[Resenha] The Chase: A busca de Summer e Fitz


Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Não tenho conseguido postar com muita frequência, porém, estou finalmente colocando as leituras em dia e vou poder trazer as resenhas para vocês. Então, hoje vim falar de um dos livros que li recentemente: The Chase: A busca de Summer e Fitz, da autora Elle Kennedy.
Para quem não conhece, a autora também escreveu outra série que ficou muito famosa no Brasil, Amores Improváveis. Confesso que, apesar de ter amado o primeiro livro daquela série, o segundo me decepcionou bastante e eu acabei desistindo. Porém, quando recebi The Chase muitas pessoas me incentivaram a ler e eu decidi dar uma chance.

Eu terminei a leitura recentemente e agora vou poder contar para vocês o que achei. Será que a autora me decepcionou novamente ou conseguiu me surpreender? Confiram a resenha para saber.

Autora: Elle Kennedy
Editora: Paralela
Páginas: 400
Classificação: +18 anos
Exemplar recebido de cortesia da editora
Onde comprar: Amazon
Sinopse: “Todo mundo diz que os opostos se atraem. E deve ser verdade, porque não tem nada que explique minha atração por Colin Fitzgerald. Ele não faz meu tipo e, o pior de tudo, me acha superficial. Essa visão distorcida que ele tem de mim é o primeiro ponto contra. Também não ajuda que ele seja amigo do meu irmão. E que o cara que mora com ele tenha uma queda por mim. E que eu tenha acabado de me mudar para a casa deles. Mas isso não importa. Estou ocupada o bastante com uma faculdade nova, um professor que não larga do meu pé e um futuro incerto. Além do mais, Fitzy deixou bem claro que não quer nada comigo, embora tenhamos uma química de dar inveja a qualquer casal. Nunca fui de correr atrás de homem, e não vou começar agora. Então, se o meu roommate gato finalmente acordar e perceber o que está perdendo… Ele sabe onde me encontrar.”

Após ter sido expulsa da Universidade de Brown, Summer conseguiu ser aceita em Briar. A ideia dela era se mudar para a fraternidade e recomeçar na nova universidade. Porém, os seus planos já começam sendo frustrados quando ela não é aceita na fraternidade e fica sem lugar para morar. Sua única opção acaba sendo dividir apartamento com três amigos do seu irmão, incluindo Fitz, o cara por quem ela tinha uma quedinha desde sempre.
O problema é que um mal-entendido fez Summer acreditar que Fitz não tinha nenhum interesse nela e ainda a considerava fútil e mimada. Porém, apesar de achar mesmo que Summer era um pouco mimada, aquilo não passava de uma forma de proteção que Fitz encontrou para negar o que realmente sentia por ela.
No entanto, morando sob o mesmo teto, é claro que não iria demorar para a atração que existia entre eles ficar mais evidente. E, com a convivência, Summer e Fitz começam a perceber que não se conheciam tão bem quanto imaginava. Talvez, pessoas que pareciam ser tão diferentes, tivessem muito mais em comum do que esperavam.




A primeira coisa que eu preciso dizer sobre esse The Chase é o quanto a escrita da autora Elle Kennedy é envolvente. Sabe aquele livro que você pisca e já leu 50 páginas? É esse! Eu não percebia o tempo passar enquanto lia e fiquei totalmente envolvida com a leitura.
Outro ponto que gostei bastante é que a autora conseguiu fazer com que eu me apegasse aos personagens rapidamente. Tanto Summer quanto Fitz são muito carismáticos e, principalmente, muito humanos. Não vou negar que eles têm seus defeitos: os dois são muito teimosos e inseguros, Summer é impulsiva demais e Fitz um tanto covarde. Porém, tudo isso foi desenvolvido de uma maneira que permitia compreender as ações deles (na maior parte do tempo) e os aproximava do leitor.
Com relação à trama, achei que ela se desenvolve de uma maneira muito dinâmica, mas sem apressar o romance. Summer e Fitz já se conheciam há algum tempo e o sentimento deles vai se intensificando com o tempo e a convivência. Ou seja, não temos aqui aquele romance instantâneo e apressado que sempre me irritam.

Também gostei muito do fato de que, além do romance, a autora trabalhou os conflitos internos dos protagonistas. A Summer, principalmente, tinha várias questões que justificavam seus medos e inseguranças e explicavam a necessidade que ela tinha de ser aceita. Confesso que os motivos do Fitz, para mim, foram um pouco mais superficiais e tive mais dificuldade de aceitar algumas atitudes dele. Porém, é um personagem tão íntegro que acabei relevando e torcendo por ele também.




Minha única ressalva foi o excesso de insegurança que os dois demonstraram. Tinha momentos que eu queria entrar no livro e gritar com eles para pararem de se subestimar. Um não se considerava bom o suficiente para o outro, o que, somado com a falta de comunicação entre eles, fazia com que acontecesse uma série de mal-entendidos. Isso não seria um problema se não fosse algo recorrente no livro, o que acabou ficando um pouco repetitivo e irritante.
Por outro lado, eu amei os personagens secundários. Adorei os outros amigos que dividem apartamento com o Fitz e a Summer. O Hunter, em especial, teve muito destaque e fiquei curiosa para saber o que irá acontecer com ele nos próximos livros. Porém, o grande destaque é Brenna, a amiga de Summer. Ela é uma personagem que fala o que pensa, tem personalidade e um ótimo senso de humor. Não vejo a hora de ler o livro dela, pois acho que é uma personagem que merece mais destaque.
Não posso deixar de mencionar também que a autora aborda questões muito importantes. Uma delas foi o fato de Summer ter Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), o que ocasionava uma maior dificuldade de aprendizado. Apesar de não ser um assunto abordado com profundidade, foi interessante a forma como a autora retratou as dificuldades da personagem. Há ainda um outro assunto muito grave abordado, mas que não direi qual é para não dar spoiler. Ele também não foi aprofundado, mas já achei válido como um alerta.
De um modo geral, The Chase: A busca de Summer e Fitz não chega a ser um romance arrebatador, mas se mostrou uma leitura muito gostosa. É uma história simples, mas com personagens cativantes e que conquistam a torcida do leitor. Apesar de ter alguns tropeços, o livro me surpreendeu e recuperou minha vontade de ler os livros da autora. Já estou ansiosa para os próximos volumes da série Briar U serem lançados no Brasil.

Apaixonada por literatura desde pequena, nunca consegui ficar muito tempo sem um livro na mão. Assim, o Dicas de Malu é o espaço onde compartilho um pouco desse meu amor pelo mundo literário.




Facebook

Busca

Instagram

Twitter

Editoras Parceiras

Seguidores

Arquivos

Newsletter

Populares

Tecnologia do Blogger.