quinta-feira, 10 de agosto de 2017

[Dica da Malu] Simplesmente o paraíso

Sinopse: “Honoria Smythe-Smith sabe que, para ser uma violinista ruim, ainda precisa melhorar muito… Mesmo assim, nunca deixaria de se apresentar no concerto anual das Smythe-Smiths. Ela adora ensaiar com as três primas para manter essa tradição que já dura quase duas décadas entre as jovens solteiras da família. Além disso, de nada adiantaria se lamentar, então Honoria coloca um sorriso no rosto e se exibe no recital mais desafinado da Inglaterra, na esperança de que algum belo cavalheiro na plateia esteja em busca de uma esposa, não de uma musicista. Marcus Holroyd foi encarregado de uma missão… Porém não se sente tão confortável com a tarefa. Ao deixar o país, seu melhor amigo, Daniel, o fez prometer que vigiaria sua irmã Honoria, impedindo que a moça se casasse com pretendentes inadequados. O problema é que ninguém lhe parece bom o bastante para ela. Aos olhos de Marcus, um marido para Honoria precisaria conhecê-la bem (de preferência, desde a infância, como ele), saber do que ela gosta (doces de todo tipo) e o que a aflige (como a tristeza pelo exílio de Daniel, que ele também sente). Será que o homem ideal para Honoria é justamente o que sempre esteve ao seu lado afastando todo e qualquer pretendente? Com seu estilo inteligente e divertido, Julia Quinn enfim apresenta ao público o Quarteto Smythe-Smith, o terrivelmente famoso e adoravelmente desafinado grupo musical que conquistou os leitores antes mesmo que as cortinas se abrissem para ele.”Autora: Julia Quinn / Editora: Arqueiro / Páginas: 272 - Comprar: Amazon

Preciso começar essa resenha dizendo que estou com um vício chamado romances de época. Sério, a série Os Bridgertons, da Julia Quinn, me apresentou esse gênero e agora eu estou completamente apaixonada. Por isso, mesmo sem ter terminado essa série ainda, tive que começar a mais recente da autora, O Quarteto Smythe-Smith. Mais uma vez, pude experimentar uma leitura leve, romântica, divertida, e que me deixou com um sorriso bobo no final.
Em Simplesmente o paraíso, primeiro livro deste quarteto, o leitor é apresentado a Honoria Smythe-Smith, uma jovem que já vai para sua terceira temporada a procura de um marido, mas ainda não desistiu. Ela tem esperança de que esta seja sua última temporada como solteira, apesar de todos os pretendentes que a cortejaram anteriormente terem desistido sem maiores explicações.
Mal sabia Honoria que Marcus Holroyd estava disposto a afastar qualquer pretendente que não julgasse digno dela. Antes de ir embora do país, Daniel, irmão mais velho de Honoria, pediu que Marcus cuidasse de sua irmã caçula e impedisse que ela se casasse com um homem inadequado. Por esse motivo, ele sempre acompanhou atentamente os passos da jovem e espantou todos os pretendentes que tentaram se aproximar. Sem que ela soubesse, claro.
Para Marcus, cumprir a promessa feita ao amigo não chegou a ser um sacrifício. Ele cresceu junto com Daniel e Honoria, portanto, sempre foi próximo dela e desejava que ela se casasse com um homem que a merecesse. No entanto, um acidente acaba aproximando os dois de uma maneira que Marcus não esperava e afastar outros pretendentes de Honoria deixa de ser apenas uma missão para atender ao pedido de um amigo.
Como já deve ter dado para perceber, o enredo deste livro é bastante previsível, porém, eu me envolvi com a história como se não fizesse a menor ideia de qual seria o desfecho. O motivo disso é que o romance foi construído de uma forma absolutamente natural e apaixonante. Não existem aquelas paixões instantâneas e sem fundamento que sempre me irritaram. Na verdade, Marcus e Honoria compartilham inúmeras lembranças e momentos importantes vividos desde a infância, portanto, é totalmente natural que a reaproximação, já como adultos, levasse a descoberta de sentimentos mais fortes que uma simples amizade.
Nesse sentido, me agradou muito a forma como Julia Quinn conduziu a trama. A princípio, vemos Marcus e Honoria retomando a amizade, se redescobrindo depois de adultos e relembrando os ternos momentos da infância. Isso torna o vínculo entre eles muito mais crível para o leitor e o desenrolar da história é natural e apaixonante. Além disso, o sentimento que vai surgindo é tão puro e genuíno que é capaz de fazer os leitores mais românticos suspirarem sonhando viver algo parecido.
E o que dizer da Honoria? Ela é uma das melhores mocinhas que já li em romances e são tantos motivos para isso que chega a ser difícil explicar. Provavelmente, o primeiro deles é o otimismo e a maneira leve que ela tem de encarar a vida. Mesmo já estando próxima de ser considerada uma solteirona (para os padrões da época), Honoria não se desespera ou desanima. Além disso, ela não está disposta a aceitar qualquer rapaz que a cortejar. Honoria quer muito se casar e acredita firmemente que irá conseguir, mas só se for com um rapaz que a ame e que realmente seja digno dela.
Outro motivo que me fez adorar essa protagonista é o amor que ela tem pela família. Quem já leu a série Os Bridgertons sabe que a família Smythe-Smith sempre realiza um tradicional concerto apresentado por quatro jovens solteiras da família. O problema é que eles são sempre péssimos, devido à falta de talento musical das jovens. Naquele ano, era a vez de Honoria se apresentar novamente com suas primas Sarah, Iris e Harriet, e, mesmo sabendo que seria mais uma performance desastrosa, ela se dedica ao máximo e sem reclamações, simplesmente por ter orgulho de dar continuidade a uma tradição de família. E, sendo sincera, só o fato dela se apresentar de cabeça erguida, sem constrangimento, já diz muito sobre a personalidade desta personagem.
Marcus, por sua vez, é um homem apaixonante. Não tem outra palavra mais exata para descrevê-lo. Discreto e levando uma vida solitária, Marcus é um amigo leal e que se empenha para cumprir a palavra dada ao amigo. Ao longo do livro, podemos conhece-lo melhor e perceber que, por trás da fachada séria, ele é um homem gentil, atencioso e divertido, que só não se mostra mais por ser tímido e reservado. Além disso, ele não é aquele tipo de mocinho superprotetor, arrogante e extremamente autoconfiante, que fica tentando mudar a personalidade da protagonista e controla-la a todo segundo. Ao contrário, ele a admira cada vez mais por sua maneira de falar e pensar, e está sempre disposto a apoiá-la, mesmo que isso signifique passar (longas) horas nos recitais das Smythe-Smith.
No entanto, o livro vai além do casal principal e apresenta personagens secundários tão carismáticos quanto os protagonistas. Em especial, as primas de Honoria, Sarah e Iris, e sua amiga Cecily são muito divertidas e carismáticas. É impossível não dar risadas com seus planos para tentar encontrar maridos adequados na temporada social que irá se iniciar ou com as brigas nos ensaios para o recital dos Smythe-Smith.
A escrita de Julia Quinn mais uma vez se mostrou fluida e envolvente. Apesar do romance se desenvolver de uma maneira muito gradual, a leitura não se torna cansativa em nenhum momento. Ao contrário, ela é leve, agradável e divertida, e é muito gostoso acompanhar o casal principal ir evoluindo da amizade para o amor, construindo um vínculo forte e verdadeiro.
Com relação a edição, não preciso nem dizer que ficou impecável, né? Mais uma vez a Editora Arqueiro caprichou em todos os detalhes e trouxe um livro lindo, desde a capa até a diagramação do texto. Além disso, as páginas são amareladas e a fonte e o espaçamento estão em um tamanho ideal para leitura.
Deste modo, não preciso nem dizer que esta é uma leitura mais do que recomendada para os fãs de romances de época e até mesmo para aqueles que querem começar a conhecer o gênero. Não é à toa que a Julia Quinn é uma das autoras mais lidas quando o assunto é romance de época; seus livros são leves e apaixonantes e seus personagens conquistam o leitor desde as primeiras páginas.
Amei esse primeiro volume da série Quarteto Smythe-Smith e não vejo a hora de ler os próximos. Quem já leu ou pretende ler essa série? Me contem a opinião de vocês aí nos comentários.
E, para quem tem interesse em adquirir, eles podem ser comprados separadamente ou em um box lindo que a Editora Arqueiro preparou. Vou deixar todos os links de compra na Amazon aí embaixo:

Simplesmente o paraíso: Aqui
Uma noite como esta: Aqui
A soma de todos os beijos: Aqui
Os mistérios de Sir Richard: Aqui

Box Quarteto Smythe-Smith: Aqui

Comente com o Facebook:

24 comentários:

  1. Own ♥ ♥ quero muito ler os livros do quarteto, a galera fala muito bem das Smyth-Smith, achei muito massa ela não desistir. Ir fielmente nas temporadas em busca de um marido.
    Sem falar que a narrativa da Julia é maravilhosa, amo essa mulher

    ResponderExcluir
  2. Amei, sou muito fa da Júlia Quuin e tava ha tempos querendo saber sobre essa série dela. Amei sua resenha

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu lia muitos romances de época e são viciantes mesmo! E acredita que nunca li Júlia Quinn?
    Já li várias resenha sobre essa série e todas são bem positivas. No momento meu vício é suspense e terror, mas esse quarteto tá na lista.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Já faz um tempo que não leio romances de época, mas sempre me deparo com resenhas que me deixam com vontade de ler, pois geralmente são romances leves, com alguns clichês como mencionou na sua resenha, mas ainda assim uma leitura gostosa de se fazer. Mesmo tomando o rumo óbvio fico feliz em saber que o livro te agradou e que foi tudo muito bem dosado pela autora. Vou anotar a dica aqui!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá, sei bem como romances de época viciam. Comprei esse livro mas ainda não li. Pela sua ótima resenha, os protagonistas parecem encantadores.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Essa série é especial demais!
    Julia Quinn tem um jeitinho todo próprio de desenvolver suas tramas e esse quarteto é encantador. Espero que vc goste dos outros volumes da série.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  7. OIeeee
    ainda não li nenhum da autora e confesso que os romances dela não me chamam a atenção por conta de serem de época, mas amei sua dica, quem sabe um dia não mudo de opinião
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Também sou apaixonada e viciada em romances de época. Já li este box, e me encantei. Amo quando o casal passa de amigos a apaixonados
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  9. Esse livro é muito fofo, acho que é o mais doce dos quatro da série. Gostei muito quando li e, mesmo sendo previsível, achei super gostosinho de ler.
    Romances de época são viciantes, né? Eu amo! Apesar dessa série não estar dentre as minhas preferidas, achei ela boa (tive alguns problemas com o segundo e o último livro, e isso acabou comprometendo um pouco a nota final da série). Espero que continue gostando dos próximos livros e que se torne uma ávida leitora dos livros de época.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Eu li essa serie e amei. Não poderia ser diferente, afinal é Julia Quinn. Com um estilo leve e divertido ela nos encanta. A história da Honoria e do Marcus é romantica e encantadora. Só achei um tanto corrida, mas amei e assim super recomendo essa leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oie,
    Ainda não tive nenhum contato com a autora por não ser muito meu gênero, mas confesso que tenho curiosidade de conhecer essa série.
    Gostei bastante da resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?

    Já conheço essa série da Julia Quinn tem tempos, ainda não li nada dela, até porque não é muito o meu estilo, mas pretendo ler algum livro dela em breve. Gostei da sua resenha, parabéns!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Não sou muito fã de romances de época, mas Julia Quinn é a exceção que abro para o gênero. Amo as obras dela! Dessa nova série li só esse e é mesmo apaixonante, teve alguns acontecimentos que inclusive me surpreenderam, achei bem fora do padrão de romances de época (quando ela cuida dele... Rs...). Amei a história, amei as personagens! Mal vejo a hora de ler o restante da série.

    ResponderExcluir
  14. Oie.
    Eu li pouca coisa da Julia Quinn, mas sou mega apaixonada em romance de época, então meio que pirei quando vi esse box, porém ainda não deu pra comprar.
    Mas amo esse tipo de casal e já quero ler essa história que parece ser um amor.

    ResponderExcluir
  15. Oiii Malu tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse o quanto eu gostaria,mas fico muito feliz que tenha gostado e decidido trazer a resenha para nós, romance de época é um gênero que está me conquistando aos poucos.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Olá,

    Infelizmente não leio muitos romances históricos, embora tenha muita vontade de começar a ler as obras dessa autora. Gostei muito da sua resenha e acho que vou acabar me rendendo haha.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  17. Amo os livros da Julia Quinn, foi através dela que conheci os romances de época, que eu amo tanto ler. Também gostei bastante da história da Honoria.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  18. bem,confesso que nao sou admiradora de romances de época, mesmo sendo de uma autora que anda fazendo mto sucesso com essa série dos Bridgertons... nao curto leituras previsíveis, os clichês dessas tramas geralmente me desanimam, mesmo que a escrita seja fluida...

    =T

    bj...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. desculpe, confundi a série: Quarteto hahahah

      Excluir
  19. Olá, tudo bem? Fã de romances de época, e da Julia Quinn, confesso que essa é uma série que por enquanto passo longe rs Já me falaram, e concordo em partes, que pode uma das mais fracas da autora, e como por agora irá lançar outra, Agentes da Coroa, quero primeiro pegar esta para ai sim vir para O Quarteto. Não me conectei ainda com o que pode vir, e para ler o gênero, sempre prefiro que isso aconteça primeiro. Gostei da sua resenha, afinal é uma das poucas positivas, e fiquei curiosa com o que posso achar!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Aiii.. comoe stou apaixonada por esses romances de época também.. é viciante. Mas, antes de pegar nessa série, quero terminar Os Bridgertons, sou apaixonada por essa família. Adoro quando a história vai além das nossa expectativas, estou bem animada com essa história, as capas estão lindíssimas.

    beijos!
    http://blogdatahis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Esse box tá um escândalo de tão lindo! Estou esperando uma promoção bacana pra colocar minhas mãozinhas nele. Não conhecia a premissa do livro e já me encantei por Marcus. awnnnt! Ele conhece ela tão bem... amo romances vagarosos assim.
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Olá!"
    Os livros de Julia Quinn estão na minha lista quando retomar as leituras de romances de época. Essa série é bem elogiada por todos e não pode ficar de fora.
    Abs
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  23. Essa série é muito divertida. Eu amei todos os livros do começo ao fim. Amo Honoria, acho ela divertida, destemida e muito diferentes dos B.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal