[Resenha] Dez dates surpresa

24 de jul. de 2020


Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Para começar bem o final de semana, eu quis trazer um dica perfeita para relaxar e se divertir: Dez dates surpresa, da Ashley Elston. Publicado para no Brasil pela Editora Alt, esse livro é ideal para quem pretende passar o final de semana em casa (espero que todo mundo, hein?), mergulhado na leitura e dando boas risadas.
Apesar de ser um romance Young Adult, esse livro acabou entrando para a minha lista de surpresas desse ano. Eu já estava pronta para um grande clichê adolescente, mas encontrei um livro que superou minhas expectativas e que ganhou uma passagem direto para minha lista de queridinhos.
Mas por que eu gostei tanto desse livro? Confiram o restante da semana para saber.


Autora: Ashley Elston
Editora: Alt
Tradução: Isabela Sampaio
Páginas: 328
Onde comprar: Amazon
Sinopse: “Sophie planejava aproveitar as férias de fim de ano para ter uma folga de seus pais e passar mais tempo com seu namorado - ela só não esperava que ele quisesse uma folga dela. De coração partido, ela corre para a casa dos avós, onde sua grande família italiana já está reunida para as festas. E é lá que sua Nonna bola um plano para fazê-la seguir em frente: a família deve arranjar dez encontros às cegas para a garota. De dates legais e engraçados aos verdadeiramente bizarros, Sophie passa a entender melhor quem realmente é, e que nem sempre o que achamos querer é o melhor para nós...” 

Sophie já tinhas as suas férias todas planejadas. Os pais iam viajar para ficar com a irmã mais dela que está grávida e ela teria a casa só para si. Eles acreditava que Sophie iria viajar par a casa da avó em uma cidade próxima. Mas os planos dela eram aproveitar essas duas semanas de folga com o namorado.
O problema é que, quando ela vai surpreendê-lo com a notícia, acaba descobrindo que o que ele queria era uma folga dela. Arrasada com a descoberta, Sophie viaja para a casa da avó e acaba contando sobre seu coração partido. É então que sua avó decide ajudá-la a superar o término, e o que melhor para esquecer um amor do que conseguir outro? É assim que começa um plano que mobiliza toda a família: arrumar dez encontros para Sophie, cada um indicado por algum parente.
Mas, surpreendentemente, o que pareciam ser férias terríveis para Sophie, tão distantes do que ela havia planejado, acaba se mostrando uma divertida aventura. Em meio a encontros muito bizarros e situações totalmente constrangedoras, Sophie vai descobrir mais sobre si mesma e sobre aspectos da sua vida que ela tinha deixado de lado, mas que sentia falta sem perceber.




Eu não sei nem por onde começar a explicar o quanto amei essa leitura. A primeira coisa que me chamou a atenção em Dez dates surpresa foi a capa (é muito fofa, né?), mas não imaginava que seria uma leitura que me deixaria tão feliz. Sem perceber, fui me apegando aos personagens, me sentindo aconchegada naquela ambientação familiar e, quando percebi, já tinha terminado a leitura com um sorriso no rosto e uma sensação de coração quentinho que não sentia há muito tempo.
Acho que grande parte disso se deve ao fato de que Sophie é uma protagonista realmente cativante e que me surpreendeu por ser muito mais madura do que eu esperava. Sendo bem honesta, por se tratar de uma personagem adolescente e que acabou de ter o coração partido pelo namorado, eu já estava pronta para uma boa dose de mimimi e imaturidade. Mas não teve nada disso.
A forma como Sophie lida com o término foi um ponto que me agradou muito. Ela sofre, claro, porque ninguém fica feliz quando se decepciona com alguém que ama. Mas não tem aquele drama de “eu nunca mais vou ser feliz nada vida”, tão comum em livros com adolescentes. Sophie se esforça para superar o término e tirar o melhor da situação. Ela aceita os dates malucos que sua família arruma e consegue se divertir com a situação, reconhecer a vontade deles em fazer com ela se sentisse melhor e ainda tentar se reencontrar enquanto se recupera da decepção.

Outro ponto que foi fundamental para que eu gostasse tanto do livro foi a família da Sophie. Apesar de no começo ter tido dificuldade pela quantidade de nomes, porque a família dela é enorme, foi fácil me afeiçoar a eles. Acredito que a autora foi habilidosa ao construir um ambiente familiar muito real, com o entra e sai de gente na casa da avó, as reuniões nas refeições, os primos mais novos correndo pela casa, e até mesmo aqueles parentes inconvenientes que sempre ficam se metendo na vida dos outros. São todas situações muito reais e que deixaram o clima do livro muito aconchegante. E ainda tem o fato de que eles são descentes de italianos, então, tem muitas cenas com comidas maravilhosas, diálogos divertidos e muita animação.




Mas vocês devem estar se perguntando: e o romance? Algum desses dates vai ser o verdadeiro amor da Sophie? Tudo que eu posso dizer é que os encontros que a familia dela arrumou são ótimos, mesmo os mais constrangedores, porque rendem momentos divertidos, outros constrangedores e alguns muito fofos, mas todos eles são importantes para fazer Sophie enchergar alguns aspectos da sua vida e se redescobrir. Mas fiquem tranquilos que tem romance sim e é lindo e muito cativante. Só que ele se desenvolve bem lentamente, e sem tirar o foco de questões importantes como o crescimento da própria Sophie, a relação dela com a família e as amizades são (re)construídas.
E claro que eu não poderia deixar de citar a escrita da autora né? Além da habilidade em criar personagens tão carismáticos e bem construídos, ela soube construir uma trama que vai além do clichê e se aproxima do leitor. Os conflitos dos personagens são muito reais e ela conseguiu trabalhar temas importantes e comuns na vida de qualquer pessoa, mas de uma forma leve e sensível, que deixa a leitura fluida e muito cativante.
Deste modo, só posso dizer que Dez dates surpresa foi uma grata surpresa para mim. Eu queria uma leitura para passar o tempo, mas encontrei personagens que vou guardar com carinho, mensagens importantes e uma ambientação que realmente me trouxe uma sensação de aconchego. Adorei conhecer a escrita da autora e mal posso esperar para ler outros livros dela. Incluindo, Dez dates surpresa deve ganhar uma continuação no ano que vem e com certeza já é um dos meus lançamentos mais aguardados para 2021.
Mas agora quero saber: quem já leu Dez dates surpresa? Me contem aí nos comentários se gostaram e se tem algum outro livro que surpreendeu vocês positivamente.

4 comentários:

  1. Oi, Malu!
    Eu já vi esse livro de relance, mas nunca me interessei a ponto de parar e vê do que se trata. Agora lendo a sua resenha, me parece uma leitura leve e gostosa para ser feita só para relaxar.
    Fico feliz que tenha gostado da história!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2020/07/resenha-se-voce-me-visse-agora.html

    ResponderExcluir
  2. Essa capa é linda e me dá uma vontade de comprar o livro imediatamente!!! Além da capa, já sei que o conteúdo também vai me agradar porque é o tipo de livro que pode deixar meu coração quentinho!

    ResponderExcluir
  3. Oi Malu!
    Já tinha lido uma resenha desse livro, quanto mais eu leio a respeito mais fico curiosa para saber como termina esses encontros que a família arranja para Sophie, parece ser um livro encantador e muito fofo sobre descobertas e sobre aprendizado. Parabéns pela resenha, bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem? Tenho visto muitos elogios sobre esse livro e a curiosidade em lê-lo só aumenta. Concordo com você a capa é uma graça. O que mais me chamou atenção foi o pisca-pisca, amo ambientes iluminados no estilo pinterest. Quanto a história fiquei imaginando 10 encontros às escuras? Parece bem divertido. Me fez pensar num filme estilo sessão da tarde. Com certeza ela irá viver muitas aventuras. Já coloquei na minha lista. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir