[Resenha] Coroa da meia-noite

Sinopse: “Celaena Sardothien, a melhor assassina de Adarlan, tornou-se a assassina real depois de vencer a competição do rei e se livrar da escravidão. Mas sua lealdade nunca esteve com a coroa. Tudo o que deseja é ser livre e fazer justiça. Nos arredores do castelo, surgem rumores a respeito de uma conspiração contra misteriosos planos do rei, mas antes de cuidar dos traidores, Celaena quer descobrir exatamente que planos são esses. O que ela não imaginava é que acabaria em meio a uma perigosa trama de segredos e traições tecida ao redor da coroa. Em Adarlan, um segredo parece se esconder por trás de cada porta trancada, e Celaena está determinada a desvendar todos eles para proteger aqueles que aprendeu a amar.”
Autora: Sarah J. Maas / Editora: Galera Record / Paginas: 406
Comprar: Amazon

Este livro é o segundo volume da série Trono de Vidro, portanto, recomendo que só leia a resenha quem já tiver lido o primeiro volume. Caso queira conhecer a série, pode ler a resenha sobre “Trono de Vidro” aqui.

Quando eu li “Trono de Vidro”, achei que já tivesse entendido o motivo dessa série ter tantos fãs. No entanto, ao ler o segundo volume, “Coroa da meia-noite”, percebi que haviam muitas outras razões para me apaixonar por esta série do que aqueles que encontrei no primeiro livro. Sarah J. Maas conseguiu expandir ainda mais o universo em que se passa a história e desenvolveu os personagens de uma maneira que eu não esperava, tornando a leitura ainda mais interessante.
No final de Trono de Vidro, Celaena conseguiu vencer o torneio e se tornou a campeã do rei, algo que acaba abalando sua relação com o príncipe Dorian. Agora, ela tem que cumprir as missões determinadas pelo rei que ela despreza, caso queira manter sua liberdade e a vida daqueles com quem se importa. No entanto, a cada nova missão em que é enviada, se torna mais difícil para ela manter sua lealdade ao rei. Além disso, há indícios de uma revolta sendo preparada e Celaena se vê envolta em uma trama de mistérios, conspirações e muito perigo.
Não pretendo entrar em muitos detalhes sobre a história, pois, mais uma vez, Sarah J. Maas preparou uma trama com muita ação, suspense e reviravoltas, e acredito que o leitor deve descobrir tudo isso durante a leitura. Então, vou focar mais no desenvolvimento dos personagens e do universo em que a série se passa, a fim de evitar possíveis spoilers.
Para começar, não posso deixar de destacar Celaena. Eu já havia ficado impressionada com a protagonista no primeiro livro, quando ela se mostrou uma personagem extremamente forte, mas que escondia uma pessoa cheia de sentimentos por trás da máscara de assassina fria. Em Coroa da meia-noite, Celaena precisa tomar decisões muito difíceis e se vê perdida e confusa em muitos momentos. No entanto, são esses conflitos que ajudam na sua evolução como personagem e a tornam ainda mais humana. Além disso, temos a oportunidade de conhecer mais sobre o passado de Celaena e a vemos começar a se abrir para as pessoas que ama, o que permite vislumbrar um lado dela que ainda não havia sido mostrado no primeiro livro.
O príncipe Dorian é um personagem que perde um pouco de espaço na trama, mas os momentos em que aparecem são suficientes para ver o amadurecimento do personagem e conhecermos mais sobre ele. Além disso, algumas revelações feitas demonstram que ele terá um papel muito importante nos próximos livros. Por outro lado, quem se destaca mais é Chaol. Ele e Celaena se aproximam mais e é impossível não apaixonar por esse personagem. Conhecemos mais sobre o passado de Chaol e percebemos que o capitão, por trás da fachada séria e totalmente comprometida com suas funções, é um homem que carrega seus próprios conflitos e algumas dores do passado.
Outro aspecto que destaco é que dessa vez o romance é mais claro, mas isso não significa que o romance se torna o centro da história. Um casal se forma, mas é de uma maneira totalmente natural e sem se tornar o foco. Como já havia um vislumbre de um triângulo amoroso em Trono de Vidro, é claro que esse romance irá mudar a forma como Celaena, Chaol e Dorian se relacionam, mas é interessante ver como eles lidam com esses conflitos e o modo como a autora evita soluções clichês. Esse é um dos poucos casos em que o triângulo é bem construído, sem atrapalhar a dinâmica do livro e sem trazer uma opção óbvia e fácil.
Com relação ao universo em que a trama se passa, Sarah J. Maas soube expandi-lo e deixa-lo ainda mais interessante. No primeiro livro, tivemos apenas um vislumbre de como era Adarlan e o que havia acontecido quando o rei dominou aquele território. No entanto, em Coroa da meia-noite, é revelado mais sobre o que aconteceu 10 anos antes e começamos a entender como o rei conseguiu expandir seu império e por que a magia desapareceu.
Além das várias revelações feitas sobre o passado dos personagens e sobre a história de Adarlan, o livro ainda conta com muito mistério e intrigas, que mexem com a curiosidade e ajudam a prender a atenção do leitor. Cada personagem carrega seus próprios segredos, incluindo Celaena, e o fato do livro ser narrado em terceira pessoa ajuda a manter o mistério até o momento certo de revelar essas informações.
Por tudo já foi mencionado, não preciso nem dizer que a escrita da Sarah J. Maas é extremamente envolvente e fluida. Os personagens me cativaram, a trama me envolveu e a ação e o mistério fizeram com que eu não desejasse parar de ler. Adorei cada momento da leitura e fiquei totalmente impactada com o final surpreendente do livro. Tanto que não resisti e já comecei a ler o terceiro livro.
Assim, para quem gosta de livros de fantasia, com personagens complexos e bem construídos, uma trama envolvente e muita ação e mistério, essa série já é mais do que recomendada. “Coroa da meia-noite” é a continuação perfeita, que mantém todos os aspectos positivos do primeiro volume e traz novos elementos que tornam a história ainda mais rica. Estou cada vez mais feliz por ter decidido começar essa série e não vejo a hora de ler as continuações.
E vocês já leram a série “Trono de Vidro”? Me contem nos comentários se gostaram da resenha e se leram ou pretendem ler essa série. Vou adorar saber a opinião de vocês.

Livros para presentear no Dia dos Namorados

Na próxima segunda-feira, dia 12 de junho, será comemorado o Dia dos Namorados. Para quem ainda está sofrendo na dúvida sobre o que comprar de presente, resolvi indicar algumas sugestões de livros para presentear aquela pessoa especial que ama ler. Assim, fiz uma pequena seleção com indicações para diferentes tipos de leitores.
Então, aproveitem as dicas para não errar no presente e escolher um livro que seja a cara da pessoa que você ama.

Romance:
 Orgulho e preconceito: Tem como pensar em um livro de romance e não lembrar da Jane Austen? Acho que não. “Orgulho e Preconceito” é um dos romances mais populares da autora e é impossível não se apaixonar acompanhando o amor de Elizabeth Bennet e Mr. Darcy.
Sinopse: “O romance retrata a relação entre Elizabeth Bennet (Lizzy) e Fitzwilliam Darcy na Inglaterra rural do século XVIII. Lizzy possui outras quatro irmãs, nenhuma delas casadas, o que Sra. Bennet, mãe de Lizzy, considera um absurdo. Quando Sr. Bingley, jovem bem sucedido, aluga uma mansão próxima da casa dos Bennet, Sra. Bennet vê nele um possível marido para uma de suas filhas. De fato, ele parece se interessar bastante por Jane, sua filha mais velha, logo no primeiro baile em que ele, as irmãs e o Sr. Darcy, seu amigo, comparecem. Enquanto Sr. Bingley é visto com bons olhos por todos, Sr. Darcy, por seu jeito frio, é mal falado. Lizzy, em particular, desgosta imensamente dele, por ele ter ferido seu orgulho na primeira vez em que se encontram. A recíproca não é verdadeira. Mesmo com uma má primeira impressão, Darcy realmente se encanta por Lizzy, sem que ela saiba do fato. A partir daí o livro mostra a evolução do relacionamento entre eles e os que os rodeiam, procurando apresentar também, desse modo, a sociedade do final do século XVIII”.Comprar: Aqui

Fantasia:
O nome do vento: Esse é um dos melhores livros de fantasia que eu já li na vida e, sem dúvida, deve agradar os fãs do gênero. Um protagonista complexo e diferente de qualquer outro que eu já tenha lido, um universo fantástico e muito bem construído, e uma história envolvente. É garantia de uma boa leitura para quem gosta de livros de fantasia.
Sinopse: “Ninguém sabe ao certo quem é o herói ou o vilão desse fascinante universo criado por Patrick Rothfuss. Na realidade, essas duas figuras se concentram em Kote, um homem enigmático que se esconde sob a identidade de proprietário da hospedaria Marco do Percurso. Da infância numa trupe de artistas itinerantes, passando pelos anos vividos numa cidade hostil e pelo esforço para ingressar na escola de magia, O nome do vento acompanha a trajetória de Kote e as duas forças que movem sua vida: o desejo de aprender o mistério por trás da arte de nomear as coisas e a necessidade de reunir informações sobre o Chandriano – os lendários demônios que assassinaram sua família no passado. Quando esses seres do mal reaparecem na cidade, um cronista suspeita de que o misterioso Kote seja o personagem principal de diversas histórias que rondam a região e decide aproximar-se dele para descobrir a verdade. Pouco a pouco, a história de Kote vai sendo revelada, assim como sua multifacetada personalidade – notório mago, esmerado ladrão, amante viril, herói salvador, músico magistral, assassino infame. Nesta provocante narrativa, o leitor é transportado para um mundo fantástico, repleto de mitos e seres fabulosos, heróis e vilões, ladrões e trovadores, amor e ódio, paixão e vingançaComprar: Aqui

Drama:
A menina que roubava livros: Eu realmente preciso apresentar esse livro? É um dos meus favoritos da vida e traz uma história comovente, reflexiva e repleta de mensagens tocantes. É um drama que se passa durante a Segunda Guerra Mundial, mas traz reflexões atemporais. Mais do que recomendado para todo tipo de leitor, mas especialmente aqueles que gostam de drama.
Sinopse: “A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler. Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade. A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa deste duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto - e raro - de crítica e público”.Comprar: Aqui

Comédia:
Procura-se um marido: Tinha como não indicar a Carina Rissi aqui? Impossível! Esse é um dos livros mais engraçados da autora e confesso que ri muito acompanhando as trapalhadas da Alicia e as brigas dela com Max. É uma história leve, apaixonante e muito divertida. Um ótimo presente para o Dia dos Namorados.
Sinopse: “Protagonista de Procura-se um marido, Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. A morte do querido familiar muda completamente o rumo da história criada pela autora Carina Rissi. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Era algo inimaginável para Alicia que, então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso: colocar um anúncio no jornal para encontrar um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou”.Comprar: Aqui

Suspense:
Assassinato no Expresso Oriente: Um dos livros mais famosos da Agatha Christie, preciso dizer mais? É um romance envolvente em que o mistério se mantém até o final, e o leitor não consegue parar de ler até descobrir a verdade. Eu fiquei simplesmente chocada com o desfecho deste livro e entendi totalmente o motivo de considerarem Agatha Christie a rainha do crime. Se quer presentear alguém que ama suspense, este é uma ótima indicação;
Sinopse: “Nada menos que um telegrama aguarda Hercule Poirot na recepção do hotel em que se hospedaria, na Turquia, requisitando seu retorno imediato a Londres. O detetive belga, então, embarca às pressas no Expresso do Oriente, inesperadamente lotado para aquela época do ano. O trem expresso, porém, é detido a meio caminho da Iugoslávia por uma forte nevasca, e um passageiro com muitos inimigos é brutalmente assassinado durante a madrugada. Caberá a Poirot descobrir quem entre os passageiros teria sido capaz de tamanha atrocidade, antes que o criminoso volte a atacar ou escape de suas mãos”.Comprar: Aqui

Distopia:
Uma chama entre as cinzas: Ganhei esse livro de aniversário o ano passado e que presente maravilhoso. Foi a minha leitura favorita de 2016, com um universo muito bem construído, personagens complexos e um enredo de tirar o fôlego. É um livro que mantém elementos comuns em livros de distopia, mas que os utiliza de uma maneira diferente e muito interessante. É uma leitura mais do que recomendada para todos os leitores, mas especialmente aqueles que amam fantasia.
Sinopse: “Uma história épica e eletrizante sobre liberdade, coragem e esperança. Laia é uma escrava. Elias é um soldado. Nenhum dos dois é livre. No Império Marcial, a resposta para o desacato é a morte. Aqueles que não dão o próprio sangue pelo imperador arriscam perder as pessoas que amam e tudo que lhes é mais caro. É neste mundo brutal que Laia vive com os avós e o irmão mais velho. Eles não desafiam o Império, pois já viram o que acontece com quem se atreve a isso. Mas, quando o irmão de Laia é preso acusado de traição, ela é forçada a tomar uma atitude. Em troca da ajuda de rebeldes que prometem resgatar seu irmão, ela vai arriscar a própria vida para agir como espiã dentro da academia militar do Império. Ali, Laia conhece Elias, o melhor soldado da academia — e, secretamente, o mais relutante. O que Elias mais quer é se libertar da tirania que vem sendo treinado para aplicar. Logo ele e Laia percebem que a vida de ambos está interligada — e que suas escolhas podem mudar para sempre o destino do próprio Império”.Comprar: Aqui

Ficção científica:
Guerra do Velho: Li esse livro em abril e já tenho certeza que ele estará entre as minhas leituras favoritas de 2016. É uma leitura extremamente dinâmica, com personagens carismáticos e muito humanos, que facilitam o envolvimento do leitor com a história. Além disso, o universo apresentado é interessante e complexo, mas desenvolvido de uma maneira que torna simples para o leitor acompanhar. Recomendo para aqueles que amam ficção científica, mas também para aqueles que desejam começar a se familiarizar com o gênero.
Sinopse:A humanidade finalmente chegou à era das viagens interestelares. A má notícia é que há poucos planetas habitáveis disponíveis – e muitos alienígenas lutando por eles. Para proteger a Terra e também conquistar novos territórios, a raça humana conta com tecnologias inovadoras e com a habilidade e a disposição das FCD - Forças Coloniais de Defesa. Mas, para se alistar, é necessário ter mais de 75 anos. John Perry vai aceitar esse desafio, e ele tem apenas uma vaga ideia do que pode esperar”.
Comprar: Aqui 

            Esses são alguns livros que eu li e recomendo muito para presentear alguém especial. Então, para quem estava em dúvida, acabou a desculpa para não comprar o presente do Dia dos Namorados. E, para ficar ainda melhor, até o dia 08 de junho está acontecendo a 2ª edição da Mega Oferta da Amazon, com milhares de livros e ebooks na promoção, e os dispositivos Kindle e Kindle Paperwhite estão com R$ 80,00 de de desconto. Ou seja, tem muitas opões para presentear.

Mega Oferta:
Mais de 10 mil livros com até 80% de desconto: http://amzn.to/2sxo9RU
Ofertas relâmpago com até 90% de desconto:http://amzn.to/2saPVGs
Kindle ou Kindle Paperwhite com R$ 80 de desconto: http://amzn.to/2sLcVsq
4 mil ebooks com até 80% de desconto: http://amzn.to/2sKZk4k
Livros importados com desconto progressivo: http://amzn.to/2qZsFql
Livros do Grupo Autêntica com até 60% de desconto: http://amzn.to/2qZCpAW



Apaixonada por literatura desde pequena, nunca consegui ficar muito tempo sem um livro na mão. Assim, o Dicas de Malu é o espaço onde compartilho um pouco desse meu amor pelo mundo literário.




Facebook

Busca

Instagram

Twitter

Editoras Parceiras

Seguidores

Arquivos

Newsletter

Populares

Tecnologia do Blogger.