[Resenha] Brave | Contornos do Coração vol. 3

16 de ago. de 2021

 


Uma das melhores experiências de um leitor é quando a gente começa uma leitura de forma despretensiosa e acaba se apaixonando. Foi o que aconteceu comigo quando li Easy, da autora Tammara Webber, no ano passado. Ele é o primeiro volume da série Contornos do Coração e já me fez querer ler tudo da autora.

Desde então, eu fui conquistada pelos dois livros seguintes, Breakable e Sweet, e estava mais do que ansiosa para ler Brave – o quarto e último volume da série. Agora o meu momento finalmente chegou e vou poder comentar com vocês o que achei da leitura.

Mas, para quem não leu os três primeiros livros, já aviso que não precisam se preocupar. Brave traz um novo casal de protagonistas e pode ser lido de forma independente. Assim, pode ler a resenha tranquilos e sem medo de spoilers.


Autora: Tammara Webber

Editora: Verus

Páginas: 307

Livro disponível apenas no formato digital

E-book recebido em parceria com a editora

Onde comprar: Amazon

Classificação: + 16 anos

Sinopse: “Coragem significa se levantar para defender seus ideais... Ou, pelo menos, ter coragem para questioná-los. Em Brave, Erin McIntyre é cativante, mas proibida, já que no trabalho ela é a personificação do privilégio imerecido, pois é filha do dono da construtora. Por conta de todos esses fatores, Erin não imagina o que a espera quando começa a trabalhar na empresa do pai. Ao que parece, seu novo chefe, Isaac, não dá a mínima para ela. E isso pode deixar a garota com mais vontade de se aproximar dele. Isaac Maat é impossível de ser decifrado. Inteligente, ambicioso, emocionalmente imparcial, mais quente do que o chefe de alguém deveria ser e dono de uma personalidade sombria e silensiosa, ele já mostra de cara que não está nem um pouco a fim de se aproximar de Erin. Além disso, seu comportamento e suas atitudes levam a crer que ele tem um segredo muito bem escondido. Issac disse a si mesmo que conhecer Erin o ajudaria a derrubar o pai dela. Erin disse a si mesma que provocá-lo iria distrair seu coração despedaçado. E, por conta de todas essas diferenças, nenhum dos dois previu que travariam uma batalha íntima em que o vencedor seria o primeiro a renunciar. Em Brave, Tammara Webber apresenta um romance inter-racial protagonizado por personagens cativantes e verossímeis que vão deixar o leitor louco para conhecer o verdadeiro vencedor desse embate.”

 

Em Brave, Erin McIntyre é uma jovem determinada e que sempre precisou se esforçar para provar seu valor. Nem mesmo sua família acreditava em sua capacidade e por isso sempre tentaram tornar o seu caminho mais fácil. Por isso, quando termina a faculdade, eles não demoram a colocá-la trabalhando na empresa do pai. Mas Erin está disposta a provar para todos que ela é muito mais do que a filha do chefe e está apta a exercer bem o seu trabalho. Mas, mesmo sabendo que será vista com desconfiança por seus colega, ela não poderia imaginar o que teria que enfrentar.

O novo chefe dela, Isaac, não faz a menor questão de disfarçar sua antipatia por Erin. Jovem, bonito e inteligente, ele tem uma personalidade sombria e um ar de mistério que, ao mesmo tempo, a confunde e atrai. Mas Isaac esconde um segredo e acha que a garota pode ser a chave para destruir o pai dela. Com tantas diferenças entre ele, uma embate seria inevitável. Mas quem seria o vencedor:

 

Desde o primeiro livro da série Contornos do Coração, eu fiquei surpresa com o quão envolvente é a escrita da Tammara Webber. Foi uma leitura que comecei sem grandes expectativas e quando vi já estava completamente absorta. E não foi diferente com o último volume, Brave. Esse é um daqueles livros que a gente lê sem ver o tempo passar e quando percebe já está terminando.

Brave conta com uma trama dinâmica e diálogos rápidos, que tornam a leitura fluida e muito envolvente. Além disso, a autora não se perde com descrições excessivas ou dramas desnecessários. Pelo contrário, ela sabe conduzir a história de forma que ela direta e ágil, fazendo com que ela seja interessante e prenda a atenção do leitor do início ao fim.

Com relação aos personagens, confesso que eles demoraram um pouco a me cativar. Erin, apesar de ter conflitos que me fizeram ter simpatia por ela em muitos momentos, não teve o mesmo carisma das protagonistas dos livros anteriores. E o mesmo aconteceu com o Isaac. Acho que a autora demorou mais do que o necessário a explicar os conflitos e as motivações dele, o que fez com que eu demorasse muito a me apegar.

E, por não ter sido tão cativada pelos protagonistas, o romance acabou sendo um pouco morno para mim. Como um bom casal cão e gato, eles têm alguns diálogos afiados e cheios de alfinetadas, mas demorei a me envolver o suficiente com eles para ser conquistada pelo romance. Porém, com o tempo a atração entre eles vai se tornando mais evidente, vamos entendo melhor os conflitos deles e aí a química apareceu. A partir daí, a autora soube conduzir bem e de forma convincente, dando um ar de sensualidade para a história.

A trama conta ainda com um toque de drama, devido aos assuntos abordados pela autora. Ela vai além do romance clichê e aborda temas como racismo, questões psicológicas e conflitos familiares. Vi que algumas pessoas se incomodaram um pouco por isso ter tirado um pouco o foco do romance, mas para mim não foi o que atrapalhou a leitura. Pelo contrário, senti que a autora soube dosar muito bem e não deixou que a leitura se tornasse excessivamente pesada.

Para mim, Brave não é o melhor livro da série, mas não deixou de ser uma boa leitura. Fui novamente conquistada pela escrita fluida da Tammara Webber e fiquei com muita vontade de ler outras séries dela. Para quem procura uma leitura despretensiosa, com as doses certas de romance, drama e sensualidade, é uma boa opção.


5 comentários:

  1. Oi Malu!

    Ai, eu amo quando isso acontece! Eu adoro começar um livro assim do nada, só porque algo nele me chamou a atenção e acabar amando a escrita e a história!
    Não conhecia a autora nem os livros, mas pelo jeito que tu falou parece ser muito bom! Já anotei as dicas, espero ler em breve!

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Nossa eu li Easy tem MUITOS anos, e lembro que infelizmente para mim não foi uma leitura muito marcante (tanto que nem continuei a série). Mas, sua resenha me despertou uma vontade de tentar novamente a série. Felizmente a editora deu continuidade nela, mesmo que em e-book, o que deixa os fãs felizes com certeza. Espero que essa experiência seja melhor que a primeira vez, e como falei, adorei a resenha! A foto também está linda!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Malu!!

    Menina eu já ouvi falar da autora, mas, eu não conhecia essa série dela, eu acho tão engraçado que esse NA sem tem uma vibe "ele esconde um segredo", parece que é o cclichê perfeito para livros do gênero não é mesmo? kkkkkkkk achei interessante que você citou que a autora trata sobre recismo e questões psicologias na narrativa, isso não é bem comun né? Que bom que num todo o livro te entregou uma boa leitura, adorei sua resenha!!

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
  4. Que bacana suas considerações sobre este terceiro livro, eu não conheço a série mas adoraria ler também, gosto muito desse gênero e o bom é que tem em e-book facilita bastante, adorei sua resenha e conhecer um pouquinho mais dessa história.

    ResponderExcluir
  5. Oie, tudo bem? Ah, que edição mais linda. Não conhecia a autora mas já fiquei curiosa quanto aos livros. Faz um tempinho que não leio uma coleção e acho incrível o quanto algumas histórias são envolventes e mexem com a gente. Comigo as vezes também acontece de certos personagens não me cativarem, mas outros, me conquistam desde a primeira página. Importante a protagonista buscar mostrar seu valor. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir