sábado, 14 de maio de 2016

[Das páginas para o cinema] Orgulho e Preconceito (2006)

Elenco: Keira Knightley, Mathew Macfadyen, Rosamund Pike, Simon Woods, Brenda Blethyn, Donald Sutherland, Carrey Mulligan, Jena Mallone
Direção: Joe Wright
Ano: 2006 / Nacionalidade: Reino Unido/ EUA

Hoje, estou de volta com a coluna Das páginas para o cinema e vou falar de um filme que com certeza está na minha lista de favoritos: Orgulho e Preconceito (versão de 2006). Adaptado do clássico romance de Jane Austen, este filme é um belo retrato de uma época, além de uma linda história de amor.
O longa acompanha a história de cinco irmãs, cuja mãe tem como objetivo de vida vê-las casadas. Assim, a vida delas muda quando um jovem rico e solteiro, chamado sr. Bingley, se muda para uma propriedade próxima a casa delas com a irmã e o presunçoso amigo, sr. Darcy. Imediatamente, Jane, a mais velha, chama a atenção de sr. Bingley por sua beleza e seus modos amáveis. Já Elizabeth, a irmã mais próxima a Jane em idade e temperamento, cria uma aversão quase instantânea pelo sr. Darcy ao ouvi-lo dizer que ela é “tolerável, mas não bonita o suficiente para tenta-lo”.

Apesar de acompanhar a história das cinco moças, a protagonista é, sem dúvida, Elizabeth. Considerada uma das personagens mais marcantes da literatura, ela é interpretada neste filme pela atriz britânica Keira Knightley. E que interpretação impecável a dela. Não consigo imaginar outra atriz vivendo esse papel. Ela consegue transmitir em poucos minutos de filme a personalidade forte e a vivacidade da personagem, que não se deixa abalar por críticas e ofensas, e tem sempre uma resposta pronta para tudo. Além disso, Keira consegue conferir complexidade a Elizabeth, que em nenhum momento aparece como uma mocinha plana ou clichê. A personagem evolui e amadurece ao longo da história, e a atriz transmite isso através de mudanças sutis e delicadas nos modos de Elizabeth.
Outro destaque do filme é o ator Mathew Macfadyen que interpreta o sr. Darcy. Para mim, ele está absolutamente perfeito no papel. Assim como Elizabeth, o sr. Darcy também evolui muito ao longo da trama. Se no começo ele é desagradável e arrogante, à medida que a história avança, torna-se impossível não se encantar com os seus modos e o seu caráter.

Com relação aos demais personagens, todo o elenco se sai muito bem. Rosamund Pike transmiti toda a meiguice e ingenuidade de Jane, enquanto Simon Woods interpreta o carismático e ingênuo sr. Bingley. Já Carrey Mulligan e Jena Malone dão vida as irresponsáveis irmãs caçulas, Kitty e Lidya. No entanto, quem praticamente rouba a cena no filme são três veteranos: Brenda Blethyn como a divertidíssima sra. Bennet (mãe das meninas), Jude Dench interpretando a detestável Lady Catherine, e Donald Sutherland como o irônico e muito carismático sr. Bennet (para mim, o melhor personagem do filme).

O roteiro foi de Emma Thompson, que fez uma adaptação perfeita do livro, se mantendo muito fiel a história e, principalmente, a essência dos personagens. O filme ainda é ajudado pela fotografia belíssima e pela linda trilha sonora de Dario Marianelli.
Dirigido por Joe Wright, Orgulho e Preconceito traz uma história leve e muito bonita, que, ao mesmo tempo que nos transporta para o século XIX, graças aos cenários e figurinos impecáveis, também traz personagens tão verdadeiros e complexos que são atemporais. Então, vale a pena assistir esse filme que levou para o cinema o romance que há dois séculos vem encantando leitores no mundo todo. 


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal