Leituras que não vieram aí

 


Última semana do ano, é hora de fazer um balanço do ano. E, para começar, é preciso reconhecer que tem livros que não li e nem consigo ler em 2021 né? Então, vim falar sobre as leituras que não vieram aí.

 Eu tinha separado livros que estão parados há séculos aqui e eu precisava ler, mas esse ano foi um caos, com muitas coisas acontecendo e eu simplesmente não consegui ler tudo que queria. Então, chegou o meu momento de reconhecer a derrota e admitir que os encalhados vão continuar paradinhos na estante até 2022.

 

Rastros de Sangue – Jack, o Estripador

Apenas o primeiro volume estava na minha meta do ano, mas posso considerar a série toda nessa lista, porque tenho todos desde o ano passado e não li nenhum. Será que em 2022 vem aí? Espero que sim.

Onde comprar: Amazon

Sinopse: Audrey Rose não é a típica donzela inglesa do século XIX. Quando ninguém está vendo, a jovem realiza autópsias no laboratório de seu tio, contrariando a vontade de seu pai e todas as expectativas da sociedade. Ela pode não saber fazer um penteado elaborado, mas faz uma incisão em Y num cadáver como ninguém.Seus estudos em medicina forense a levam na trilha do misterioso Jack, cujos assassinatos brutais derivados de uma terrível sede de sangue amedrontam a cidade. E Audrey Rose, empoderada desde o berço, quer fazer justiça às vítimas - mulheres sem voz e marginalizadas por uma sociedade extremamente sexista.Na companhia de Tomas Cresswell, o aprendiz convencido e irritante de seu tio, ela decide seguir seus instintos e os rastros de sangue do notório assassino. Afinal, nenhum homem foi capaz de descobrir sua identidade. Esse é um trabalho para uma mulher.

 

O ceifador

Eu estou falando que vou ler esse livro desde 2018 (ou antes), tenho a trilogia toda e sigo me fazendo de planta, porque até hoje nada de ler. Não foi dessa vez que ele foi desencalhado, mas vai entrar na meta do ano que vem.

Onde comprar: Amazon

Sinopse: A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria… Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador - um papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a "arte" da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão - ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais -, podem colocar a própria vida em risco.

 

A quinta estação

Em minha defesa, esse eu comecei a ler. Mas muitas coisas aconteceram e precisei deixar pra depois. Para o ano que vem, quero ler não apenas esse, mas outros livros que tenho da autora aqui.

Onde comprar: Amazon

Sinopse: “É ASSIM QUE O MUNDO TERMINA. PELA ÚLTIMA VEZ. Três coisas terríveis acontecem em um único dia: Essun volta para casa e descobre que seu marido assassinou brutalmente o próprio filho e sequestrou sua filha. Sanze, o poderoso império cujas inovações têm sido o fundamento da civilização por mais de mil anos, colapsa frente à destruição de sua maior cidade pelas mãos de um homem louco e vingativo. E, no coração do único continente, uma grande fenda vermelha foi aberta e expele cinzas capazes de escurecer o céu e apagar o sol por anos. Ou séculos. Mas esta é a Quietude, lugar há muito acostumado à catástrofe, onde os orogenes - aqueles que empunham o poder da terra como uma arma - são mais temidos do que a longa e fria noite. E onde não há compaixão.”

 

Uma união extraordinária


Eu queria muito ter lido esse, porque só vi elogios maravilhosos. Porém, 2021 teve muito romance de época para pouco eu, foi impossível acompanhar tudo.

Onde comprar: Amazon

Sinopse: “A Guerra da Secessão está em seus momentos iniciais no país. A União, formada pelos estados do Norte e liderada pelo presidente Lincoln, é a favor da abolição da escravatura. A Confederação, composta por estados do Sul, busca se separar dos Estados Unidos a fim de manter o sistema escravocrata. Elle Burns é uma ex-escravizada que vive em relativa paz com sua família no Norte. Mas ela também tem uma determinação de ferro e uma memória fotográfica, então, quando a guerra eclode, ela se torna uma agente da Liga da Lealdade, sabendo que pode ajudar a Causa. Malcolm McCall é um dos melhores detetives do Serviço Secreto de Pinkerton: já frustrou tentativas de assassinato ao presidente e se embrenhou em grupos rebeldes. Agora, está em Richmond se passando por um soldado do Sul, e precisa se aproximar de um senador confederado e sua família em busca de informações ― justamente a casa em que Elle está infiltrada como escravizada. Dois agentes secretos que compartilham uma causa em comum ― e uma atração inegável ―, Elle e Malcolm se unem para expor um plano que poderia mudar a guerra em favor da Confederação. Presos numa rede de intrigas, e tentando resistir a uma paixão proibida, os dois estão dispostos a arriscar tudo para preservar a União.”

 

A improbabilidade do amor

Eu nem lembro mais quando comprei esse livro, só sei que ele está na minha meta há anos e nunca consigo. Não foi em 2021, mas um dia dá certo.

Onde comprar: Amazon

Sinopse: “Quando Annie McDee encontra um quadro sujo em um obscuro brechó, ela não tinha ideia do que descobriu. Chef talentosa, mas falida, Annie cedeu ao impulso e gastou as últimas libras que tinha no bolso em um presente para um homem que mal conhecia. Enquanto se debate com a solidão de um coração partido e a falta de perspectiva, ela está longe de imaginar as repercussões de sua pequena extravagância: singelamente pendurada em sua casa está agora uma obra-prima. De repente, Annie se vê sugada pelo tumultuado mundo das artes de Londres, povoado por socialites, oligarcas russos, leiloeiros desesperados e comerciantes sem escrúpulos, todos planejando colocar as mãos em sua grande descoberta. Na tentativa de desvendar o passado da pintura, Annie descobrirá não apenas uma lista de antigos proprietários ilustres, mas alguns dos segredos mais sombrios da história europeia. E, quem sabe, se abrir novamente ao amor.”

 

Preciso confessar que essa não é a lista completa e tem outros livros que eu queria ter lido em 2021. Mas esses foram os que fiquei mais chateada por não ter lido e serão prioridade para mim no próximo ano. Já estou planejando as metas de 2022 e eles certamente estão entre elas.

Agora quero saber: qual livro você queria muito ler em 2021, mas vai ter que ficar para depois? Já leu algum dos que citei? Me contem aí nos comentários.


Apaixonada por literatura desde pequena, nunca consegui ficar muito tempo sem um livro na mão. Assim, o Dicas de Malu é o espaço onde compartilho um pouco desse meu amor pelo mundo literário.




Facebook

Busca

Kindle Unlimited

Ofertas na Amazon

Twitter

Editoras Parceiras

Instagram

Seguidores

Arquivos

Newsletter

Populares

Tecnologia do Blogger.