[Resenha] Uma sombra ardente e brilhante

17 de abr de 2018

Autora: Jessica Cluess
Editora: Galera Record
Páginas: 336
Skoob
Onde comprar: Amazon
Exemplar recebido em parceria com a editora
Sinopse: “O primeiro livro da série de Jéssica Cluess, perfeito para surpreender fãs de fantasias já bem habituados com magia, profecias e triângulos amorosos. Henrietta Howel tem o poder de explodir em chamas. Quando é obrigada a expor suas habilidades ela tem certeza de que será executada. Apenas os feiticeiros podem usar magia, e nenhum deles é mulher. Ela se surpreende quando não só é poupada da guilhotina, mas também nomeada a primeira feiticeira em séculos. Ela é a garota profetizada, aquela que derrotará os Ancestrais – seres sanguinários que aterrorizam a humanidade. Henrietta então passa a treinar dia e noite com um grupo de feiticeiros ansiosos para testar as habilidades – e o coração – da garota da profecia. Mas será que Henrietta é mesmo a garota da profecia?”

“Eu sou Henrietta Howel. A primeira feiticeira em séculos. A garota que consegue controlar o fogo. Aquela que derrotará os Ancestrais. A escolhida. Sou mesmo?”
A série “livros de fantasia que me conquistaram pela capa” ganhou um novo capítulo: Uma sombra ardente e brilhante, da Jessica Cluess, que foi lançado no final do ano passado pela Galera Record. Quando eu olhei essa capa, não precisei nem ler a sinopse para saber que se tratava de um livro de fantasia e que eu já queria ler. Felizmente, meu palpite se mostrou correto e gostei bastante da leitura.
Primeiro volume de uma trilogia, Uma sobra ardente e brilhante tem como protagonista Henrietta Howell, uma jovem professora em uma escola para garotas que não tem grandes perspectivas de algum dia conseguir ir embora dali, mas que esconde um grande segredo. Ela tem uma misteriosa habilidade mágica associada ao fogo e é conjurar chamas do nada. Porém, em uma Inglaterra vitoriana machista, mulheres não eram autorizadas a usar magia e esse talento da garota poderia acabar significando uma passagem só de ida para a cadeia.
No entanto, quando, em uma situação de desespero, Henrietta usa seu poder na frente de um poderoso feiticeiro e acaba descobrindo que vinha sendo procurada há muito tempo. Existia uma profecia que dizia que uma feiticeira iria surgir e derrotar os Sete Ancestrais – demônios que haviam sido libertados anos antes por um casal de magos e atavam a Inglaterra, levando caos e destruição. Quando mestre Aggripa descobre o poder Henrietta, fica claro que ela era a garota da profecia e que deveria ser levada para Londres a fim de ser treinada juntamente com outros Iniciantes que, em breve, receberiam a comenda da Rainha e se tornariam feiticeiros.
O problema é que não seria tão fácil para Henrietta conquistar a aceitação dos demais feiticeiros. Muitos não viam com bons olhos uma garota feiticeira e até mesmo duvidavam que a profecia estivesse correta. Além disso, durante seu treinamento, Henrietta percebe que ela poderia realmente não ser mesmo a garota que todos esperavam, o que a colocaria em uma posição extremamente perigosa.


Uma das coisas que mais gostei nesse livro foi como a autora usa a proibição das mulheres de usar magia para mostrar o machismo da era vitoriana e que, infelizmente, persiste até hoje (mesmo que em menor grau). Além disso, é quando Henrietta, uma garota negra, chega em uma Londres totalmente dominada por homens brancos, que o preconceito daquela sociedade fica mais evidente. Os outros feiticeiros custam a aceita-la como um deles e, além de estar bem atrasada em termos de treinamento, Henrietta precisa se esforçar muito mais para provar seu valor.
“Às vezes, parece que moças são treinadas desde o nascimento para jamais contribuírem com nada de original numa conversa.”
No entanto, ela é uma protagonista que se mostra à altura dos desafios. Apesar das dificuldades em se adaptar a uma realidade que era totalmente nova para ela em um ambiente que, muitas vezes, se apresenta hostil, Henrietta demonstra uma personalidade forte e uma determinação impressionante. Lógico que, sendo uma garota de apenas dezesseis anos, órfã e sem nunca ter conhecido o carinho da família, ela tem seus momentos de fraqueza e vulnerabilidade. No entanto, isso acaba fazendo com que ela seja mais humana e real para o leitor.
Outro ponto que gostei bastante nesta personagem é o quanto ela se mostra leal. Seu melhor amigo, Rook, é considerado um Impuro, por ter sido atacado por um dos ancestrais. No entanto, em momento algum ela considera abandoná-lo. O laço entre eles é bonito, apesar de ficar balançando entre o amor e a amizade; e, mesmo com as dúvidas em relação aos seus sentimentos e as mudanças que ocorrem na vida dos dois quando vão para Londres, eles se esforçam para continuarem se apoiando e se protegendo.
“Os feiticeiros eram diferentes de todos os outros, irremediavelmente diferentes. (...) Meu caminho atual estava me levando para longe de pessoas como Lilly, Charley e Rook, os tipos com quem eu havia crescido. O tipo de pessoa que eu havia sido.”
Além de Rook, há outros personagens que vão ganhando destaque na trama e que acabaram se tornando importantes na vida de Henrietta. Começando com Julian Magnus, o primeiro aprendiz a reconhecê-la como uma igual e aceita-la no grupo treinado pelo mestre Aggripa. Por outro lado, George Blackwood, o jovem Conde de Sorrow-Fell, não parece acreditar nem um pouco que ela seja a garota da profecia e se mostra sempre disposto a criticá-la. Mas, acreditem ou não, ele acabou se mostrando um dos personagens mais complexos do livro e se tornou o meu favorito. Há ainda um misterioso mago, Hargrove, que se mostra fundamental na jornada de Henrietta e que, com um jeito prático e um humor bastante ácido, me lembrou o Haymitch da trilogia Jogos Vorazes (inclusive, já quero um filme com o Woody Harrelson interpretando esse personagem).
É claro que em um livro que com tantos adolescentes não poderia faltar romance, né? No entanto, felizmente, ele aparece de maneira sutil e não tira o foco da trama principal. Com exceção de um único personagem, cujos sentimentos ficam mais claros a partir de um determinado ponto, todos os outros ficam mais nas entrelinhas e é realmente difícil apontar qual casal ficará junto. No entanto, confesso que apenas uma das possibilidades me empolgou e torço muito para que ela se concretize nos próximos livros.


Com relação ao universo, Jessica Cluess foi muito habilidosa em inserir o leitor nesse mundo mágico. Não tive dificuldade nenhuma para me adaptar àquele ambiente ou entender como ele funcionava. Além disso, achei muito interessante o fato da autora ter misturado elementos fantásticos com um período histórico real. No livro, vemos a rainha Victória presente na história, assim como muitos aspectos da sociedade inglesa da Era Vitoriana, mas também magos, feiticeiros e bruxos, além de criaturas terríveis que ameaçavam a segurança da Inglaterra. É possível perceber também como até entre aqueles com habilidades mágicas estavam refletidos os preconceitos e os padrões rígidos de comportamento daquela época.
“– Não podemos confiar neles, Nettie. – Ele estava resoluto. – Não deveríamos ter que fingir para sermos aceitos.”
A minha única ressalva é que achei o ritmo morno na maior parte do livro. Como vemos Henrietta em uma fase de adaptação à sua nova vida, não há tanta ação no começo. Além disso, acredito que os Ancestrais acabaram ficando como uma ameaça um tanto abstrata. Eu tive dificuldade em enxergá-los como algo realmente temível e, por isso, achei que faltou um certo senso de urgência para deixar a leitura mais envolvente.
No entanto, da metade para o fim, esse aspecto melhora consideravelmente e a trama ganha um ritmo mais intenso. O desfecho conta com algumas reviravoltas que deixaram a trama mais interessante e terminei a leitura com a expectativa de que, neste volume, encontrei apenas a apresentação de uma trama que se tornará muito maior nos próximos volumes. Apesar de não ser um final totalmente aberto, a autora deixou pontas a serem exploradas e foi habilidosa para escrever isso de um jeito que realmente motive o leitor a ler as continuações.
Com relação à edição, como eu já disse no início da resenha, adorei esta capa desde que a vi. Depois de concluir a leitura, gostei ainda mais, pois combina perfeitamente com o livro. As páginas amareladas e o tamanho da fonte também estão ótimos para leitura e achei que a revisão estava muito boa. Só senti falta de um mapa que permitisse ao leitor visualizar melhor como estavam espalhados os ataques dos Ancestrais no território inglês, mas não foi algo que tenha dificultado a compreensão da história.
Em resumo, Uma sombra ardente e brilhante pode ter sido uma leitura que começou a me conquistar pela capa, mas certamente o conteúdo não me decepcionou. Adorei o universo criado pela Jessica Cluess, bem como os personagens e a forma como a trama foi desenvolvida. Mesmo faltando um pouco de ação no começo, a leitura não foi cansativa em momento algum graças a escrita fluida e envolvente da autora. É um livro que deve agradar aqueles que amam fantasia e romances históricos, inaugurando muito bem a trilogia. Ele certamente despertou o interesse pelas continuações e já estou ansiosa para que o segundo seja publicado no Brasil. 

36 comentários:

  1. Olá Malu

    Volta e meia e vejo esse livro no meu feed a sua resenha ajudou bastante, vai pra lista de compras e de leituras urgentes rsrsrs Estou numa onda de livros de fantasia e estou sempre a procura de ótimas dicas. Muito obrigada.

    bjs

    http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Que bom que a resenha despertou seu interesse pelo livro. Se está gostado de ler fantasia, acredito que irá curtir esse.
      Beijos!

      Excluir
  2. Também achei essa capa belíssima!! *___*
    Adorei a premissa dessa história, mas a achei um pouco parecida com a do primeiro livro da trilogia Grisha. Gostei também de saber que o romance é bem sutil! E ser ambientado na Era Vitoriana é outro ponto instigante para mim.
    Ainda não tinha visto ninguém falando sobre Uma sombra ardente e brilhante e sua resenha me deixou interessada =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Andrea! Tudo bem?
      Eu ainda não li a trilogia Grisha, então, não sei se são parecidos ou não. Mas, de qualquer forma, foi uma leitura bem gostosa e, se você gosta de fantasia, acho que vale a pena conferir. Depois me conta o que achou :)
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Malu, eu também amei esta capa, desde a primeira vez que vi o livro. Adoro personagem fortes, principalmente em uma época em que as mulheres não deveriam ser assim. Normalmente, quando é trilogia, ou série, é normal o primeiro livro ser meio "morno", pois o autor tem que inserir muita informação para nos ambientarmos, mas normalmente, melhora nos próximos, então, se tu já gostou deste, prevejo que vai gostar ainda mais dos outros. Adorei este lance de ela ter um dom e ter que esconder e depois a profecia... Enfim, cumpriu teu objetivo com esta resenha, me deixou curiosa, Entrou para a listinha.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Viviane! Tudo bem?
      Que bom saber que a resenha te deixou curiosa. Acredito que o livro tem tudo para ser ainda melhor no próximo, sim. Espero que você leia e goste também.
      Beijos!

      Excluir
  4. Ola
    Realmente a capa é muito linda, e compra o leitor, sobre o enredo é interessante, mesmo com receio de livros adolescentes, principalmente a parte do triangulo amoroso que li na sinopse.
    Estou lendo fantasia a pouco e até agora só li livros otimos, vou anotar sua dica para ler mais pra frente.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Que bom que se interessou pelo livro. Eu, normalmente me incomodo muito com triângulos amorosos, mas esse é bem sutil, porque o romance não é o foco de nenhum dos personagens. Espero que você leia e também goste do livro.
      Beijos!

      Excluir
  5. Apesar da sua ressalva, sinto vontade de ler e conhecer a história <3
    Também me incomodo quando tenho essa sensação de que "está demorando muito pra acontecer" rs.. Adorei sua resenha

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Clayci! Tudo bem?
      O livro demora um pouquinho mesmo para pegar um ritmo mais envolvente, mas é uma leitura que vale a pena sim. Espero que você leia e também goste. Depois me conta o que achou :)
      Beijos!

      Excluir
  6. Olá Malu!
    Essa capa está linda mesmo. Esse livro estava na minha lista de desejados, já adquiri ele e ainda não li. Tem pouco tempo que iniciei minhas leituras nesse universo de fantasia e magia, mas estou gostando muito. É bom saber que mesmo depois de ter um começo mais leve, a leitura ganhou intensidade e você gostou do livro. Já está na minha lista.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thalita! Tudo bem?
      Que bom que você está interessada e já tem o livro. Mesmo com o ritmo mais morno no início, foi uma leitura muito gostosa. Acredito que para quem está começando a ler fantasia, como você, esta é uma ótima opção. Se você ler mesmo, me conta depois o que achou.
      Beijos!

      Excluir
  7. Olá, tudo bem? Siim, eu acabei de comprar e foi justamente pela capa HAAHAHAHA Séries, trilogias eu já nem espero muita coisa do primeiro livro porque sempre será a introdução de uma nova ambientação. Pelo menos aqui temos algumas reviravoltas e surpresas, o que me deixa contente e ansiosa para ler. Espero também gostar e adorei as fotos <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ana Caroline. Tudo bem, e você?
      Que bom que você já tem o livro e que está ansiosa também.
      Obrigada, fico feliz que tenha gostado das fotos. Espero que seja uma boa leitura para você também e depois quero saber o que você achou.
      Beijos!

      Excluir
  8. Meu primo leu esse livro há pouco tempo e gostou do que encontrou. Falou que a história fluiu bem, que começou bem despretensioso e foi ganhando terreno com o passar do tempo. Pretendo pegar emprestado com ele pra ler, mesmo não sendo meu gênero preferido de leitura.
    Fico feliz que tenha gostado da leitura. Espero que os próximos volumes continuem melhorando.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Neyla! Tudo bem?
      Que bom que seu primo gostou do livro. Mesmo você não sendo fã de fantasia, acho que poderá gostar da leitura também. Depois que ler, me conta o que achou :)
      Beijos!

      Excluir
  9. Gosto de fantasia, mas sempre prefiro livro único, mas fiquei curiosa em saber que a trama aborda o machismo da era vitoriana, coisa que nunca vi em um enredo, mesmo sabendo que isso acontece desde que o mundo é mundo, infelizmente. Com toda sutileza do romance eu anoto essa dica, mesmo sendo trilogia.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?
      Infelizmente, a maioria dos livros de fantasia hoje são trilogias ou séries né? Mas esse é uma leitura bem bacana e acho que vale a pena dar uma chance sim. Fico feliz que você tenha se interessado e espero que também goste da leitura.
      Beijos!

      Excluir
  10. Olá Malu
    Que capa linda, adoro livros de fantasia porque só a capa já me chama atenção. Eu não conhecia essa trilogia, faz muito tempo que não começo nada só ando lendo livros unicos. Acho que vou aderir esse livro. Dica anotadissima.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Que bom que você se interessou pelo livro e vai dar uma oportunidade para esta nova série. Espero que você também goste da leitura.
      Beijos!

      Excluir
  11. Oi Maluzinha, apesar de ter sido uma solicitação de dezembro, esse livro só chegou mês passado, doidera ne? Acabei entregando pra uma colaboradora do blog mas agora to super arrependida, quero ler também, principalmente por saber que tem uma personagem negra tao incrivel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dayhara! Tudo bem?
      Algumas solicitações atrasaram mesmo, ainda mais com as frequentes greves dos correios. Que pena que você entregou o livro para a colaboradora do blog, mas espero que ela goste da leitura e que você também tenha a oportunidade de ler. Estou torcendo para vocês duas gostarem do livro.
      Beijos!

      Excluir
  12. Olá!
    Não conhecia nem a obra nem a autora, mas li a sinopse e fiquei curiosa! Parece ser um livro muito interessante. Vou adicionar à minha lista de leituras.
    Obrigada pela dica!
    Beijinhos

    http://a-lilianaraquel.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Liliane!
      Que bom que você se interessou pelo livro. Espero que goste.
      Beijos!

      Excluir
  13. Adoro fantasia, e não sabia que esse livro tinha junto romance histórico! Amei! Já tenho meu exemplar mas ainda nao consegui ler, provavelmente vai ficar pra quando o segundo volume for lançado, amei a capa assim que vi, nem sabia nada do enredo e já tinha. Que pena que achou o ritmo morno em boa parte do livro, e ainda bem que isso melhorou depois. E que venha logo mais um volume!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju! Tudo bem?
      Que bom que você já tem o livro! Se não quiser esperar o segundo (não sei quando será lançado no Brasil), o final não é daqueles que deixam a gente desesperado pelo próximo. De qualquer forma, espero que você também goste da leitura e que a continuação seja lançada em breve.
      Beijos!

      Excluir
  14. Olá Manu, não conhecia o livro, mas já amei a capa e pelos seus comentários o enredo parece estar bem bacana *-* Gostei de saber que o romance apesar do livros ter bastante adolescentes é bem sutil. Dica anotada.

    ResponderExcluir
  15. Que livro fantástico esse! Sua resenha me deixou super empolgada para realizar essa leitura também. Achei mega interessante o perfil da protagonista, além da ambientação na Inglaterra Vitoriana.

    ResponderExcluir
  16. Olá! Tudo bom?
    Estou com esse livro na estante e não vejo a hora de ler. Gostei muito da premissa, e essa capa é linda mesmo!
    Adorei saber que o romance não ofusca o resto do enredo, odeio quando isso acontece. :(
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  17. A capa do livro é realmente linda! Isso não tem como se negar!
    Infelizmente eu não curto muito fantasia, mas por uma capa dessa, até tenho vontade de arriscar a leitura! huahuahuhua
    Achei a premissa interessante. Parabéns pela resenha!
    Eu vou anotar essa dica mesmo assim.... Vai que dessa vez cola?? rs

    Beijinhos!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  18. Oi.

    Li este livro semana passada e não gostei tanto quanto eu pensei que gostaria. Senti que faltou algo. Pela capa e pela sinopse eu pensei que seria bem mais interessante, com mais intrigas e reviravoltas, mas acabou sendo um pouco fraco na minha opinião. Dve ser por se tratar do primeiro livro. Espero que o segundo seja melhor.

    ResponderExcluir
  19. Oi! Gosto muito de fantasia, e achei a premissa do livro interessante. Tudo isso da protagonista enfrentar o machismo da época, e se impor, e da mistura com essa pegada fantástica e tal. Mas por ser uma série muito grande me desanimou bastante, porque é chato ter que esperar muito tempo para o próximo lançamento.


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Essa capa é muito bonita e saber que a trama é envolvente e te surpreendeu me deixou animada para dar uma chance. Tenho tentado colocar mais fantasia em minhas leituras, portanto vou esperar os outros volumes para ler em uma tacada só, pois se não vou esquecer a trama com certeza.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  21. Oie!
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler o livro, e é a primeira resenha que leio sobre a trama. E fiquei super empolgada para conferir essa história, gostei dos ponto que apontou sobre os personagens e trama. Anotando a dica.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  22. Oie!
    Essa capa é incrivel! Eu adoro fantasia e essa parece ser una leitura imperdível para os amantes do gênero. Amei a maneira que apresentou os personagens e ja adicionei a lista! Post lindo! 💜

    ResponderExcluir
  23. Oi, tudo bem?
    Me deu uma sensação de deja-vu, não sei se já conheço a história. Amei a capa, acho que essas bem trabalhadas com a fonte com um ar de livro antigo são encantadoras. Quanto a história, eu não sei se gosto, mas com certeza leria.

    ResponderExcluir