Meus favoritos da Colleen Hoover + Próximos lançamentos

10 de out. de 2020

 


Se tem uma autora que eu fico curiosa sempre que vejo um novo lançamento, é a Colleen Hoover. Os livros dela sempre mexem comigo e mesmo não tendo lido todos que ela escreveu (ainda), estou sempre de olho para ver o que vem por aí.

Então, hoje vim falar um pouco sobre os meus livros favoritos dela e os lançamentos que estão vindo. Até o momento, já li 11 livros da autora, incluindo os três volumes da trilogia Métrica e seu primeiro thriller psicológico, Verity. Desses, eu gosto de praticamente todos, mas 2 se destacaram para mim:


É assim que acaba

Publicado pela Galera Record em 2019, esse é provavelmente o livro mais pessoal da autora, pois ela se inspirou um pouco no relacionamento dos pais. Ele me emocionou muito por abordar um assunto muito importante e que mexeu comigo. Acho que a Colleen me fez compreender um pouco melhor como é difícil sair de um relacionamento abusivo e a importância de falarmos sobre esse assunto. Tem resenha aqui, onde falo um pouco mais sobre como esse livro me tocou.

 

Editora: Galera Record

Páginas: 368

Onde comprar: Amazon - Submarino

Sinopse: O romance mais pessoal da carreira de Colleen Hoover, É assim que acaba discute temas como violência doméstica e abuso psicológico de forma sensível e direta.Em É assim que acaba, Colleen Hoover nos apresenta Lily, uma jovem que se mudou de uma cidadezinha do Maine para Boston, se formou em marketing e abriu a própria floricultura. E é em um dos terraços de Boston que ela conhece Ryle, um neurocirurgião confiante, teimoso e talvez até um pouco arrogante, com uma grande aversão a relacionamentos, mas que se sente muito atraído por ela.Quando os dois se apaixonam, Lily se vê no meio de um relacionamento turbulento que não é o que ela esperava. Mas será que ela conseguirá enxergar isso, por mais doloroso que seja?É assim que acaba é uma narrativa poderosa sobre a força necessária para fazer as escolhas certas nas situações mais difíceis. Considerada a obra mais pessoal de Hoover, o livro aborda sem medo alguns tabus da sociedade para explorar a complexidade das relações tóxicas, e como o amor e o abuso muitas vezes coexistem em uma confusão de sentimentos.


Todas as suas (im)perfeições

Outro livro da Colleen Hoover que deu um tapa na minha cara e me fez ver um assunto difícil por uma perspectiva totalmente diferente. Confesso que não esperava que ele pudesse me emocionar tanto, até por ser algo bem distante da minha realidade, mas foi o livro da autora que mais me abalou. Chorei horrores e considero um dos romances mais lindos que já li. Já postei resenha sobre ele também e vocês podem conferir aqui.


Editora: Galera Record

Páginas: 304

Onde comprar: Amazon - Submarino

Sinopse: Um inesquecível drama da autora de Verity e É assim que acaba sobre um casamento conturbado e uma promessa esquecida que pode ser capaz de salvá-lo.Todas as suas imperfeições narra a história de Quinn e Graham. Eles se conhecem no pior dia de suas vidas; ela chega mais cedo de uma viagem para surpreender o noivo, ele testemunha a traição da namorada. E é assim que ambos acabam no corredor de um prédio, trocando confidências, biscoitos da sorte e palavras de conforto.Fim da dança... se o destino não tivesse outros planos para os dois. Meses mais tarde, os acordes tocam para o casal mais uma vez e eles se reencontram. Graham está convencido de que são almas gêmeas. Quinn jamais se sentiu dessa forma antes. A intensidade do sentimento os assusta, mas eles mergulham de cabeça mesmo assim.O casamento é tudo o que sonhavam, a parceria perfeita. Mesmo nos momentos difíceis, sabem que podem contar com o outro. Nenhum deles desiste do amor que sentem. Até que a primeira nota dissonante abala a sinfonia do casal. Até que Quinn parece estar disposta a trocar tudo o que é pela única coisa que não consegue ser: mãe.A luta do casal por um filho arrisca os alicerces da relação. Quinn não pode engravidar. Graham não é um candidato para adoção por conta de um erro do passado. O impasse os deixa parados no salão, no silêncio. A orquestra está em suspenso. Os dois parecem surdos para a música do amor.

 

Além desses dois, tem outros dois que se aproximam muito deles na minha preferência. Um deles, surpreendentemente, é Verity. O polêmico thriller psicológico da autora foi uma leitura completamente perturbadora, mas que superou minhas expectativas e me deixou ansiosa para que ela publique mais livros deste gênero. Já o outro, também divide opiniões, mas tem um lugar cativo no meu coração: Talvez um dia. Eu amo tanto esse livro e a forma como ele mexeu comigo que nem sei explicar, por isso não vejo a hora de ler um dos próximos lançamentos da autora que chegarão no Brasil.

A Galera Record vai publicar dois novos livros da autora em breve, Talvez agora e Se não fosse você. Isso mesmo, teremos uma continuação para Talvez um dia e eu mal posso esperar para ler Talvez agora. Já o outro lançamento, Se não fosse você, é um new adult que foi bastante elogiado quando saiu nos EUA e eu estou mais do que ansiosa. Os dois já estão em pré-venda e vou deixar as sinopses e links para compra no final do post.

Agora quero saber: qual o seu livro favorito da Colleen Hoover? Tem algum livro dela que você ainda não leu mas quer muito? Me conta aí nos comentários.

 

Pré-venda

 

Se não fosse você

Editora: Galera Record

Páginas: 400

Comprar: Amazon

Sinopse: Em Se não fosse você, a autora #1 do New York Times Colleen Hoover fala sobre família, primeiro amor, luto e traição. Uma história emocionante que tocará os corações tanto de mães quanto de filhas. Edição limitada acompanhada de card + marcador. Morgan e Clara Grant são mãe e filha, e aparentemente não têm nada em comum. Morgan engravidou muito nova, com dezesseis anos, e está determinada a evitar que sua filha passe pelas mesmas dificuldades que enfrentou. Colocando sempre a família em primeiro plano, Morgan deixou os próprios sonhos de lado para dedicar-se à filha e ao marido. Clara, por sua vez, não quer seguir os passos da mãe – ela não consegue enxergar nada de espontâneo na personalidade de Morgan. No auge dos seus dezesseis anos, seu maior desejo é ir para a universidade estudar teatro, mesmo que os pais não incentivem a carreira. Com personalidades incompatíveis e objetivos divergentes, a convivência entre Morgan e Clara está cada dia mais insustentável. A única pessoa capaz de criar um ambiente de paz é Chris – marido de Morgan, pai de Clara, o porto seguro da família. Mas essa paz é quebrada após um trágico acidente que muda completamente a vida das duas. Enquanto Morgan luta para reconstruir tudo que desabou ao seu redor e encontra conforto na última pessoa que esperava, Clara só aumenta sua lista de rebeldias. Com o passar dos dias, novos segredos, ressentimentos e mal-entendidos fazem com que mãe e filha se afastem ainda mais... e a distância aumenta tanto ao ponto de uma reaproximação se tornar improvável. Depois de tanto tempo distantes e com muita coisa não dita, será que ainda há chances de que tudo fique bem? Em Se não fosse você, Colleen Hoover mais uma vez entrega aos leitores uma trama rica em desenvolvimento de personagens, fortes e complexas emoções e, principalmente, situações tão cruas quanto reais.




Talvez agora

Editora: Galera Record

Páginas: 352

Comprar: Amazon

Sinopse: Talvez agora – Sequência de Talvez um dia – coloca em evidência a vida dos personagens apresentados no livro anterior após Ridge e Sydney terem, finalmente, oficializado seu relacionamento. Agora que o relacionamento de Ridge com Maggie terminou, ele e Sydney estão explorando completamente essa nova liberdade de expressar seus sentimentos. No entanto, ele e Warren são o único suporte de Maggie... e devem aprender a lidar com a situação nesse novo contexto. Enquanto isso, Maggie está desfrutando da nova etapa de sua vida, embora ainda sinta algum ressentimento por tudo o que aconteceu. Após tantos anos vivendo uma relação já estável – e morna – com Ridge, Maggie não consegue prever o que a aguarda. A insegurança com relação a sua doença, o desejo de independência e a ânsia de viver novas e empolgantes experiências É nesse meio que entra Jake, o rapaz que a ajudou a cumprir o primeiro item em sua lista de coisas para fazer: pular de paraquedas. Ele está tão interessado nela quanto ela nele, mas Maggie arriscará viver um novo relacionamento e deixar o passado para trás? Por outro lado, Sydney, ao finalmente engatar a relação com Ridge, se vê realizada... Ridge representa tudo o que sempre sonhou em alguém e a química entre os dois é evidente. No entanto, a constante proximidade de Maggie a preocupa... E, mais uma vez, ela deverá ser forte para lidar com o assunto com o equilíbrio e maturidade que ele exige. Embalado por uma atmosfera musical e tratando de temas como amizade, lealdade e, principalmente, o real significado de união, Colleen Hoover retorna com a continuação de uma – ou várias? – história de amor, situações-limite e, principalmente, personagens perfeitamente imperfeitos. Talvez agora é contada não só sob um, mas vários prismas – e, como um bom romance, não podem faltar as boas doses de risos e as lágrimas.


4 comentários:

  1. Oi Malu, tudo bem?
    Eu ainda irei dar uma chance a essa autora, mas eu escolhi ler os livros mais românticos dela, como métrica, que acho que combina muito comigo pela poesia. Agora esse Verity realmente em pouquíssimo tempo gerou polêmica, acho que dividiu bem os leitores. Estou muito curiosa sobre ele.
    P.S.: a sua foto ficou linda.

    bjs.
    cila

    ResponderExcluir
  2. Nossa eu li um ilvro da CoHo, é assim que acaba, e nossa, eu chorei tanto e gostei demais da história mesmo que não seja um genero que eu tô acostumada a ler. Infelizmente, desde então, não consegui ler mais nada dela, mas tô MUITO louca pra ler Verity, esse livro tá dividindo opiniões e ele parece ser bem o tipo de história que eu gosto. Espero que possa er em breve.
    Adorei seu post, é tão bom quando a autora nunca decepciona! Eu tô assim com a Taylor Jenkins Reid hahahahahaha
    Amei a foto, ficou perfeita!!!

    ResponderExcluir
  3. Oiii Malu

    A Colleen é uma autora que tenho altos e baixos com ela, tem livros que não gostei de jeito nenhum, e tem outros que gostei demais. Meus favoritos dela são Verity e Hopeless, achei os dois perfeitos. Estou curiosa em conferir esse novo lançamento da autora, Se não fosse você, acho que vai ser um livro que também vou gostar.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Esse ano eu tentei ler dois livros dela, mas acabei abandonando pq realmente não fluiu por aqui. Mas ainda sim quero dar uma nova chance futuramente <3

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir