[Resenha] Uma herdeira apaixonada

16 de abr. de 2020


Olá, pessoal! Como vocês estão? Hoje eu vim trazer a resenha de um livro que foi uma leitura muito especial para mim, mas que, por razões que nem eu sei, demorei meses para vir comentar com vocês. Sabe quando você ama tanto um livro que não sabe falar sobre ele? Foi exatamente isso que aconteceu com o livro Uma herdeira apaixonada, da Lisa Kleypas.
Quinto volume da série Os Ravenels, esse livro é um exemplo perfeito de porque essa autora se tornou uma das minhas favoritas. Ele era um dos mais aguardados por mim por ser protagonizado pelo personagem mais interessante da série e trazer a filha de outro personagem icônico da autora. Ou seja, uma combinação perfeita para me deixar com altas expectativas.

E, agora, chegou a hora de contar para vocês o que achei dessa leitura e os motivos de ter sido tão especial para mim.

Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Onde comprar: Amazon
Sinopse: “Viúva ainda jovem, Phoebe já viveu um grande amor e não cultiva mais ilusões românticas. Agora, ela precisa ser prática – e cuidar dos dois filhos pequenos e da propriedade da família. Mas quando vai passar alguns dias no Priorado Eversby, a bela dama se surpreende ao conhecer um cavalheiro incrivelmente charmoso. Seu encanto se desfaz no momento em que ele se apresenta como ninguém menos que West Ravenel: o homem que tornou a vida de seu falecido marido um tormento. E ela jurou nunca perdoá-lo por isso. West sabe que é um homem com um passado manchado e que não está à altura de uma mulher como Phoebe, mas, ao conhecê-la, é consumido por um desejo irresistível e um sentimento inteiramente novo. Sem terras nem fortuna, tudo que ele pode lhe oferecer é prazer. O que West não imagina é que, apesar da aparente ingenuidade, Phoebe está decidida a tomar as rédeas da própria vida. Será que essa paixão esmagadora será suficiente para superar os obstáculos do passado?”

Em Uma herdeira apaixonada, a jovem viúva, Phoebe, Lady Claire, já viveu um grande amor e não espera passar por isso novamente. Sendo uma mulher prática, tudo que ela espera agora é segurança para criar seus dois filhos pequenos. Porém, essa resolução fica um pouco abalada quando conhece um cavalheiro sedutor e charmoso.
O que ela não esperava é que esse homem fosse ninguém menos do que West Ravenel, o homem que havia infernizado a vida de seu falecido marido anos antes. Leal à memória dele, Phoebe decide que irá desprezar West para sempre. Só que quanto mais o conhece, mais difícil é se manter firme à essa resolução.
West é um homem que cometeu muitos erros ao longo da vida e ganhou uma fama negativa por causa deles. Apesar de ter mudado, West acha que seu passado faz dele um homem que não é digno de uma mulher como a Phoebe. Então, apesar de se sentir fascinado desde a primeira vez que a viu, West faz de tudo para lutar contra isso.

O que ele não contava é que, após passar anos fazendo tudo que era esperado dela, Phoebe decidiu tomar as rédeas da sua própria vida. Ela quer assumir seu destino e não vai aceitar que ninguém mais decida sua vida. 



Desde a primeira vez que li um livro da Lisa Kleypas, senti que ela não demoraria a entrar para a minha lista de autoras favoritas. Dito e feito, não demorou nada para ela já ter garantido um lugar cativo no meu coração. E muito disso se deve à série Os Ravenels, que se tornou a minha favorita de romances de época. Então, com todo esse amor pela escrita da autora é claro que a cada novo livro dela a minha expectativa aumenta.
Agora imaginem quando se trata do livro protagonizado pelo meu personagem favorito da série e a filha de um dos meus personagens favoritos da vida? As expectativas já estavam na lua. E Uma herdeira apaixonada conseguiu superar cada uma delas, começando pelos personagens que foram ainda mais apaixonantes do que eu esperava.
Phoebe é uma protagonista muito madura e que demonstrou uma força que me surpreendeu. Ainda muito jovem, ela sofreu uma perda grande e ficou com a responsabilidade por dois filhos pequenos e pela propriedade que herdaram. Mas, apesar da tristeza que carregava, ela não se mostrou uma pessoa que ficava se fazendo de vítima ou esperando que alguém resolvesse seus problemas por ela.
Ao contrário, Phoebe é uma mulher prática e decidida. Ela lida com seus problemas de uma forma tão madura que foi impossível não admirá-la. Mas isso não significa que se trate de uma personagem fria ou sem sentimentos. Na verdade, Phoebe é uma mulher que conheceu uma dor profunda, mas encontrou no amor pelos seus filhos a força que precisava para encarar a vida de frente e tomar as rédeas do próprio futuro.
Já o West é um personagem que foi me conquistando um pouco mais a cada livro da série. A Lisa Kleypas parece ser especialista em criar personagens que se transformam e amadurecem ao longos dos livros, e o West é um exemplo claro disso. Tendo começado lá no primeiro como um homem de péssima reputação, cínico, preguiçoso e cheio de vícios, foi surpreendente ver sua evolução para um homem trabalhador, prestativo, atencioso com a família e que se esforçava para ser uma pessoa melhor.
E o mais interessante de tudo é que não foi uma mudança brusca, só pelo romance. Foi um processo gradual, que foi acontecendo ao longo dos outros livros da série até chegar a hora de ele ter a própria história. E nesse livro encontramos um personagem que já levou muitas rasteiras da vida, mas aprendeu com seus erros e amadureceu muito. Agora, ele precisa aprender a se perdoar pelo passado e enxergar o homem que se tornou. E esse foi outro processo fascinante de acompanhar, apesar de ter sido doloroso ver o quanto West se culpava e tinha dificuldade de perceber que era alguém digno de ser feliz.
E nem preciso dizer que eu amei o romance né? Foi algo construído aos poucos, de uma forma encantadora. No início, Phoebe tinha muitas ressalvas com o West por ele ter atormentado seu falecido marido nos tempos de escola. Ela estava determinada a desprezá-lo por isso, mas à medida que foi vendo que West se tornou um homem diferente, a raiva foi sendo substituída por admiração.

Deste modo, foi um romance que não se baseou na atração inicial dos protagonistas, apesar dela estar muito presente desde o início. A base da relação dos dois foi a convivência, que abriu espaço para que enxergassem além das aparências e entendessem o fardo que cada um deles carregava. A partir daí surgiu a admiração e a cumplicidade, e depois veio o amor. Alguns podem considerar esse processo lento, mas eu achei perfeito pois tornou o romance mais real e concreto, conquistando a minha torcida.





Outro aspecto que não posso deixar de mencionar são os personagens secundários. Mais uma vez foi maravilhoso acompanhar a família Ravenel e o amor que existia entre eles. Além disso, encontramos personagens importantes de outra série da Lisa Kleypas e que tiveram um papel muito importante nos acontecimentos desse livro. E há ainda os filhos da Phoebe que são simplesmente as crianças mais fofas do mundo e que roubaram a cena sempre que apareceram, sendo capazes de derreter o coração até mesmo do leitor mais insensível.
E, como sempre, a Lisa Kleypas não deixa de retratar com detalhes a sociedade da época. Mas, ao invés de vermos dos salões de baile de Londres, acompanhamos as mudanças no campo com o processo de industrialização. É interessante ter uma noção de como se deram as transformações na Inglaterra do século XIX e a Lisa sempre busca trazer algum aspecto dessas mudanças em seus livros, enriquecendo muito a leitura. Além disso, através da Phoebe vemos como ainda era difícil para uma mulher tomar as rédeas da própria vida e mais ainda poder administrar suas propriedades e ter sua opinião reconhecida.
Assim, só posso dizer que se eu ainda tivesse alguma dúvida quando meu amor pela escrita da Lisa Kleypas ou pela série Os Ravenels, Uma herdeira apaixonada teria acabado com elas. É um livro encantador, que conquista pelo carisma de seus personagens e pela sinceridade do romance. Foi uma leitura que me encantou do início ao fim, me fez sofrer com esses personagens e admirá-los mais a cada página. Recomendo para quem ama um bom romance de época, mas especialmente para quem busca uma história com personagens humanos, maduros e apaixonantes.
Agora, quero saber quem aqui já leu Os Ravenels e se também se encantaram com essa leitura. Me contem aí nos comentários o que acharam e, para quem também é fã da Lisa Kleypas, qual livro dela é o favorito de vocês.

Outros livros de Os Ravenels:
Um sedutor sem coração – Resenha: aqui / Comprar: Amazon
Uma noiva para Winterborne – Resenha: aqui / Comprar: Amazon
Um acordo pecaminoso – Resenha: aqui / Comprar: Amazon
Um estranho irresistível – Resenha: aqui / Comprar: Amazon

7 comentários:

  1. Olá que resenha maravilhosa não conhecia o livro mais adoro o gênero, tenho certeza de que é uma ótima leitura, anotei por aqui, eu nunca li nada da autora não sei se devo começar por esse, beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Eu estou querendo ler uma série de romance de época, mas não sei por onde começar, hahaha. Adorei essa tua dica de leitura, essa série parece ser mesmo encantadora. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. Você sobre a autora com muita paixão, o livro parece ser bem interessante para quem procura entretenimento, li pouco Romances de época, confesso que não é muito minha praia, mas quero conhecer mais.

    ResponderExcluir
  4. Oi malu!!

    Menina eu não consigo gostar de romance de época para ser sincero, não desce de jeito nenhum, principalmente com um personagens sendo tudo um monete de gente branca!! Mas, eu tenho muitas amigas que amam, e elas sempre dizem o quanto a Lisa Kleypas é uma ótima autora e que os livros dela são sempre de tirar o fôlego!!

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
  5. Opa, tudo bem por aí?

    Apesar de não curtir muito o gênero, de uns tempos para cá tem me dado bastante vontade de ler romances de época. Talvez seja pela quantidade de resenhas que leio sobre obras assim, em especial de Julia Quinn. Eu já ouvi falar sobre essa série, porém, nunca dei uma chance... Quem sabe eu deva começar agora, não é?

    Abraços!
    www.acampamentodaleitura.com

    ResponderExcluir
  6. mesmo não sendo a maior fã de romances de epoca eu gosto de ler as resenhas porque falam sempre de personagens femininas fortes.

    ResponderExcluir
  7. Eu quero tanto ler os livros dessa série, eu sei que vou ficar tão apaixonada quanto você e espero não demorar muito para ler. Eu adoro um romance de época e gostei muito de ver seus comentários sobre a leitura

    ResponderExcluir