[Resenha] A mentira sobre amores e herdeiras


 

Uma das melhores sensações ao terminar uma série é quando a gente sente que criou um vínculo com os personagens e se apegou a eles de alguma forma. E confesso que, quando li o primeiro volume da Querida Conselheira Amorosa, da Laura Lee Guhrke, pensei que não sentiria isso com esses livros.

Para minha surpresa, eu fui me apegando aos poucos e, quando A mentira sobre amores e herdeiras foi anunciado, eu já estava completamente envolvida pelo universo criado pela autora. Portanto, não preciso nem dizer que minha ansiedade para esse livro era enorme e minhas expectativas estavam bem altas.

Finalmente, eu pude ler A mentira sobre amores e herdeiras no último final de semana e vou pode compartilhar com vocês o que achei da leitura. Será que a série Querida Conselheira Amorosa foi encerrada com chave de ouro?


Autora: Laura Lee Guhrke

Editora: Harlequin Books Brasil

Páginas: 320

Onde comprar: AmazonSubmarino

Sinopse: “Minha protegida está me enlouquecendo. Preciso casá-la para me livrar dela o mais rápido possível. Só tem um problema… Quando Jonathan Deverill prometeu ao amigo moribundo que seria guardião de sua filha, ele estava esperando uma garota com trancinhas e uma boneca de pano a tiracolo, uma criança que poderia ser deixada na escola por mais alguns anos. Mas sua protegida é, na verdade, uma beldade crescida e rebelde, cujos sonhos por romance ameaçam fazer de sua tutela um inferno. A herdeira nova-iorquina Marjorie McGann quer uma temporada em Londres e um marido nobre que a ajude a gastar os milhões de dólares que o pai lhe deixou, e acredita que seu novo guardião, com seus valiosos contatos, é o homem perfeito para ajudá-la na empreitada. Porém, quando ele se mostra mais rigoroso que a mais severa das professoras, Marjorie decide tomar as rédeas da situação. Afinal, ela passou vinte anos esperando para ser livre, e vai encontrar o amor, de um jeito ou de outro.”

 

Em A mentira sobre amores e herdeiras, vamos acompanhar Jonathan Deverill, o irmão da Irene e da Clara (protagonistas dos dois primeiros livros da série), que há anos havia deixado a Inglaterra e feito fortuna nos EUA. Ele encontrou lá uma vida sem amarras e cheias de aventura, mas tudo mudou quando uma enorme responsabilidade caiu no seu colo: seu sócio e melhor amigo pediu, em seu leito de morte, que Jonathan cuidasse de sua filha e garantisse um bom casamento para ela.

A promessa parecia ser simples de cumprir, porque Jonathan acreditava se tratar de uma criança, que ainda ficaria anos na escola. Porém, Marjorie não é uma menininha, mas uma mulher de 20 anos e que está cansada de viver dentro dos muros da escola onde estudou e depois se tornou professora. Ela agora é uma herdeira riquíssima e quer viver as aventuras de uma temporada em Londres e encontrar um marido nobre.

Quando Marjorie percebe que seu novo guardião não tem a menor intenção de levá-la para a Inglaterra, ela decide que está na hora de assumir as rédeas de sua vida e para de ser deixada para trás. E seu guardião que se prepare, pois nada vai ficar entre ela e o seu sonho.



Ler sobre A mentira sobre amores e herdeiras foi, de uma certa forma, um resumo de tudo que senti ao longo da série. No início, tive um pouco de dificuldade de me conectar com a Marjorie. O jeito impulsivo e a teimosia dela são um pouco irritantes e eu tive medo de que não me apegaria muito a essa história. Porém, aos poucos eu fui sendo conquistada e quando vi já estava completamente envolvida nessa leitura.

Marjorie é uma personagem difícil, a princípio, mas aos poucos vamos conhecendo mais sobre o seu passado e como os traumas e inseguranças influenciaram suas atitudes. Além disso, confesso que era divertido ver a forma como ela estava sempre desafiando e surpreendendo seu novo guardião e dei muitas risadas com as discussões entre eles. Por isso, aos poucos eu fui me apegando e passei a torcer muito por essa mocinha determinada e irreverente.

Já o Jonathan não demorou nada para me conquistar. Logo de cara eu senti que era um personagem que ia muito além da fachada do guardião severo e não me enganei. Eu me diverti muito com a dificuldade dele em lidar com as responsabilidades de guardião e com o fato de Marjorie ser uma mulher adulta. Mas o que me ganhou mesmo foi acompanhar os conflitos de Jonathan como pessoa, os seus traumas e a forma como ele foi lidando com eles ao longo do livro. 



Com relação ao romance, achei que a autora acertou em cheio na construção da relação entre a Marjorie e o Jonathan. Logo no início, temos uma relação cão e gato, do jeito que eu amo, mas os sentimentos entre eles vão se transformando aos poucos. Achei o envolvimento do casal muito natural e convincente, com uma química que é evidente desde o início e sentimentos que surgem gradualmente, a partir da convivência.

Outro aspecto que foi muito importante para mim é que a autora trouxe de volta personagens queridos dos outros livros. Com isso, além de matar a saudade, pude ter um gostinho de como a história deles continuou e como estava a vida de cada um. Para mim, isso deu um gostinho mais especial para a história e permitiu à autora trazer um desfecho bem coeso para série.

De um modo geral, A mentira sobre amores e herdeiras é uma leitura leve e cativante. Com uma protagonista que pode ser um pouco irritante no início, mas que não deixa de ser carismática, esse livro me trouxe muitas risadas e um romance doce e cativante. Terminei essa série com um quentinho no coração e uma torcida enorme para que mais livros da autora sejam publicados por aqui.

E vocês, já leram A mentira sobre amores e herdeiras ou conheciam a série Querida Conselheira Amorosa? E qual foi o último livro que deixou você com o coração quentinho? Me contem aí nos comentários.


[Resenha] Skyward: Conquiste as estrelas


Sair da zona de conforto é sempre um desafio, mas uma das minhas metas para esse ano é me arriscar mais e ler livros diferentes do que estou acostumada. E, para começar a colocar o pé fora da minha zona de conforto e ler um gênero que não costuma fazer parte das minhas leituras, decidi ler Skyward: Conquiste as estrelas, do Brandon Sanderson.

Faz muito tempo que quero ler algo do autor e resolvi que não teria forma melhor de começar. Então, recentemente eu solicitei o livro de parceria com a Planeta e já corri para ler. Terminei hoje e fiquei tão ansiosa para compartilhar o que achei da leitura que furei meu próprio cronograma de posts para escrever a resenha dele.

Então, estou aqui para contar o que achei de Skyward e como foi meu primeiro contato lendo Brandon Sanderson.
 

Autor: Brandon Sanderson

Editora: Planeta Minotauro

Tradução: Marcia Blasques

Exemplar recebido de parceria com a editora

Onde comprar: Amazon 

Sinopse: “Nesse novo épico do aclamado autor Brandon Sanderson, o futuro da humanidade depende dos sonhos de uma garota Derrotada, devastada e levada quase à extinção, a raça humana se vê presa em um planeta distante, constantemente atacado por misteriosos combatentes alienígenas. Spensa, uma adolescente, anseia por se tornar piloto e se juntar à resistência. Quando descobre os restos de uma velha nave, um modelo que a garota nunca tinha visto na vida, percebe que esse sonho pode enfim se tornar realidade. Para isso, no entanto, a garota precisará consertar a grande nave, aprender a pilotá-la e – talvez o mais difícil – convencer a inteligência artificial que controla os restos da embarcação a ajudá-la: essa incrível nave, de alguma forma, parece ter uma alma própria.”

 

Após uma guerra contra alienígenas, a humanidade vive isolada em um planeta cercado por detritos e constantemente ameaça por seus misteriosos inimigos. Spensa, uma adolescente que vive com a maior parte do seu povo em uma das cidades subterrâneas, sonha em se juntar aos pilotos e lutar na resistência. No entanto, devido a acontecimentos do passado envolvendo o seu pai, esse sonho não será fácil.

Mas Spensa está determinada a provar que todos estão errados sobre o que aconteceu e sobre ela, por isso vai se esforçar para superar todos os obstáculos em seu caminho e entrar para a escola de voo. E sua determinação se torna ainda mais forte quando ela encontra os restos de uma nave desconhecida escondidos em uma caverna. Mas, entre aprender a voar, consertar a nave e lidar com a inteligência artificial bem temperamental que controla a embarcação, Spensa ainda precisa descobrir quem realmente é e se está pronta para se juntar aos pilotos da resistência. 



Como eu falei, não tenho o hábito de ler ficção científica até por ter medo de não entender os conceitos e termos técnicos. Então, confesso que estava muito receosa antes de começar a ler Skyward. Porém, para minha surpresa, não tive dificuldade nenhuma com a leitura e me conectei rapidamente com a história.

A trama é extremamente dinâmica e já começa com acontecimentos importantes e muitos mistérios. Ao longo do livro, fui ficando cada vez mais curiosa para saber como a humanidade chegou naquele planeja, quem são os misteriosos krell que estão sempre ameaçando os humanos e descobrir os segredos do passado envolvendo o pai de Spensa. Com tudo isso, eu logo me vi presa e sem a menor vontade de largar o livro.

Além disso, a ambientação da história é simplesmente fascinante, apesar de surpreendentemente próxima à nossa realidade. No começo, o autor vai mostrando de uma forma bastante crível como é a vida longe da superfície e como a humanidade tem se organizado para se proteger e conseguir se estabelecer naquele planeta. E, ao longo do livro, vamos acompanhando mais sobre a vida na superfície, com as ameaças vindas do espaço e as frenéticas batalhas aéreas.



Com relação aos personagens, confesso que no começo a Spensa me irritou em alguns momentos por ser impulsiva e imatura demais, mas tentei relevar por se tratar de uma adolescente. Além disso, a evolução dela ao longo do livro é clara e foi muito interessante como ela enfrenta seus medos e amadurece. Assim, sem que eu percebesse, acabei me apegando e torcendo muito por ela. Já os personagens secundários são maravilhosos e roubam a cena. Eles são fundamentais na jornada da Spensa, mas também evoluem muito individualmente. Confesso que fiquei muito mais apegada do que esperava, especialmente à inteligência artificial da nave.

Como falei, escolhi esse para ser meu primeiro contato com a escrita do Brandon Sanderson e eu já posso falar que agora estou mais do que curiosa para ler tudo dele. Gostei muito da forma como ele desenvolveu a história, sabendo exatamente onde trazer as cenas de ação, os momentos de drama e, principalmente, as revelações. Além disso, ele consegue explicar em detalhes as naves e as manobras de batalha, sem deixar que a leitura se torne cansativa ou confusa. Com isso, eu mergulhei na leitura com facilidade e me senti realmente dentro da história.

De um modo geral, Skyward foi uma leitura de tirar o fôlego e com um desfecho me deixou ansiosa pela continuação. A escrita do Brandon Sanderson é realmente fascinante, como sempre me falaram, e já me conquistou nesse primeiro livro. Recomendo a leitura especialmente para quem gosta de Star Wars e outras histórias ambientadas no espaço ou simplesmente ama livros com muita ação.

E vocês, já leram Skyward: Conquiste as estrelas? Já conhecem a escrita do Brandon Sanderson? Me contem aí nos comentários.


[Pré-venda] Box O Castelo Animado

 


Maio já começou e tem vários lançamentos maravilhosos chegando. Outro dia comentei sobre a pré-venda de Como o rei de Elfhame aprendeu a odiar histórias (confira o post aqui), que lança esse mês. E hoje vim falar sobre lançamento muito aguardado: a nova edição de O castelo animado, da Diana Wyne Jones.

Para quem não conhece, O Castelo Animado é a história que deu origem ao filme do Studio Ghibli (o mesmo de A viagem de Chiriro). A adaptação, que está disponível na Netflix, já conquistou fãs no mundo inteiro. E agora a Galera Record está relançando os livros em um box com ilustrações exclusivas (e maravilhosas) de Isadora Zeferino e o projeto de capa e de miolo feitos por Renan Salgado e João Veras. Além disso, os livros passaram por uma nova tradução e por leitura sensível, feitas respectivamente por Raquel Zampill e Wlange Keinde.

Então, vamos conhecer mais sobre os livros e a autora?

 

Publicado originalmente em 1986, na Inglaterra, O castelo animado é um clássico infanto-juvenil, considerado uma das fantasias mais icônicas de todos os tempos. Nessa primeiro livro, acompanhamos Sophie Hatter, uma menina que após ser amaldiçoada pela Bruxa das Terras Desoladas, se torna uma senhora de 90 anos. Insegura com a sua nova aparência, ela decide fugir de casa e procurar outro lugar para ficar.

Em sua busca, ela encontra o castelo do Mago Howl, que tem a terrível fama de devorar o coração das jovens do povoado. Porém, com o tempo que passa nesse lugar, Sophie percebe que nem tudo é o que parece e que todos que estão no castelo foram amaldiçoados de alguma forma, mas que é possível encontrar compaixão e humanidade em cada um.

Além de O Castelo Animado, a autora publicou depois duas continuações: O castelo no ar, em 1990, e A casa dos muitos caminhos, em 2008. Esses livros focam em novos personagens, mas são ambientados no mesmo universo ficcional e contam com participações importantes de personagens do primeiro livro.

 

Conheça a autora:

Nascida em Londres, em 2934, Diana Wynne Jones foi uma premiada escritora. Foi vencedora do Guardian Award e concorreu a diversos outros prêmios, como o Children’s Books e o Carnegie Medal. E, em 2006, ela foi nomeada doutora honorária em Literatura pela Universidade de Bristol.

Diana Wynne Jones foi aluna de personalidades como C. S. Lewis e J. R. R. Tolkien, e imprimiu em seus livros a dose necessária de magia e fantasia para que qualquer um, independente da idade, se apaixonasse e se deixasse levar por seus universos bem construídos.

Sua obra conta com mais de 40 livros, de fantasia adulta e juvenil, e seu trabalho é reconhecido no mundo todo. O Castelo Animado, que é um dos livros mais famosos da autora, foi nomeado pela revista Times como uma das 100 melhores fantasias de todos os tempos.

Infelizmente, Daiana Wayne Jones faleceu em 2011, aos 76 anos.

 

Para quem ama O Castelo Animado ou quer conhecer essa história que encantou gerações, o box com os três livros está em pré-venda com lançamento previsto para o dia 17 de maio. E, além da nova edição belíssima, toda a primeira tiragem vem acompanhada de marcadores e cards.  Então, para quem quiser aproveitar, vou deixar os links para a pré-venda e a imagem do box com os brindes no final do post.

Eu pretendo assistir O Castelo Animado esse mês e quero ler os livros em breve. Mas e vocês, já conheciam essa história? Me contem aí nos comentários o que acharam e se também estão empolgados com essa nova edição. 



Pré-venda com brindes: Amazon - Submarino


Apaixonada por literatura desde pequena, nunca consegui ficar muito tempo sem um livro na mão. Assim, o Dicas de Malu é o espaço onde compartilho um pouco desse meu amor pelo mundo literário.




Facebook

Kindle Unlimited

Ofertas na Amazon

Instagram

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Mais lidos

Twitter

Newsletter

Arquivos

Editoras parceiras