pouco as expectativas mesmo.
      Beijos!

      Excluir
  6. Eu amo os livros da Kandare, ela é realmente uma ótima escritora e constrói mundos mais do que maravilhosos. Uma pena o livro não ter sido tudo o que você estava esperando, eu espero gostar um pouco mais, pelo menos do personagens. Eu ainda não consegui pegar essa leitura pra ler, mas com certeza ta na minha lista.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Débora, tudo bem?
      Esse foi o único contato que tive com a escrita da autora e confesso que não foi um primeiro contato muito bom. Achei a escrita dela bastante problemática, apesar do final ser muito bom e ter me deixado curiosa para continuar a série.
      Beijos!

      Excluir
  7. Olá meu amor! Não sou fã de livros desse gênero, não gosto de jogos vorazes e também não tenho interesse em ler a rainha vermelha. Gostei da sinopse e da sua resenha, bem explicadinho é claro. Beijinhos.

    sinopsedoslivrosjenni.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?
      Uma pena você não gostar de A Rainha Vermelha e Jogos Vorazes. No entanto, talvez você goste de Três coroas negras, pois, como falei na resenha, não tem nada a ver com esses livros.
      Beijos!

      Excluir
  8. Oiii
    A premissa do livro é muito interessante, chamou a minha atenção. Pena que alguns personagens são são aprofundados como deveriam. Sou muito ligada a personagens também me incomodo com esse tipo de coisa.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?
      Acredito que no próximo livro os personagens serão mais aprofundados. Mas nesse primeiro livro achei bastante superficial ainda.
      Beijos!

      Excluir
  9. Olá!
    Me interessei bastante pela premissa, me parece o tipo de livro que eu amaria ler, de verdade. Adoro essa temática, mas me preocupa um pouco pelos pontos negativos que mencionou no texto, ainda mais por ser uma série. Já tive experiencias decepcionantes com séries boas, mas quem sabe esse seja diferente...
    Esperarei pelas próximas resenhas e aí quem sabe eu dê uma chance :3
    Ótimo texto, Beijos~

    ResponderExcluir
  10. O que me incomoda é essa briga entre as irmãs, que não podem nem escolher se querem brigar ou não. Não sei se leria um livro com essa premissa.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  11. Oii, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas achei a premissa incrível! O fato das irmãs terem poderes é muito legal, não imagino futuras rainhas lutando assim pelo posto, parece uma ótima obra.
    Não curti muito o fato de ser uma série, mas acho que vale a pena dar uma chance a essa leitura.

    ResponderExcluir
  12. Oi Maria,
    Eu quero muito ler esse livro. Primeiramente pelo papel totalmente focado em mulheres e já ouvir que até mesmo a questão de mulheres dando suporte umas as outras é muito forte.
    Sem conta que esse enredo é bem inusitado. Acho que escolher uma das três protagonistas como preferido, será uma tarefa difícil, mas vamos lá!
    Quero muito ler o mais brevemente possível, acho a capa uma arraso e pelo que já vi da diagramação, está impecável.
    Uma penas que não foi tudo aquelo que você esperava, mas pelo menos gradou em alguns pontos.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Eu nunca tinha ouvido falar dessa história, mas achei a premissa realmente muito interessante. Quando eu li a sinopse, eu também tive a mesma impressão que você, que viria algo bem parecido com Jogos Vorazes, só que com um objetivo diferente, creio que não deixa de parecer um pouco, mas toda questão "sangrenta", vamos dizer assim, de Jogos Vorazes, não parece que irá aparecer nessa história. Achei muuuito legal a maioria dos personagens serem mulheres, realmente não é algo comum, então é mais um ponto para querer ler esse livro. Fiquei realmente curiosa para ler, apesar dos pontos negativos que você colocou. Acredito que você estava com altas expectativas encima da história, por isso a experiência tenha sido diferente. Vou anotar sua dica e tentar adquirir o livro, espero gostar.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Estou acompanhando algumas opiniões sobre esse livro, a sua resenha é a primeira que não foi totalmente positiva, mas as outras que li só tinham coisas boas a relatar. Eu curti a premissa, achei muito bacana esse universo, gosto de livros de fantasia, porém no momento estou com algumas leituras atrasadas e estou tentando não colocar ainda mais livros nessa pilha haha. No entanto, óbvio que anotarei a dica para futuramente, quero saber o que acharei dessa obra.

    ResponderExcluir
  15. Oie, tudo bom?
    Eu adorei a capa, mas lendo a resenha realmente não daria uma chance a obra. Eu tive esse mesmo problema com MUITOS personagens quando li Morte Subita. Não consigo me focar pois sempre tenho que me lembrar de quem a autora tá falando. Passo a dica dessa vez ^^

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Primeiramente, QUE CAPA MARAVILHOSA!!! Eu totalmente li a sinopse e imaginei Jogos Vorazes haha, principalmente quando li o nome de uma das personagens Katharine. Enfim, fiquei feliz em saber que ao decorrer da leitura você entende melhor esse tipo de trama apresentada na história, eu não tenho expectativas altas sobre esse livro, então acredito que não irei me decepcionar, mas algo me diz que serei igual a você quando diz que não é que não tenha gostado da historia ou que não a recomende, parece ser mais aquele tipo de livro que você gosta, mas não idolatra. Tirando alguns pontos negativos que você apontou, o livro em si parece ser muito bom e se é uma leitura que você indica para quem gosta de fantasia, então certamente irei dar uma olhada! Obrigada pela dica ♥
    Um beijo

    ResponderExcluir
  17. Já gostei. Adorei a sua resenha e a capa me chamou bastante atenção. Um mundo em que quem domina é a mulher, é fantástico. Mostra que a cada livro que passa os personagens femininos estão fazendo cada vez mais sucesso.
    Adoro livros com esta temática. Mas, gosto de saber se a pessoa realmente gostou, e como você disse, não foi muito fã, digamos assim. Mas mesmo assim, vale a pena a leitura. Obrigada

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Gosto muito de fantasia e, pelo que descreveu, os problemas que encontrou são típicos de um primeiro volume de uma saga. Raramente o autor consegue apresentar um universo inteiro e ainda equilibrar o enredo. Por esse motivo ainda amo Harry Potter e a Pedra Filosofal e a maestria de JK escrevendo.

    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  19. Oiee ^^
    O ruim dos primeiros livros é que eles sempre focam mais em apresentar os personagens, e deixam a ação para o final, né? Eu fiquei mega curiosa para ler esse livro quando começaram a falar sobre o livro nas redes sociais, todo mundo comemorando que a Globo iria trazer a série para cá. Espero que seja uma leitura um pouquinho melhor para mim do que foi para você :/
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  20. Olá! Quanto mais eu lia sua resenha, mais vontade fiquei de conhecer o enredo. Eu achei o máximo essa história de trigêmeas se enfrentando e tendo suas dúvidas, medos e limitações. Que enredo sensacional! Também amei o fato de que o livro é dominado por mulheres, realmente não se vê muito isso em livros de fantasia. Nesse caso, ainda bem que é uma série, porque é muito chato quando tudo acontece rápido demais e os assuntos não são aprofundados. Adorei a resenha e a indicação e já estou muito ansiosa para ler!

    Beijos,
    Fernanda Goulart

    ResponderExcluir
  21. Olá! Tudo bem?

    Esse não é bem o meu gênero favorito, sabe? Mas, achei meio impossível não me sentir emcantada pelo enredo.

    Apesar dos problemas no livro que você apontou, fiquei bem ansiosa para conhecer essa história. E o fato de a maioria das personagens serem mulheres contou muitos pontos positivos!

    Muito obrigada pela sugestão! ❤

    Beijos e até!

    www.dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
  22. Oi!
    Eu estou morrendo de curiosidade para ler esse livro desde que a editora anunciou o lançamento, e também porque ela citou que tem um pouco de A Rainha vermelha na trama.
    Pela sua resenha deu pra ver que vou amar esse livro, tanto pela complexidade da história e também pelo protagonistmo feminino intenso na obra, mostrando personagens muito empoderadas.
    Espero que a editora não demore a lançar a continuação

    ResponderExcluir
  23. Oi, Maria!
    Não conhecia o livro e a sua é a primeira resenha que leio dele. Gosto de fantasia, mas confesso que dei uma parada nas leituras do gênero por só encontrar narrativas com tramas bem parecidas, acabei me sentido saturada da mesma história contada com outros personagens. Achei a premissa do livro interessante e mesmo com as falhas apresentadas talvez seja uma leitura que me cative. Assim que tiver oportunidade vou ler!

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  24. Oi, tudo bem?
    É a primeira vez que ouço falar do livro, porém, gostei bastante da ideia dele, de irmãs trigêmeas terem que lutar pelo trono. É algo bem interessante de acompanhar. É uma pena que as suas expectativas não tenham sido atendidas e que nem mesmo as personagens foram bem desenvolvidas, mas admito que fiquei intrigada por esse universo. Irei ler em breve, obrigada pela dica.


    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  25. ‘são muitos e confesso que tive dificuldade para guardar o nome de todos, porém’ isso também é um problema pra mim quando acontece e fico confusa no enredo. E como você bem coloca, para um livro curto, pode ser uma quantidade abusiva de personagens, pode tirar a graça da coisa. O fato de as mulheres mandarem em tudo, foi o que me conquistou para conhecer melhor.

    ResponderExcluir
  26. Olá!
    Fiquei curiosíssima para ler, adoro fantasia e parece ser o tipo de história que eu iria gostar, apesar de que isso de ser um tanto superficial me desanimou um pouco. Ainda assim, colocarei na minha lista!

    ResponderExcluir
  27. Hoje em dia, a maioria dos livros do gênero são séries, por que isso gente? E é algo que tem tudo para dar errado hahaha. Às vezes eu autores se alongam...
    Uma pena ter demorado para você entrar nesse universo e concordo com você, muitos personagens podem atrapalhar mesmo.
    Adorei a resenha, beijos!!

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  28. Em algumas séries ou trilogias é comum o primeiro livro ser um pouco lento e mais descritivo por caber a ele a função de apresentar os personagens e descrever o mundo criado pelo autor.
    Este é um livro que não tenho muito interesse a princípio. Ele não atraiu a minha atenção desde o início. Algo que não sei explicar.
    Talvez por ser uma fantasia onde a política é muito forte. Não me atrai muito livros com essa pegada.
    Beijos,
    André || Garotos Perdidos

    ResponderExcluir

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal