terça-feira, 17 de maio de 2016

[Dica da Malu] Série - Os Instrumentos Mortais

Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record

Hoje, finalmente, vou falar sobre a série Os Instrumentos Mortais, da Cassandra Clare. Já tinha comentado aqui sobre o primeiro livro, Cidade dos Ossos, mas faz um tempo que estava querendo falar sobre a série como um todo (sem entrar em detalhes sobre a trama, claro). Então, hoje, vou comentar um pouco sobre o que eu achei desses livros e os motivos que me fizeram gostar tanto deles e criar uma grande admiração por sua autora.
Para quem ainda não foi apresentado ao universo criado por Cassandra Clare, a trama dessa série acompanha a adolescente Clarissa Fray (Clary), que, em uma noite que sai para comemorar seu aniversário, presencia um suposto assassinato e, pior, só ela conseguia enxergar os envolvidos. O que ela descobre depois é que os assassinos eram Caçadores de Sombra, meio humanos meio anjos, que são responsáveis por proteger os mundanos (humanos normais) de demônios e criaturas do submundo
Clary é, então, apresentada a um novo mundo, que somente aqueles que têm a Visão conseguem enxergar. Quando a mãe dela é sequestrada, a menina mergulha cada vez mais fundo no Mundo das Sombras para descobrir a verdade sobre seu passado enquanto tenta encontrar sua mãe.
Esse é o ponto de partida da história, que se desenvolve muito ao longo dos seis livros (Cidade dos Ossos, Cidade das Cinzas, Cidade de Vidro, Cidade dos Anjos Caídos, Cidade das Almas Perdidas, Cidade do Fogo Celestial). Aliás, um dos aspectos que mais me impressionou é que em todos os livros acontecem muitas mudanças e reviravoltas e, apesar disso, Cassandra Clare não se perdeu em nenhum momento da história. A autora conseguiu amarrar muito bem os seis livros, entrelaçando, inclusive, com histórias de outras séries dela, sem se contradizer em nenhum momento ou deixar assuntos mal explicados.
Outra coisa que gostei bastante foi o ritmo da história. Sério, eu não conseguia piscar enquanto estava lendo e a vontade era de não parar até terminar a leitura. Em todos os livros da série a trama se desenvolve muito rápido, deixando o leitor constantemente ansioso para saber o que vai acontecer a seguir (com exceção do quarto, por motivos que vou explicar depois). Além disso, as reviravoltas são muito bem construídas pela autora e realmente surpreendem o leitor, deixando a história ainda mais interessante.
Os personagens também são ótimos. Todos são bem construídos e crescem muito ao longo da trama. Aliás, destaco aqui o modo como Cassandra Clare consegue dar espaço suficiente para que todos os personagens se desenvolvam, sem ficar centrada apenas nos protagonistas. Além disso, com cada personagem, ela trabalha temas importantes de maneira delicada e natural.  
Todos os livros são narrados em terceira pessoa, o que eu considero algo muito positivo. Já comentei aqui no blog outras vezes que tenho um grande problema com histórias contadas por narrador personagem. Acredito que esse tipo de narração limita o desenvolvimento da trama e dos personagens, porque tudo é descrito a partir do olhar do protagonista. Já um narrador onisciente permite ao leitor conhecer melhor e compreender todos os personagens de uma maneira mais completa.
O único ponto negativo que aponto nessa série é o quarto livro, Cidade dos Anjos Caídos. Originalmente, a ideia de Cassandra Clare era escrever uma trilogia, por este motivo Cidade de Vidro dá uma sensação de conclusão para a história (apesar de deixar um gancho para continuações). O problema é que o quarto volume não consegue manter o mesmo ritmo dos seus anteriores. Não sei se pelo fato de que a trama tem como foco maior outro personagem além de Clary e Jace, o Simon, ou se a autora perdeu um pouco do fôlego que teve ao escrever os outros livros, mas a questão é que Cidade dos Anjos Caídos é um livro mais lento e cansativo. Praticamente todos os personagens estão irritantes e a história não consegue prender. No entanto, como estamos falando de um livro da Cassandra Clare, óbvio que nem tudo é ruim. O final deste livro foi um dos mais impressionantes da série, me deixando totalmente surpresa e desesperada para ler a continuação.
No quinto e no sexto livros, Cassandra Clare recupera o ritmo que dominou os três primeiros. Os personagens voltam a ficar interessantes e a trama é muito bem desenvolvida. O final da história foi muito bem construído e, ao terminar de ler Cidade do Fogo Celestial, tudo o que consegui pensar foi que a autora conseguiu encerrar de maneira brilhante, dando o desfecho perfeito para os seus personagens.

Em resumo, em poucos meses eu me apaixonei por essa série e pelo universo criado por Cassandra Clare. Fui rapidamente envolvida por essa história e esses personagens. Há muito tempo uma série de livros não me prendia desse jeito. Então, recomendo sua leitura para todos que gostam de um bom livro de fantasia, com uma trama bem elaborada, cheia de reviravoltas e personagens interessantes. 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal